A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Português_ Russkiy_ Serbo-croatian_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours

(sup) (pt)chamado_p/_rede_libertária_e_proposta_reformulada

From "Philipe Ribeiro" <philipe@inventati.org>
Date Wed, 23 Jul 2003 23:17:39 +0200 (CEST)


________________________________________________
A - I N F O S N E W S S E R V I C E
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

1) Chamado para uma Rede de Websites Libertários.
2) O que foi discutido até agora... (proposta).
Obs: Já contamos com mais de 20 pessoas neste projeto.
Chamado para uma Rede Websites Libertários:
Saudações libertárias,
Sou Philipe Ribeiro, criador e mantenedor do sítio Manifesto
Anarquista - Zine, que pode ser acessado pelo link www.anarquista.cjb.net
; Desde 1999 venho trabalhando com indivíduos e grupos que têm páginas
anarquistas na Web. Ao longo desse tempo notei que falta uma certa
sintonia entre os sites, uma espécie de contato mínimo para que a gente
possa trabalhar junto, tendo nossa autonomia e descentralização
necessária.

Há um ano e meio participo do projeto Indymedia, no Brasil é mais
conhecido como Centro de Mídia Independente. O CMI é uma rede que existe
em mais de 100 cidades, por mais de 60 países em todos os continentes. O
CMI não é
apenas um sítio de notícias alternativas, mas um projeto que busca
capacitar e estimular as pessoas, organizações e movimentos a fazerem sua
própria mídia. Trata-se de um projeto de democratização da mídia onde tem
a publicação aberta como um grande diferencial aos outros veículos de
mídia. O CMI Brasil pode ser acessado pelo site www.midiaindependente.org

No Brasil o CMI tem 7 coletivos e outros 9 estão em formação. Os
coletivos tem autonomia local, organização horizontal e decisão por
consenso. Muita gente está espalhada pelo Brasil contribuindo com o CMI.

Vendo o crescimento do CMI observei que poderíamos fazer algo mais
simples de cunho tipicamente anarquista, usando a experiência que
muitos voluntários do CMI têm no campo virtual para fazermos uma
espécie de Rede Websites Libertários.

Quem ia fazer isso?

Esta rede seria construída por todos(as) aqueles(as) que possuírem um
trabalho libertário no campo virtual, seja um site de notícias
anarquistas, uma página de textos teóricos, um website de rádios livres
ou qualquer projeto virtual que esteja dentro do movimento libertário.

Pra que isso?

Uma das grandes queixas do movimento libertário é quando nos encontramos
em congressos, fóruns e encontros, muita gente que milita há bastante
tempo não se conhece e nós saímos destes lugares sem estabelecer muitos
contatos que poderiam ser bem interessantes no futuro. É fundamental que
a gente se conheça. Tendo uma rede de websites libertários nós poderíamos
ter nossa autonomia, trabalhando com o que mais nos agrada, e participar
de iniciativas conjuntas que tornaria o movimento mais unido e forte.
Exemplo: conheço um coletivo que escaneia livros e publica na internet,
tornando-os livres. Vai ver tem gente fazendo a mesma coisa e esses
grupos não tem uma conexão.

Proposta:

Uma rede de websites libertários em que haja uma interação, na medida das
possibilidades, entre os trabalhos realizados.

A gente poderia começar como uma simples lista de links que seriam
publicadas em todas as páginas "irmãs", da mesma forma que acontece na
coluna da esquerda do CMI. No CMI os sites são divididos por países, aqui
poderíamos dividir por assuntos: anarco-feminismo, textos teóricos,
rádios livres, culturalistas, anarco-sindicalistas e por aí vai.

Encaminhamento:

O fundamental é que todos(as) os(as) interessados(as) participem da
formação da proposta e que a gente consiga uma rede virtual bem forte,
com trabalhos em conjunto, para que possamos ter projetos fora da
internet mais ousados, em busca de uma sociedade mais humana e
igualitária.

Os interessados escrevam para philipe@inventati.org

Sem mais,

Philipe Ribeiro
(Manifesto Anarquista - Zine)
www.anarquista.cjb.net

PROPOSTA da lista CONEXÃO LIBERTÁRIA
(reformulada em 22/07/2003)

QUEM SOMOS?

Um grupo de indivíduos que desenvolvem um trabalho virtual, de cunho
anarquista, que quer trabalhar junto, com autonomia, para construir um
movimento forte e sair organizado do espectro virtual para estabelecer
projetos reais de transformação social.

UM SITE CENTRAL
Construir um website central, como o Indymedia, com informações de sites
de cada integrante da conexão libertária, e em cada site dos integrantes
links para outros sites irmãos e alguma informação de outros sites.

A lista de sites-irmãos seria uma lista comum que poderá ser administrada
pelo site central e linkada aos sites-irmãos. Cada vez que se tivesse um
novo site-irmão, uma pessoa adicionaria na lista de sites da página
central e todas as páginas-irmãs seriam atualizadas automaticamente.

É aconselhável colocar o site central em algum país que não tenha risco
de ter o servidor fechado pelo governo. Os americanos estão muito
vulneráveis. Pode ser o Nodo50 ou o Inventati.

Há uma proposta de ter como gerenciador o programa SF-Active ou o MIR.
Estamos precisando de informações técnicas.

NOME DO SITE

Não se tem, ao certo, um nome para o site. Há propostas, que são elas:

Rede A; Rede Anarquista; Anarquistas na Internet; Anarquistas em Rede.

A proposta mais indicada é ANARQUISTAS EM REDE.

DOMÍNIO

Podemos ter um domínio .ORG de graça. Com um domínio .ORG, podemos ter um
atalho comum para todas as páginas da rede. Exemplo: Digamos que a rede
vai se chamar "A Rede". Então todas as páginas da rede teriam um domínio
padrão. Se temos uma página da rede chama-se "Rádio X", o atalho dessa
rádio seria: http://www.arede.org/radiox ou ainda:
http://radiox.arede.org

E esse atalho inviabiliza o domínio da minha página atual? Não, de forma
alguma! É desta forma que funciona no CMI. Temos um atalho na Rede
Indymedia que é http://brasil.indymedia.org, mas usamos também o
http://www.midiaindependente.org. A página principal do Indymedia tem
todos as páginas da rede linkadas dessa forma: CMI Portugal
(http://pt.indymedia.org). CMI Argentina
(http://argentina.indymedia.org). e por aí vai...

Até agora há cinco propostas do domínio da rede, são elas:

www.redea.org ; www.anet.org ; www.arede.org ; www.redelib.org ;
www.redelivre.org

Temos um problema com www.redea.org , pois é ambiguo. Em www.anet.org é
em inglês e a proposta é ter nomes em português. em www.redelib.org não
temos clareza no domínio. Ainda estão no páreo www.arede.org e
www.redelivre.org, com AREDE tendo mais aprovação.

Há divergência com nomes em inglês, como anet.org, pois nossa idéia
norteia pessoas que falam português. Aliás, podemos estender esta idéia
para outros paises de língua portuguesa. Pois, se a idéia é divulgar o
anarquismo, nada mais justo.

Com um domínio único, podemos fazer propaganda da Rede, os sites
libertários ficariam mais "próximos" e deixariam de usar
redirecionamentos como o do cjb.net e etc., que além de serem feios =],
abre uma janela de propaganda.

Todos os sites cadastrados na Rede, poderiam ganhar um redirecionamento
de e-mail também, além do redirecionamento de site e incluso no sistema
de busca de sites, com divisões como Eco-anarquismo, Anarco-punks, Punks,
Vegans e etc...

ADESÃO

Podemos começar a pensar num processo de adesão à rede, fundamental para
que a gente possa se organizar com o mínimo de estrutura. Uma página
entraria na rede se tivesse o caráter libertário e todos da rede
aprovassem.

Muitas pessoas da lista acham que não se deve "deixar entrar" páginas e
pessoas que não são anarquistas, já que a idéia da rede de sites é
ANARQUISTA. Não há consenso sobre isso e a discussão prossegue.

HOSPEDAGEM

Podemos hospedar todas as páginas da rede em servidores anarquistas, de
graça! É muito mais seguro a gente colocar nossos arquivos em um local
amigo. Servidores como Yahoo, Geocities e HPG, por exemplo,
podem deletar na hora que quiserem nossas páginas, já num servidor
libertário isso não é possível.

O www.anarquista.cjb.net é armazenado no servidor da Riseup, não sei se
eles podem armazenar todas as nossas páginas. A idéia é que a gente
coloque lá, mas temos também o Inventati, o Linefeed, o Nodo50 e ainda o
tao.ca.

O importante é que a gente esteja saindo do campo corporativo desses
servidores gratuitos, porém comerciais, para servidores anarquistas.

SOLIDARIEDADE

Há muitos grupos e indivíduos que fazem um trabalho muito interessante no
movimento libertário, mas que não tem página na internet porque não sabem
operar. Podemos ajudar essas pessoas a montar um website e também
participar de nossa rede.

SOBRE A PESSOA NÃO SER ANARCA

Há uma possibilidade de termos pessoas não anarquistas na rede,
entretanto várias pessoas de disseram contrárias a essa idéia. A
discussão continua.

SAIR DO VIRTUAL

Essa idéia tem que sair do virtual e circular para o âmbito local
de cada integrante, sendo elaborado um boletim forte que seria
circulado nas cidades onde os integrantes moram.

DIVISÃO DE TAREFAS

Dividir os integrantes por habilidades, para organizar melhor o
projeto. Será difícil por morarmos distantes, mas temos a internet para
encurtar essa distância.

DESIGN

O Semente, do Grosseria, fez um design inicial em html e está no
servidor do grosseria.org, pra que a gente possa ver.

CONTATOS

Vou contatar as pessoas que o Renê enviou pra lista.

O André Japa acha que devemos contatar o pessoal do coletivo Sabotagem.
Pedi pra ele fazer isso.

BOLETIM

É fundamental fazer um boletim com um resumo do que já aconteceu
até agora por aqui para outros indivíduos ficarem sabendo da idéia e
espalhar em suas cidades.

OUTROS PROJETOS

Uma rede libertária, mas que também pode incluir outros projetos
virtuais como o Debian GNU/Linux, entre outros.




********
The A-Infos News Service
News about and of interest to anarchists
********
COMMANDS: lists@ainfos.ca
REPLIES: a-infos-d@ainfos.ca
HELP: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca
INFO: http://www.ainfos.ca/org

To receive a-infos in one language only mail lists@ainfos.ca the message
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
where X = en, ca, de, fr, etc. (i.e. the language code)