A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Francais_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkurkish_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of first few lines of all posts of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021 | of 2022

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) Spaine, CNT: "AS VOSSAS GUERRAS, A NOSSA MORTE, A NOSSA MISÉRIA"[NATO](ca, de, en, fr, it, tr)[traduccion automatica]

Date Sat, 2 Jul 2022 09:05:00 +0300


E então aconteceu: de um dia para o outro, o militarismo da NATO e o neo-stalinismo capitalista de Putin fizeram-nos voltar ao pesadelo da Guerra Fria que ingenuamente acreditávamos ter sido ultrapassado. ---- Mísseis intercontinentais, Terceira Guerra Mundial, Guerra Nuclear, destruição da raça humana..., ouvimos novamente palavras terríveis para nosso espanto enquanto políticos irresponsáveis aplaudiam a escalada da morte ao mesmo tempo que, sem dúvida, verificavam os sistemas de ventilação dos seus bunkers antinucleares. ---- A NATO nasceu como instrumento do único Estado que usou armas nucleares, o único Estado que em dois crimes contra a humanidade, hediondos e nunca julgados, destruiu duas cidades indefesas com bombas atómicas. O Estado que espalhou o terror durante décadas na América Latina, o Estado que massacrou o Vietname e o Iraque, o Estado que promove ditaduras do Magrebe à Arábia. O Estado cujas companhias petrolíferas nos estão a levar ao desastre com o aquecimento global. Paradoxalmente, a NATO apresenta-se como a solução para os problemas que a sua própria existência cria. Porque sem a NATO a atual guerra na Ucrânia não teria começado. É verdade que o militarismo de Putin representa uma ameaça... mas Putin e a NATO não são coisas diferentes, mas duas faces da mesma moeda. A organização militar já está a esfregar as mãos com a perspetiva de uma guerra longa na Ucrânia que enriquecerá os traficantes de armas enquanto enfraquece a Rússia ao mesmo tempo que o povo ucraniano sofre mortes, exílio e miséria. Se a agressividade da NATO permite que Putin justifique o seu rearmamento e o totalitarismo à custa da vida dos jovens e da insegurança quotidiana na Rússia, não é menos verdade que tudo isso fortaleceu a própria NATO. Enquanto esta organização militar faz a guerra, nós, a classe trabalhadora, fazemos as nossas vidas. E não estamos dispostos (a fazer a guerra).

Anúncios

REPORT THIS AD

Como anarco-sindicalistas, mais uma vez, recusamos as vossas guerras e, por isso, apelamos a que toda a CNT e toda a classe trabalhadora se mobilize contra a NATO e contra o apoio do governo espanhol a esta organização que precariza as nossas vidas, ao mesmo tempo que nos converte num alvo bélico nuclear.

Como a NATO não renuncia ao uso de armas nucleares, alertamos para o perigo que isso representa para a paz e segurança mundiais e até para a mera sobrevivência da espécie humana, razão pela qual defendemos a dissolução desta instituição criminosa, bem como o desmantelamento de todo o arsenal atómico.

Queremos a redução do orçamento militar até à sua extinção, passando essas rubricas orçamentais a serem destinadas à saúde, educação, assistência social e transição para uma economia sustentável e socialmente descarbonizada.
Defendemos o total desmantelamento e reconversão de toda a indústria militar.
Exigimos o encerramento das bases militares da NATO e a desnuclearização da Península Ibérica como garantia de segurança face a um conflito entre potências, em que nada temos a ganhar e cujas consequências seriam absolutamente catastróficas.
Exigimos o acolhimento de todos os refugiados de onde quer que venham e o fim do apoio a ditaduras como a de Erdogan.
A NATO, à qual pertence o Estado turco, é diretamente responsável pelas violações dos direitos humanos perpetradas pela ditadura de Erdogan no Curdistão.

A partir da CNT exigimos respeito pela liberdade de todos os povos sem usar diferentes medidas de acordo com os interesses dos senhores no poder, pelo que apoiamos o povo ucraniano como fazemos com o povo curdo, afegão, sírio, saraui, palestiniano ou rifenho ou com as nossas companheiras zapatistas e outros povos da América Latina. Faremos frente a qualquer tentativa do poder para lucrar com o sangue dos nossos companheiros.

Acreditamos que, dado o aumento do custo de vida, o esgotamento dos recursos e a crise climática que já estamos a viver, as prioridades devem ser totalmente opostas ao militarismo e, portanto, à NATO.

Neste capitalismo terminal, as opções são cada vez mais claras: capital ou vida. Diante desse dilema crucial, na CNT lutaremos sempre pela vida.

Por isso convidamos-te a mobilizar-te no dia 26 de junho... e todos os dias pela paz, contra as guerras, contra a NATO, contra o militarismo, pela vida...

NÃO À NATO!!

NÃO ÀS GUERRAS!!

FORA AS BASES MILITARES!!

NÃO AO ORÇAMENTO MILITAR!!

PELA NOSSA VIDA

Secretariado Permanente do Comité Confederal

CNT - Confederación Nacional del Trabajo - Espanha

https://www.cnt.es/noticias/sus-guerras-nuestra-muerte-nuestra-miseria/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe https://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center