A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Federação Anarquista Uruguaia - Com os 43 alunos que nos faltam. Sempre impunidade (ca, en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 14:40:13 GMT 2014

Novas marcas, mais sombrias histórias de impunidade continua a sofrer a nossa América Latina. A impunidade dos poderosos de nossos solos. Com ajuda, subserviência e, portanto, envolvendo organizado e grades de um terrorismo de Estado. Seu velho facial violenta e intolerante; estratégias e maneiras de dominar e subjugar rebeliões e revoltas de baixo. ---- Há em Iguala e Ayotzinapa, no estado de Guerrero, México ---- Não principais artigos de jornais correlaciona análise e opinião pública internacional que se relacionam com a América Latina estão dedicando seu trabalho para o abate de Guerrero, e mobilizações em todo o mundo e estão ocorrendo. O eixo é a impunidade que tão obviamente opera com o Estado em meio a uma tempestade de acusações, por rasterize uma grande forças paramilitares sob droga (neste caso guerreiros Unidos), com a polícia e as agências de ...


(pt) Anarkismo.net: Abuso e arbitrária - JOSÉ retenção A. GUTIERREZ no Caguán inferior, Caquetá autor pela Comissão de Justiça e Paz (ca, en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 14:39:46 GMT 2014

Abuso e arbitrariedade contra JOSEPH A GUTIERREZ, defensor dos direitos humanos e assistente membros da Comissão Histórica do Conflito no Caguán inferior, Caquetá. ---- Nossa evidências históricas e Ética censura contra detenções arbitrárias pelas forças armadas atribuídas a Força-Tarefa Conjunta Omega Swirl estabeleceram em Caguán, Departamento de Caquetá, o defensor dos direitos humanos JOSÉ ANTONIO GUTIERREZ, que estava na região, precedida por sua presença no departamento de Putumayo, desenvolvendo as suas responsabilidades de investigação, como assistente de pesquisa para os membros da Comissão Histórica Conflito e suas vítimas (CHCV), acordado entre o governo do presidente Juan Manuel Santos e a delegação da Paz FARC-EP em Havana. ---- "A guerra é paz A liberdade é escravidão Ignorância é força ", em 1984, G Orwell ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL folheto - Contra a austeridade, a ação agora! (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 14:34:19 GMT 2014

Com o seu orçamento de austeridade para 2015, o governo mais uma vez prova o que interessa a ele defende um lado, confirma os enormes benefícios fiscais já concedidos aos empregadores, por outro, cortes nos gastos públicos e marcas pagar a conta para o povo. O dia de manifestações, em 15 de novembro, na chamada do coletivo "alternativa à austeridade" (3A), destina-se a expressar a raiva da população e da recusa desta classe de política em favor dos capitalistas. ---- Só em 2015, é 21000000000 EUR que será salvo sobre os serviços públicos, incluindo mais de EUR 9000000000 na parte de trás da Previdência Social. O objetivo deste orçamento de austeridade? O financiamento do "pacto de competitividade" ea "responsabilidade deal", que são para distribuir bilhões para empresas, na forma de cortes de impostos. ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #244 - Industrial do vento: O vento é dinheiro (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 14:33:08 GMT 2014

Sob o pretexto de desenvolvimento das energias renováveis, as turbinas eólicas crescem e se multiplicam. Mas os benefícios são bastante financeiro e ecológico. ---- O capitalismo, mais uma vez, é muito difícil de recuperar e desviar a tudo o que poderia ajudar a transformar a sociedade. O vento pode ser uma solução para a mudança climática e uma ferramenta para a autonomia e territórios indivíduo, com pouco vento e individual cooperativa ou fazendas comunais de tamanho razoável. Tudo isto, juntamente com outras fontes de energia renováveis, especialmente em uma redução significativa no consumo de energia. Mas o capitalismo tenha decidido de outra forma, e transformou-o em um setor enorme indústria que representa uma riqueza de benefícios adicionais para os grandes grupos de energia. Tanto para a ecologia. ...


(pt) France, Organisation Communiste Libertarie (OCL) - Courant Alternatif #244 - sumário + Editorial (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 13:28:54 GMT 2014

sumário ---- página 3 introdução ---- Globalização ---- Página 4 - As lutas no espaço europeu e as lutas contra a UE ---- Página 8 - TAFTA AACC e os irmãos gêmeos ---- gestão do espaço ---- Página 11 - Reforma Territorial ---- Página 13 - NDDL: a mistigro para poder ---- social ---- Página 14 - Ameaça na programação em Bouches-du-Rhône ---- repressão ---- Page 16 - todos nós suspeitos de terrorismo ---- página 18, 19 grande irmão ---- lutas de libertação nacional ---- Página 20 - Córsega: resultados da luta armada ---- Lutas Habitação ---- páginas 24 - despejos massivos de agachamento em Cayenne ---- internacional ---- Página 25 - BDS Soule, um comitê local internacionalista ---- páginas 26 - Ebola epidemia miséria capitalista ---- páginas 28 - A mineração de ouro em Burkina Faso ---- páginas 30 - Curdistão: sua luta é nossa ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #243 - France, Alternative Libertaire AL - Arquivo Curdistão: Infográfico: Galáxia curda (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Nov 27 13:10:44 GMT 2014

Um gráfico para visualizar o movimento curdo em suas linhas de força. ---- Clique para ampliar http://www.alternativelibertaire.org/?Dossier-Kurdistan-Infographie-la ---- Outros artigos na seção: ---- Rojava: New Chiapas? ---- O que realmente mudou PKK ---- DAF: "Ankara temia um contágio revolucionário" ---- Sim, as pessoas podem mudar as coisas (experiência Rojava) ---- "Barcelona, Varsóvia, Stalingrado, Kobanê" (libertários de apoio na França) ---- Os fundos para a revolução! ---- Junte-se à campanha de apoio financeiro ---- No movimento curdo, abundando os partidos e associações, dois pólos opostos: o direito, o Partido Democrático do Curdistão (PDF), liderado por Massoud Barzani; à esquerda, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Abdullah Ocalan.
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL - Sindicalistas e anarquistas, Há 40 anos: a grande greve de PTT (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Nov 26 12:54:15 GMT 2014

O ano de 1974 foi marcado por movimentos de protesto no sector dos serviços. ---- Sucessivamente nos bancos, PTT, mais modestamente à SNCF, esses ataques vão soprar uma brisa de criatividade e auto-organização diretamente relacionada com a projeção de força de Maio 68. Mas é a greve de PTT pela sua capacidade de pensar o funcionamento normal da empresa, que será a peça central deste exercício. ---- Sindicalistas e anarquistas, uma história de UTCL (1974-1991) Theo Rival ---- Greve no outono de 1974 PTT é provavelmente um dos mais importantes na história social deste sector profissional. Iniciado em centros de triagem, estende-se a todos os serviços postais, mas também telecomunicações (então juntos num único serviço público, PTT). Ele toma o seu lugar no brilho de 68 anos, nesta década de insubordinação (1) e all-round desafio de trabalho, o sino vai tocar com a ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #243 - Leia Gaetano Manfredonia, "World History of anarchy" (en, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Nov 26 12:45:18 GMT 2014

A cada ano, como o Natal se aproxima, as prateleiras das livrarias enfeitar de "belos livros" volumoso e caro, a rica iconografia é o argumento essencial. É nesta categoria que classifica a história do mundo de anarquia, co-publicado pela Editions Arte e Textual. França, Itália, Espanha, Rússia, EUA, Argentina, Japão, Coréia... é uma viagem eclética, mas ainda bem documentado que nós convidamos o historiador Gaetano Manfredonia, com texto nítido e uma série de belas fotografias em parte de seus arquivos pessoais. ---- Quem conhece o trabalho do anarquismo coreano, a partir da luta armada contra o imperialismo japonês? Em 1924, o Manifesto da revolução coreana Shin Chae-Ho, que ligava libertação nacional e de transformação social, assinou seu verdadeiro ato de nascimento. Os anarquistas, em seguida, participou de uma vasta experiência de auto-organização camponesa ...


(pt) Anarkismo.net: Cenário pós-eleitoral - as marchas de 15 de novembro e o epicentro da política brasileira em São Paulo by BrunoL (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Nov 25 08:38:51 GMT 2014

O debate a respeito do cenário pós-eleitoral, ao contrário do que muitos esperavam, não se atenuou. Aumenta a intensidade dos protestos por direita, e, ao mesmo tempo, abre-se todo um leque de possibilidades para colocar o governo reeleito contra a parede, diminuindo ainda mais sua estreita margem de manobra. Podemos identificar quatro possibilidades dentro do cenário complexo onde se realizam arenas simultâneas de embate. ---- São estes: ----- a disputa direta de Aécio Neves e a direção nacional do PSDB diante da desconstrução do governo reeleito, sua meta é ir acumulando força eleitoral para 2018; estes se aliam com a direita mais à direita que, apelando para posições semelhantes às da oposição venezuelana, contesta a lisura do pleito e, por tabela, seu resultado
...



(pt) Brazil, Coletivo Quebrando Muros - [CTZ - Curitiba] Quarta, 19.11: Curitiba vai Parar! I Ato Contra o Aumento da Tarifa!
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Nov 25 07:43:20 GMT 2014

Retirado de: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/18/quarta-19-11-curitiba-vai-parar-i-ato-contra-o-aumento-da-tarifa/ ---- Devido a chuva de ocorrida na sexta (14.11) remarcamos o ato para quarta (19.11), para contarmos com força total contra o aumento da tarifa. ---- Releia a matéria abaixo para entender melhor: http://tarifazerocuritiba.wordpress.com/2014/11/12/assembleia-da-flpt-sexta-vai-ser-maior/ ---- Ontem, dia 11 de novembro as 18h, ocorreu a assembleia da Frente de Luta pelo Transporte (FLPT), na Santos Andrade, estiveram presentes mais de 100 pessoas. O Coletivo Tarifa Zero esteve presente como membro da FLPT.Cabe comentar que antes da reunião por volta das 12h, militantes da FLPT protocolaram junto a prefeitura um pedido de audiência ...


@

Last updated: Thu Nov 27 15:40:16 2014