A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021 | of 2022

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Italy, FDCA - Il Cantiere #10-13: A esquina das Brigadas - editado por Rosa Colella (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:44:54 GMT 2022

Doniana Al-Imoor, um dos dois milhões de palestinos em Gaza vítimas de um bloqueio desumano, estava pintando em 8 de agosto de 2022. De repente, ela e as cores de uma de suas pinturas foram destruídas por uma bomba israelense. Doniana acreditava que os oprimidos nunca deveriam parar de lutar por sua libertação. Rejeitamos um mundo que é uma prisão a céu aberto e que eles querem costurar em nós, quebramos as jaulas mentais em que estivemos trancados e começamos a pensar que é hora de ter dignidade e coragem para começar a montar uma luta política que não apoia os imperialistas do Ocidente e do Oriente.
---
...



(pt) UK, ACG: Wildcat ataca no Mar do Norte (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:44:07 GMT 2022

Trabalhadores de petróleo e gás nas plataformas do Mar do Norte entraram em greve selvagem às 13h de quinta-feira, 8 de setembro . Os trabalhadores são contratados pelas empreiteiras, Bilfinger, Stork e Wood e incluem tripulação de convés, isoladores, pintores e andaimes. No início de maio, os trabalhadores entraram em greve não oficial por causa de baixos salários em dezesseis plataformas. Esta segunda onda de greves está sendo coordenada por um grupo formado por trabalhadores de base, o Comitê de Greve dos Trabalhadores de Petróleo e Gás Offshore. ---- Após as greves de maio, a empreiteira Bilfinger aderiu ao Acordo de Serviços de Energia (ESA) que regulamenta os salários nas sondas. Isso foi após o colapso da Offshore Contractors Association (OCA), que deu carta branca às ...


(pt) Uruguay, FAU: Carta de Opinião da FAU - setembro de 2022 (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:43:52 GMT 2022

Movimentos de ensino ---- Juntamente com a mobilização de 14 de agosto em memória dos "Estudantes Mártires", os estudantes se lançaram à luta ocupando vários centros de formação de professores em Montevidéu e em várias partes do país. Apesar das expulsões policiais, nos dias seguintes as ocupações continuaram, juntando os alunos do ensino médio, bem como as greves ativas, assembléias, atividades diversas e manifestações de rua. Em seguida, somam-se os professores da Formação de Professores, que pela primeira vez ocuparam o IPA, os professores Secundários e os professores. ---- Ao longo da segunda quinzena de agosto e início de setembro, as ocupações, greves ativas e mobilizações contra a "transformação educacional" continuam e agregam pessoas, especialmente estudantes ...


(pt) Brazil, lutafob: Paraná - Dia de Ação Contra a Farsa Eleitoral Por Alternativa Popular - Paraná (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:43:34 GMT 2022

No último dia 4 de setembro de 2022, a Alternativa Popular esteve presente na feirinha do Conjunto Cafezal para trocar ideia com moradores e moradoras sobre as eleições, onde defendeu o boicote à farsa eleitoral e o chamado à luta e organização por nossos direitos e necessidades imediatas: por pão, moradia, renda e vida digna para todos e todas. ---- Nossa posição foi muito bem recebida pela população, que está cansada de ser enganada. ---- Avante a luta popular autônoma, classista combativa
ABAIXO A FARSA ELEITORAL!
NÃO VOTE, ORGANIZE-SE E LUTE!
...



(pt) Os nomes de Madame Reclus (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:43:16 GMT 2022

Elisée Reclus é talvez a maior geógrafa de todos os tempos, porém sua imensa obra foi apagada de muitos lugares, possivelmente por ser anarquista. Os irmãos Reclus eram 14 no total, sempre ficavam juntos, como uma comuna. Os homens Reclus eram todos figuras bem conhecidas em seu tempo e, com exceção de Armand, significantes anarquistas. Mas suas irmãs, quase desconhecidas, também realizaram projetos importantes, foram promotoras de escolas gratuitas e participaram de círculos revolucionários. ---- Embora esteja na vala do esquecimento nas academias de história, Elisée Reclus é talvez a maior geógrafa de todos os tempos. Nasceu francês em 1830 e morreu como cidadão do mundo em 1905. Nesse intervalo apresentou uma proposta de relação entre a espécie humana e o meio ambiente que ...


(pt) France, UCL AL #330 - Ecologia, Land Uprifies: Um grão de areia nas engrenagens de Lafarge e GSM (ca, de, en, fr, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 05:42:52 GMT 2022

No início de julho, no sul de Nantes, como parte dos levantes da Terra, 700 pessoas demonstraram e participaram de ações diretas contra as carreiras de areia de Lafarge e GSM, responsáveis pela impermeabilização da terra e outros desastres ecológicos e sociais. ---- Em Saint Colomban, alguns quilômetros ao sul de Nantes, as pedreiras de areia de Lafarge e GSM ameaçam, com agroindústria, centenas de hectares de terra cultivável. ---- Lafarge, líder mundial em produção concreta, foi notável sobre o financiamento de até 13 milhões de euros no Estado Islâmico, a fim de manter a atividade de uma de suas fábricas de cimento na Síria.
A jardinagem do mercado industrial, tão destrutiva, é um grande cliente dessas carreiras: para cada hectare dezenas de toneladas de areia são derramadas em ...



(pt) Australia, Melburn MACG: A RAINHA ESTÁ MORTA por ablokeimet (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Sep 26 07:44:59 GMT 2022

A rainha da Inglaterra (assim como da Austrália, Canadá e várias outras ex-colônias britânicas) morreu. A mídia de massa suspendeu a programação normal para falar sobre nada mais e suas ações podem ser melhor descritas como hagiografia competitiva, não apenas da própria rainha, mas até do Império que ela representava. ---- Por trás da cobertura ininterrupta existe uma ansiedade real. A morte de um monarca sempre foi um momento de crise, e quando o monarca morto teve um reinado excepcionalmente longo, a crise é especialmente aguda. Nos dias em que o monarca exercia o poder político (o que ainda é o caso em alguns países), ele poderia abrir janelas de oportunidade para a luta e até mesmo para o poder mudar de mãos (um potencial que às vezes era realizado). Hoje, sob o ...


(pt) UK, Surrey ACG: SICK OF IT ALL: Trabalho, investigação e luta no NHS (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Sep 26 07:44:44 GMT 2022

Novo livro sobre a crise no NHS, produzido conjuntamente por Angry Workers of the World e o Anarchist Comunista Group: ---- Ensaios explorando como os trabalhadores do NHS estão lutando para melhorar o atendimento ao paciente e as condições de trabalho, ao mesmo tempo em que estão de olho em criando um futuro de saúde e cuidados de saúde amplamente melhorados para todos em um mundo pós-capitalista. ---- O NHS é muitas vezes chamado de "tesouro nacional", e seus trabalhadores são às vezes elogiados como anjos e heróis. Nos últimos dois anos da pandemia de Covid-19, vimos mais do que nunca a realidade de como funciona - e também, às vezes, como não funciona. ---- Como acabamos nessa situação? Quais são os fatores que levaram a saúde a ser organizada e executada da maneira que está? ...


(pt) Italy, FDCA - Il Cantiere #10-6: Resistência antimilitarista feminista - Yurii Colombo (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Sep 26 07:43:44 GMT 2022

Desde o início da "operação especial" do exército russo na Ucrânia, uma das experiências mais interessantes de colaboração entre várias tendências e orientações políticas é a do grupo da "Resistência Antimilitarista Feminista" que reúne desde 24 de fevereiro mulheres vindas de a área do anarquismo, do socialismo marxista e democrático e em geral do feminismo militante que tem crescido no país nos últimos anos. No Manifesto em que este agrupamento foi lançado no início do conflito argumentava-se que "Guerra é violência, pobreza, migração forçada, vidas desfeitas, insegurança e desaparecimento de perspectivas de futuro. Vai contra toda a essência do movimento feminista . A guerra reforça as desigualdades de gênero e pode atrasar todos os ganhos de direitos humanos por ...


(pt) Poland, FAP: EM DEFESA DA DECISÃO - CONTRA A REPRIVATIZAÇÃO SELVAGEM E A ATITUDE PASSIVA DAS AUTORIDADES MUNICIPAIS (ca, de, en, it, tr)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Sep 26 07:43:35 GMT 2022

No sábado, às 13h, começou um protesto em defesa do centro social, cultural e político Rozbrat, de 28 anos. Por vários anos, cada aniversário subsequente deste lugar foi realizado em uma atmosfera de despejo. Isto deve-se principalmente à falta de envolvimento das autoridades de Poznan na prevenção da reprivatização. a qual a obscura empresa Darex quer liderar. ---- Todos os detalhes sobre irregularidades relacionadas ao terreno em que a Rozbrat está localizada podem ser encontrados aqui e no último comunicado. ---- A manifestação começou com discursos nos quais foram feitas tentativas de delinear a situação legal atual, as intenções da empresa Darex e a falta de reação das autoridades da cidade à tentativa de extorquir um lote pertencente ao tesouro estadual. O presidente ...


@

Last updated: Tue Sep 27 07:44:55 2022