A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Português_ Russkiy_ Serbo-croatian_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of First few lines of all posts of last 30 days | of 2002 | of 2003
| of 2004

(sup) (pt) O Federalismo de Proudhon: Morte do Estado?

From Francisco Trindade <ft@franciscotrindade.com>
Date Thu, 15 Jan 2004 00:41:27 +0100 (CET)
Delivered-to a-infos-sup-outgoing@ainfos.ca


________________________________________________
A - I N F O S N E W S S E R V I C E
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Apresentamos a Actualização de Janeiro do site
http://www.franciscotrindade.com
Com a introdução de um novo texto intitulado
O Federalismo de Proudhon: Morte do Estado?
Procurar pelo link Novidades
Segue-se excerto do texto que pode ser lido na íntegra em
http://www.franciscotrindade.com.
Responsável técnico máximo, como de costume
José Carlos Fortuna

Como introdução a este ensaio que visa elucidar o estatuto que Proudhon
dá ao Estado, colocaria em paralelo dois textos. O primeiro, tirado de
Polémica contra Louis Blanc e Pierre Leroux, testemunha a sua inclinação
para o anarquismo, a segunda tirado da Justiça, alivia consideravelmente
a sua primeira tomada de posição radicalmente anarquista.
O primeiro texto, tirado dum artigo aparecido em Dezembro de 1849 no
jornal "Voix du Peuple", é essencial pela importância que concede ao
problema do Estado; em 1850, Proudhon publica aliás separadamente, este
artigo do mesmo modo que um outro aparecido em Novembro de 1849, sob o
título de "Actas da Revolução: Louis Blanc e Pierre Leroux". É dizer da
importância que ele atribuía à sua mensagem. Alguns anos mais tarde, em
1858, uma passagem da Justiça (tomo II) parece tornar a colocar em
questão o projecto duma supressão radical do Estado.
Nove anos separam a publicação destes dois textos. No primeiro, trata-se
para Proudhon de estabelecer a tese que o sistema da liberdade equivale à
negação do poder. Com efeito, o pensamento de Proudhon toma o contra pé
do pensamento político de esquerda, pós-revolucionário, e articula-se em
redor da ideia que todas as constituições políticas são exteriores ao
poder social. Por conseguinte, em vez de salvaguardar a liberdade
individual, o Estado impõe do alto um sistema de governo e joga deste
modo um papel repressivo, como Proudhon o sublinha no princípio do texto.
Proudhon procura pensar uma associação que recairá sobre a dinâmica
social. Vai esforçar-se a demonstrar que a "liberdade se basta a ela
própria e não tem necessidade do Estado", mais, o Estado é uma
"contradição" pois que ele "pretende fazer da liberdade a sua criação",
quando é ele que "deve ser uma criação da liberdade". Paradoxalmente, a
ausência de poder está associada ao por em evidência do mais seguro
princípio de ordem social.

Em 2004 iremos continuar.
Um texto novo de 15 em 15 dias.
A publicação de dois novos livros
exclusivamente em formato digital

Saudações proudhonianas
Até breve
Francisco Trindade




********
The A-Infos News Service
News about and of interest to anarchists
********
COMMANDS: lists@ainfos.ca
REPLIES: a-infos-d@ainfos.ca
HELP: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca
INFO: http://www.ainfos.ca/org

To receive a-infos in one language only mail lists@ainfos.ca the message
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
where X = en, ca, de, fr, etc. (i.e. the language code)