A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Português_ Russkiy_ Serbo-croatian_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of First few lines of all posts of last 30 days | of 2002 | of 2003
| of 2004 | of 2005

(sup) (pt)Ciência Social e Revolução

From "Francisco Trindade"@ainfos.ca, franciscojtrindade@clix.pt
Date Sat, 8 Jan 2005 19:23:11 +0100 (CET)


________________________________________________
A - I N F O S N E W S S E R V I C E
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Apresentamos a actualização de Dezembro do site
http://www.franciscotrindade.com
Com a introdução de um novo texto intitulado
Ciência Social e Revolução
Procurar pelo link Novidades
Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em
http://www.franciscotrindade.com.
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna.
A Síntese socialista, esta terceira forma de sociedade, que Proudhon
chamará "Liberdade" ou "Justiça", está por "descobrir". É portanto
indispensável elaborar a ciência da sociedade que faz tanta falta à
humanidade na sua procura de soluções ao problema social. Proudhon
quer-se iniciador desta ciência cuja finalidade é partir duma análise
crítica das categorias económicas, políticas e sociais, traçar em plano o
"Templo de Justiça e de Liberdade", quer dizer a sociedade real,
sociedade evolutiva à vontade duma dinâmica de tensões "evoluindo num
campo de forças
estruturando o movimento social".

Toda a vontade revolucionária está votada ao desaire, ao perpétuo
recomeço do que já foi, se não tem como preliminar esta realização
teórica:

"Trabalhemos para o futuro. Descrevemos a Revolução; ela chegará quando
puder. Além disso é preciso conhecê-la, se quisermos que ela chegue".

As leis fundamentais desta ciência devem ser prioritariamente procuradas
na esfera económica. Organizar o político ou o jurídico só por si seria
uma ilusão se as contradições económicas subsistissem. Em compensação, a
organização racional e justa do trabalho e da troca permitirá, produzirá
mesmo, espontanea-
mente, as formas políticas e jurídicas que ela "merece". É assim que a
organização hierárquica e desigual da oficina (inteiramente contida no
princípio de apropriação privada), cria o Direito e o Estado "burguês" do
mesmo modo que a vida social (exploração, alienação...).

Existe portanto indiscutivelmente, para Proudhon, uma primazia da
economia no sentido amplo; a organização económica determina a estrutura
política, a alienação económica gera a alienação política,... "no ponto
de vista da organização, as leis da economia política são as leis da
História".


Saudações proudhonianas

Até breve

Francisco Trindade





********
The A-Infos News Service
News about and of interest to anarchists
********
COMMANDS: lists@ainfos.ca
REPLIES: a-infos-d@ainfos.ca
HELP: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca
INFO: http://www.ainfos.ca/org

To receive a-infos in one language only mail lists@ainfos.ca the message
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
where X = en, ca, de, fr, etc. (i.e. the language code)