A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021 | of 2022

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Polônia, Dzroat: não para edifícios de Fort Viia (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:59:38 GMT 2022

O objetivo do desenvolvimento planejado de Fort Viia em Poznan retorna novamente. Nas encostas, doze blocos de 5 e 6 andares devem ser construídos. O investidor é Deweloper Constructsa Plus SP.Z O.O. 1.468 As árvores devem ser reduzidas e o próximo 1.338 deve ser exagerado. Este é um exemplo da destruição da área urbana, que faz parte de um sistema único de cunha na Polônia. Como um lembrete - este é um sistema verde que permite a ventilação urbana, e nos planos de adaptação de Poznan desempenham um papel decisivo na redução do impacto negativo das mudanças climáticas nos moradores da cidade.
Tanto a política ecológica e social das autoridades Poznan se torne cada vez mais irracional. Passeando pela cidade, podemos encontrar novos investimentos de ...



(pt) Greece, liberta salonica: Concentração e curso para acesso a cuidados inclusivos - ESTADO E CAPITAL DANOS GRAVES À SAÚDE (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:59:30 GMT 2022

Dois anos após o início da pandemia de Covid-19, a situação continua trágica, com as responsabilidades criminais do governo da Nova Democracia inalteradas. Todo esse tempo ficou claro que a estratégia do governo para gerenciar a pandemia depende apenas do bom andamento da economia, resgatando e impulsionando o grande capital. Para se absolver de suas responsabilidades, o governo fabricou a narrativa da responsabilidade individual, culpando o povo por seu fracasso total em gerenciar efetivamente a pandemia. Em vez de fortalecer substancialmente o NSS, que já foi dilacerado pela catastrófica reestruturação neoliberal que vem ocorrendo há muitos anos, desperdiçou recursos estatais em sucessivos patrocínios à mídia pró-governo. os capitalistas donos do negócio do turismo, as empresas ...


(pt) France, UCL AL #323 - Antipatriarcado, Direito ao aborto: aumentar os prazos e retirar a cláusula de consciência específica (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:59:21 GMT 2022

Se o acesso ao aborto continua complicado devido aos poucos recursos alocados à saúde em geral, à saúde da mulher em particular e aos centros de aborto mais especificamente, as condições teóricas são bastante favoráveis na França. Há, no entanto, pelo menos dois pontos a melhorar: o prazo e a cláusula de dupla consciência. ---- Vamos conversar um pouco técnico e descrever o ciclo menstrual da mulher [1], começando pela ovulação. A ovulação é quando um ovário libera um óvulo. O óvulo vive vinte e quatro horas, o esperma, alguns dias e, portanto, a fertilização é possível por três a cinco dias.
Cerca de quatorze dias depois, o período corresponde à evacuação do revestimento do útero que se preparou para uma possível gravidez. Estar menstruada é a ...



(pt) Germany, die plattform: Revisão do 3º ano da nossa organização (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:58:48 GMT 2022

O ano de 2021, como o ano anterior, foi fortemente influenciado pela pandemia do corona, que por um lado ditou as circunstâncias do desenvolvimento de nossa organização e por outro influenciou nosso trabalho nas lutas sociais. Apesar das limitações que a pandemia e o manejo repressivo estatal dela significou para nossa construção e nosso trabalho, este ano pudemos dar mais alguns passos para a construção de uma organização anarquista poderosa, revolucionária e atuante nas lutas sociais de nossa região e ancorado em nosso tempo, avance.
Desenvolvimento adicional da organização
Um marco dentro da organização para nós em 2021 foi a implementação de um ...



(pt) Solidaridad Obrera: Denunciamos a violação dos direitos dos migrantes (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:58:32 GMT 2022

.... e estamos comprometidos com um modelo que coloca os direitos de todas as pessoas e de todos os povos no centro de tudo e de todos. ---- Ontem acordámos com duas más notícias em matéria de migração e, em particular, sobre a rota das Canárias, a mais perigosa das utilizadas pelos migrantes do continente africano.
Por um lado, a morte de 43 pessoas ao largo da costa de Tarfaya quando zarparam para as Ilhas Canárias, quando a canoa afundou, que havia solicitado ajuda às autoridades marroquinas 8 horas antes, sem que elas chegassem. É preciso lembrar que a massificação desta rota se dá graças às políticas de exteriorização de fronteiras da União Européia e à ação da FRONTEX, que tem deslocado para o sul as tentativas de adentrar o espaço comunitário. A dor causada por essas políticas ...



(pt) Grécia, APO, terra e liberdade [SACTX] Manifesto e apela a mobilizações de saúde (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:54:09 GMT 2022

Contra a gestão assassina da pandemia pelo Estado e pelo capital ---- Estamos em um período de crise sistêmica total com a agenda anti-insurgência e anti-social dos governantes se desdobrando com intensidade crescente à medida que a pandemia serve de catalisador para o radical e seus líderes contra a grande maioria da sociedade. Nesta realidade sufocante, a eclosão da pandemia com dezenas de mortes todos os dias, que no total ultrapassou 21.000, nada mais é do que o resultado da gestão criminosa do Estado, da completa indiferença e da desvalorização absoluta da própria vida. Em um momento em que milhares de pessoas estão doentes e já perderam a vida devido ao abandono sistemático e ao enxugamento do sistema público de saúde, a gestão política da extrema-direita acelera processos de ...


(pt) Irlanda, Derry Anarquistas: DOMINGO BLOODY: MARCHA PELA JUSTIÇA 50 anos depois! (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Jan 27 07:53:59 GMT 2022

Derry marcará este ano o 50º aniversário do Massacre do Domingo Sangrento, saindo às ruas para exigir justiça para os feridos e executados pelo Estado britânico. ---- Em janeiro próximo, Derry marcará o 50º aniversário do Bloody Sunday. Um dia em que 14 pessoas inocentes foram assassinadas nas ruas da cidade enquanto protestavam contra a política de internamento. ---- Em um esforço para silenciar a população local, o Estado britânico enviou paraquedistas de elite para interromper a marcha pacífica pelos direitos civis pela cidade em 30 de janeiro de 1972, matando 14 civis desarmados e ferindo muitos outros. Os trágicos acontecimentos daquele dia ficaram conhecidos como Domingo Sangrento.
Para as famílias cujos entes queridos foram executados ou feridos naquele ...



(pt) UK, ACG: Exploração de jovens trabalhadores (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Jan 26 07:40:58 GMT 2022

Uma visão interna dos contratos de zero horas para jovens ---- Um jovem membro do ACG investiga... ---- Com 3,62 milhões de jovens empregados e 326.000 deles entre 16 e 17 anos, os jovens constituem uma grande parte da força de trabalho de empregos 'pouco qualificados', com a maioria dos jovens empregados na indústria de alimentos ou varejo . Devido à sua falta de experiência de trabalho, é fácil para as empresas e patrões explorar uma força de trabalho jovem, com relatos de trabalhadores jovens sendo frequentemente mal pagos, pagos injustamente, trabalhando em ambientes inseguros, recebendo turnos de duração ilegal e até, em alguns casos, os jovens enfrentam assédio sexual por parte dos gestores no local de trabalho. ...


(pt) Grécia, APO, terra e liberdade[Tessalônica]Manifestação contra o patriarcado e o estupro (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Jan 26 07:40:41 GMT 2022

Manifestação contra o patriarcado e estupro Segunda-feira 17/1 Tsimiski com Aristóteles 19.00. ---- CONTRA O PATRIARCADO, O ESTUPRO E QUEM OS COBRE: AUTORIDADES DO ESTADO, MÍDIA E PRINCÍPIOS JUDICIAIS ---- Na véspera de Ano Novo e enquanto novas medidas de proibição foram introduzidas, uma reunião é organizada pela cidade, mas também empresários de Atenas durante a qual uma jovem de 24 anos foi drogada e estuprada. A mulher imediatamente denunciou o incidente à polícia, entrando com uma ação contra seus estupradores. A polícia acaba por deter apenas o proprietário e gerente da loja "Achillion", de 27 anos, enquanto a autoridade judiciária ordena o fim imediato da sua detenção, impondo condições restritivas e interdição de comunicação com a rapariga. Fora isso, nada. O arguido, passados ...


(pt) Polônia, Iniciativa dos Empregados: Apoio aos postulados de ZZ "Przeróbka" em KWK Bogdanka em Lublin (ca, de, en, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Jan 26 07:40:27 GMT 2022

Bandeira de Solidariedade com ZZ "Przeróbka" (Círculo Juvenil de Varsóvia, 13 de janeiro de 2022) ---- 13 de janeiro deste ano. A Comissão Nacional e as Iniciativas dos Empregados e 13 comités empresariais da OZZ IP adoptaram uma posição de solidariedade com o sindicato "Przeróbka". Publicamos seu conteúdo abaixo: ---- A Iniciativa Sindical Nacional dos Trabalhadores Poloneses apoia totalmente os postulados dos funcionários da Mina de Carvão Bogdanka em Lublin, apresentados em uma disputa coletiva pelo Sindicato "Przeróbka".
A tripulação de Bogdanka na superfície e no subsolo realiza um trabalho árduo que tem um forte impacto na saúde. Todos os anos, esse trabalho traz enormes lucros para a empresa. De acordo com o relatório financeiro oficial, a LW Bogdanka ...



@

Last updated: Thu Jan 27 08:59:39 2022