A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) [Espanha] 1° de Maio: No trabalho e na luta, conta com a CNT By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Apr 19 06:55:02 GMT 2019

O primeiro de maio é um dia reivindicativo da classe obreira. E este ano, as ruas têm que voltar a se encher. Porque seguimos sofrendo uma perpétua crise que afeta a multidão de famílias enquanto o número de pessoas milionárias aumentou o dobro nos últimos anos. A patronal e os governos potencializam de maneira pública ou subterrânea uma economia neoliberal que supõe ficar com todos os benefícios, pagar nada ou o mínimo de impostos e ir privatizando progressivamente todos os nossos serviços sociais. Mas quando chegam as crises, então querem socializar suas perdas, para que paguemos entre todas e todos seus excessos. E enquanto isso, pretendem culpar pela crise os trabalhadores e trabalhadoras "por viver acima de nossas possibilidades". Em troca, não se culpa os bancos por enganar e roubar, ou ao governo por deixar que o fizessem. ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #293 - Antipatriarcat, Estado espanhol: " Sem nós, o mundo não funciona " (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Apr 19 06:54:57 GMT 2019

No estado espanhol, com participação maciça na greve geral e mobilizações de 8 de março de 2019, o feminismo demonstrou mais uma vez seu poder poderoso e transversal para denunciar a cumplicidade entre capitalismo e patriarcado. " Sin nosotras o mundo não funciona ", o slogan das feministas espanholas, nunca foi tão preciso. ---- No ano passado, 6 milhões de pessoas participaram das mobilizações de 8 de março na Península Ibérica ; este ano estamos falando de dobrar. [1]Na linha de frente, milhões de mulheres ocuparam o espaço público, dando assim um passo irreversível no processo de luta pela igualdade e emancipação total. Ao longo de 2018, protestos contra a " justiça " patriarcal foram organizados para a descriminalização do aborto, violência sexual e violência do machismo, construindo uma luta internacional e global particularmente forte. ...


(pt) [Espanha] 1° de Maio: Agora mais do que nunca! Mais organização e mais luta na rua By A.N.A. (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 18 05:33:56 GMT 2019

Sem dúvida, a conquista da jornada de trabalho diária de 8 horas é o marco mais importante do movimento trabalhista na Espanha. Uma conquista que foi precedida por uma greve que durou 44 dias e que se iniciou na empresa Irrigação e Forças do Ebro de Barcelona, popularmente conhecida como "La Canadiense", sendo seu acionista majoritário o Canadian Bank of Comerce de Toronto. ---- O motivo da greve foi a demissão de 8 trabalhadores que se recusaram a aceitar uma redução no salário. Imediatamente os trabalhadores das empresas têxteis aderiram à greve e, pouco depois, todos os funcionários dos setores de eletricidade, água e gás juntaram-se a eles. Paulatinamente a paralisação dos serviços públicos foi total: 70% das fábricas foram paradas em consequência da greve ou da falta de fornecimento de eletricidade, chegando a se declarar estado de guerra. ...


(pt) [Espanha] CGT de Zamora denuncia um ataque fascista em sua sede By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 18 05:33:50 GMT 2019

Os vidros amanheceram com adesivos xenófobos do grupo "Patriotas Zamora" ---- O sindicato CGT de Zamora denuncia ataques fascistas em sua sede da capital que atribui ao grupo antissistema autodenominado Patriotas Zamora, que mancharam a fachada de nossa sede com adesivos. ---- O vazio das mentes destes sujeitos, que anseiam o regime fascista de outrora, os leva a atuar traiçoeiramente e à noite para transmitir suas mensagens xenófobas, que pregam ajudas sociais para os nacionais. ---- A organização assegura que não vai cair nas provocações destes degenerados, que por outro lado, não é a primeira vez que atuam contra nosso sindicato, o que não deve entender-se que vamos permanecer impassíveis a estas ou outro tipo de provocações. A CGT responderá com raciocínio, o que falta a estes depravados para conviver em um sistema democrática que eles renegam. ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #293 - antifascism, Mundo: Para uma morena internacional ? (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 18 05:31:19 GMT 2019

Benjamin Netanyahu, à frente de Israel há dez anos, multiplica, em nível nacional e internacional, alianças com reacionários de todos os tipos. Internacionalmente, ele é um dos atores de uma nova aliança entre líderes que reivindicam um retorno à ordem e da moralidade e a mesma rejeição da democracia e das minorias, enquanto confiam em as classes possuidoras e os fanáticos religiosos. Visão geral das alianças deste novo reacionário internacional e xenófobo. ---- Les ennemis de mes ennemis sont mes amis». Ce dicton maintes fois employé s'avère aujourd'hui totalement justifié pour qualifier le sens des politiques d'alliances menées depuis de nombreuses années maintenant par divers dirigeants issus de rangs ou soutenus par des partis de la droite dite «de gouvernement».
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL - sindicalismo, Com os sindicalistas reprimidos do College Republic of Bobigny (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 18 05:31:06 GMT 2019

Mais de 250 pessoas (ativistas políticos, sindicatos, associações, autoridades eleitas, etc.) co-assinaram o apelo em defesa de 3 sindicalistas da escola da República em Bobigny (93), alvo de uma repressão sem precedentes no Educação Nacional. Depois dos da Goodyear, Continental, Téfal, Air France, dos Correios, do Ministério do Trabalho, é a sua vez de precisar da nossa solidariedade ! ---- À medida que o desafio cresce na Educação Nacional, o governo faz a escolha da repressão. Na quinta-feira, 29 de março, três professores sindicalizados do colégio da República em Bobigny tomaram conhecimento da decisão do reitor Créteil de puni-los: forçando-os a transferir-se para dois deles ou abrindo um processo disciplinar. . Professores contratados para seus alunos desde 18, 22 e 27 anos na República. Todos esses anos envolvidos em projetos educacionais, de tecelagem territorial, ...


(pt) France, Alternative Libertaire - AL Fougères , AL Lorient: política, Coletes amarelos: a montagem de Saint-Nazaire às vezes tensa, muitas vezes criativa (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 17 06:24:59 GMT 2019

O chamado da Assembléia das Assembléias, em Saint-Nazaire, é claramente pronunciado para a saída do capitalismo. Avançar na consciência do movimento ou forçar a esquerda dos coletes amarelos ? Não é tão simples de decidir. ---- Cerca de 250 delegações, observadores, jornalistas, voluntários, ativistas das cantinas ... cerca de 800 pessoas estiveram presentes de 5 a 7 de abril na Casa do povo de Saint-Nazaire, para a assembléia de assembléias (AdA) do coletes amarelos. O resultado é um apelo geral e mais quatro sobre temas específicos (" Convocação para Assembleias de Cidadãos ", " Apelo a Eleições Europeias ", " Apelo a um Ato Nacional para a Anulação de Penalidades ", " Apelo à Convergência Ecológica"). "). A chamada geral será agora rediscutida em grupos locais. Estes dias foram abundantes e intensos. ...


(pt) [Galícia] III Jornadas Anarquistas Coruña Libertária By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 17 06:06:04 GMT 2019

De 22 de Abril a 9 de Maio de 2019 ---- >> Segunda-feira, 22, às 20h00 ---- Apresentação das jornadas ---- Exposição: Guerra Civil. Revolução social, objetos recuperados, fotos, jornais, painéis informativos... ---- Permanecerá aberta todas as tardes de segunda, 22, ao domingo, 28 ---- Ateneo Libertario Xosé Tarrío. Rúa Gil Vicente n°17 ---- >> Quarta-feira, 24, às 20h00 ---- "Germinal. Centro de Estudos Sociais. Cultura obreira na Coruña 1902\1936". Palestra a cargo do autor do livro: Carlos Pereira ---- Ateneo Libertario Xosé Tarrío. Rúa Gil Vicente n°17 ---- >> Sábado, 27, às 20h00 ---- "Caso Scala: terrorismo de Estado", palestra por: José Cuevas. ---- Unión Anarcosindicalista. Rúa Washington n°36 ---- >> Quarta-feira, 1, a partir das 11h00 ---- Distribuidora de livros anarquistas ---- Xardins de Méndez Nuñez, fronte ao Obelisco. ---- >> Sexta-feira, ...


(pt) [Portugal | Porto] Está chegando o II Encontro Anarquista do Livro By A.N.A. (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 17 06:05:58 GMT 2019

O II Encontro Anarquista do Livro decorrerá entre os dias 25 e 28 de Abril de 2019, no CSA A Gralha, no Porto. ---- Num contexto marcado pela crescente capitalização da cidade, de manutenção de oligarquias econômicas, intelectuais e artísticas, de desigualdades estruturais e de institucionalização das lutas sociais, o EAL 2019 será um espaço para o pensamento crítico e a (auto-)reflexão, a difusão de ideias e práticas anti-autoritárias, o intercâmbio auto-gestionado de saberes e fazeres, a visibilização de projetos colaborativos e autônomos que se recusam a fazer parte do circuito capitalista da produção livreira e editorial, assim como para a preservação da memória histórica e o reforço de redes de afinidade.
Nesta segunda edição, abordaremos as diferentes modalidades das estruturas de ...



(pt) luta fob, [FOB-DF]: Comitês locais do SIGA realizam ações em bairros nos Dias Nacionais Contra a Reforma da Previdência (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 17 06:05:50 GMT 2019

Rede de Mídia Classista - Distrito Federal (RMC / FOB) ---- Panfletagem em Ceilândia. ---- Nos dias 05 e 06 de abril a Federação das Organizações Sindicalistas Revolucionárias do Brasil (FOB) convocou em todo o país ações de agitação, propaganda, debates e mobilizações contra a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro (PSL) e em defesa de uma grande greve geral, combativa e pela base. ---- O Sindicato Geral Autônomo (SIGA-DF), recém fundado na capital federal, mobilizou as suas bases organizadas nos Comitês Locais para a adesão ao dia nacional de luta. Foram realizadas ações no Gama, Planaltina, Ceilândia e Plano Piloto, onde camaradas filiadas/os e apoiadoras/es se juntaram para colagem de cartazes no Gama e panfletagem na Feira da Ceilândia, Rodoviária do Plano Piloto, Rodoviária do Entorno e Rodoviária de Planaltina. As ações tiveram ótima recepção das trabalhadoras e ...


@

Last updated: Fri Apr 19 08:55:03 2019