A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Português_ Russkiy_ Serbo-croatian_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of First few lines of all posts of last 30 days | of 2002 | of 2003
| of 2004

(sup) (pt) O Sufrágio Universal

From <franciscojtrindade@clix.pt>
Date Mon, 24 May 2004 22:03:03 +0200 (CEST)


________________________________________________
A - I N F O S N E W S S E R V I C E
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Apresentamos a Actualização de Maio do site
http://www.franciscotrindade.com <http://www.franciscotrindade.com>
Com a introdução de um novo texto intitulado
O Sufrágio Universal
Procurar pelo link Novidades
Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em
http://www.franciscotrindade.com <http://www.franciscotrindade.com> .
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna
Nunca me esqueci das palavras de Proudhon: "O sufrágio universal é a meu
ver uma verdadeira lotaria." A democracia representativa é um sistema no
qual as pessoas são espectadores e não actores. A intervalo regulares,
têm o direito de colocar um boletim na urna, de escolher alguém dentro
da classe dos chefes para os dirigir. Depois, espera-se que voltem para
casa e tratem dos seus assuntos, consumam, vejam televisão, cozinhem e,
acima de tudo, não incomodem. É isso a democracia em que vivemos.

Este é o nosso ponto de vista. Este é o nosso ponto de partida.

A democracia que defendo é aquela em que toda a forma de autoridade, de
hierarquia, deve ser posta em causa e deve provar o seu fundamento. Não
há auto justificação que seja aceitável. Isto é de igual modo válido
para as relações entre os pais e os filhos, os homens e as mulheres, no
mundo do trabalho ou entre os Estados. É necessário referenciar todas as
formas de autoridade e fazer com que as mesmas justifiquem a sua existência.

Este é o nosso ponto de vista. Este é o nosso ponto de partida.

Algumas dessas formas de autoridade têm fundamento. Assim, as relações
entre uma mão e o seu filho são de natureza autoritária. Mas toda a
forma de autoridade que não pode provar o seu fundamento é ilegítima, e
temos o direito de a derrubar. Isto é verdade a todos os níveis, desde
as relações individuais até às relações internacionais.

Este é o nosso ponto de vista. Este é o nosso ponto de partida.

Ao contrário de alguns "livres pensadores" que advogam o voto em branco,
vamos responder massivamente com a greve eleitoral, não pondo sequer os
pés nos locais de voto, mostrando assim, que não pactuamos com este
sistema injusto e caduco.

«O sufrágio universal é a contra-revolução» - Proudhon.

Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade


********
The A-Infos News Service
News about and of interest to anarchists
********
COMMANDS: lists@ainfos.ca
REPLIES: a-infos-d@ainfos.ca
HELP: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca
INFO: http://www.ainfos.ca/org

To receive a-infos in one language only mail lists@ainfos.ca the message
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
where X = en, ca, de, fr, etc. (i.e. the language code)