A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020 | of 2021 | of 2022

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) CGT anuncia que vai estudar ações judiciais em defesa do direito à autodeterminação do Sahara Ocidental (ca, de, en, fr, it)[traduccion automatica]

Date Sat, 9 Apr 2022 09:42:47 +0300


A organização anarco-sindicalista se posiciona contra as últimas ações do governo espanhol que consistem em validar os anos de tortura, assassinatos e perseguições realizadas por Marrocos ao povo saharaui ---- A Confederação Geral do Trabalho (CGT) emitiu um comunicado para mostrar a sua posição sobre a nova traição perpetrada pelo Governo espanhol contra o Sahara Ocidental, qualificando-a de cínica e cruel por esquecer as mais de cinco décadas de dor e luta deste povo contra o regime marroquino. ---- A CGT afirma nesta declaração que o Governo espanhol tornou-se cúmplice de Marrocos, ao validar os assassinatos, torturas, violações e perseguições perpetradas por Marrocos contra milhões de saharauis. Nesse sentido, a organização anarco-sindicalista lembrou que esse conflito é, segundo as Nações Unidas, o segundo mais antigo depois do palestino.

A CGT acusa o Executivo Sánchez de basear sua política externa na chantagem que o reino alauíta constantemente exerce contra o Estado espanhol. A CGT explica que um país que não garante os direitos humanos não pode, em caso algum, ser fiador das nossas fronteiras, como está a ser demonstrado pela realidade da sua externalização na fronteira sul.

Por último, da CGT sublinharam que os cidadãos espanhóis -e especialmente a classe trabalhadora- se opuseram amplamente a esta posição do Governo espanhol em relação à situação no Sahara Ocidental. Os anarco-sindicalistas consideram que o governo Sánchez também está traindo as mesmas pessoas que afirma "representar".

A CGT encerrou o comunicado indicando que começou a estudar a possibilidade de realizar ações judiciais que permitam defender o direito do Sahara Ocidental à sua própria autodeterminação, a fim de exigir ao Estado espanhol responsabilidades como potência descolonizadora deste território .

Da CGT fazem um apelo para apoiar e participar em todas as ações realizadas em campanhas de solidariedade internacional com o povo saharaui, e recordar que a luta deste povo é pela vida e pela dignidade.

Mais informações: Rosa Becerro (Sª Ação Social de CGT) 616 868 369.

Macarena Amores Garcia

Assessoria de Imprensa do Comitê Confederal da CGT
Confederação Geral do Trabalho - CGT
C/Sagunto 15, 1º
28010 Madri
Tel. 91 447 57 69
Celular 690 640 826
cabinetprensa@cgt.org.es
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe https://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center