A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) anarkismo.net: Ausência de ideologia de câmbio e a base para a guinada à direita by BrunoL
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Apr 23 06:55:51 GMT 2017

o pacto de classes do lulismo e a guinada à direita da população desorganizada
É lugar comum ouvir em análises e expressões vindas de todas as camadas da esquerda e da centro-esquerda, algo como "quando este povo vai se levantar indignado"? Além do sentimento de revolta e frustração - totalmente compartilhado por este que escreve - a afirmação também traz elementos de certa condescendência com o governo deposto e algo da perigosa inocência politica. Neste breve texto, tento demonstrar como a categoria ideologia foi desprezada e, por óbvia consequência, a relação com o oligopólio da mídia - em especial com a empresa líder - foi reificada. ---- Se levarmos em consideração os 13 anos de governo petista na Presidência, nos damos conta de que faltaram elementos fundamentais para um projeto de poder prolongado. Quando me refiro a projeção de uma ...



(pt) Coletivo Anarquista Bandeira Negra (CAB): Todo apoio à luta pela terra, pela dignidade do povo pobre e pela produção de alimento saudável e popular by CABN
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Apr 23 06:55:41 GMT 2017

Na semana passada, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou duas áreas em Santa Catarina, uma na cidade de Fraiburgo e outra em Garuva, próximo a Joinville. As ações fazem parte do Abril Vermelho, conjunto de mobilizações histórico de relembra o Massacre de Eldorado dos Carajás, em 1996, realizando ocupações e marchas por todo o País. Em Santa Catarina, são centenas de famílias buscando o acesso à terra para poder trabalhar e produzir comida. ---- O Coletivo Anarquista Bandeira Negra presta total apoio à luta camponesa organizada no MST e reforça o chamado para que trabalhadoras e trabalhadores, entidades populares, sindicatos e movimentos sociais do campo e da cidade prestem solidariedade a essa importante ação na luta por direitos, seja ajudando na divulgação, com notas de apoio, visitas de solidariedade, na cobertura jornalística independente, ...


(pt) anarquismopr: CAB, PUBLICAÇÕES - [CAB] LUTA SOCIAL #1 - NOVO TABLOIDE DA CAB
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Apr 23 06:55:33 GMT 2017

Para ler o Luta Social #1, baixe o .pdf aqui. ---- https://coletivoanarquistalutadeclasse.files.wordpress.com/2017/04/luta_social_1.pdf ---- É com grande prazer que a Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) lança a primeira edição de Luta Social, uma publicação autogestionária e de circulação nacional que tem como objetivo a divulgação de temas e trabalhos que ilustram a expansão das ideias e práticas anarquistas no Brasil e no mundo. ---- Essa nova publicação reverencia e alinha-se à histórica tradição de muitas outras publicações anarquistas como A Lanterna, A Voz do Trabalhador e Ação Direta, que tiveram não só significativo papel na divulgação de lutas e princípios de organização anarquista, mas também representam hoje importantes documentos e registros de sua época. ...


(pt) [Chile] Santiago: 2ª Jornadas Ácratas e Anarcossindicalista Por Um Mundo Novo, em 23 de abril By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Apr 23 06:55:26 GMT 2017

No final de 2015, foi realizada as primeiras Jornadas Ácratas e Anarcossindicalista Por Um Mundo Novo. Em que houve vários expositores, com destaque para uma delegação da F.O.R.A, da Argentina, que falou sobre a organização anarquista no movimento operário. Além disso, foi lançado a primeiro número do jornal "Doctrina y Combate". Ta mbém foi apresentado o livro "La Internacional del Sindicalismo Revolucionario", entre outros. Em meio às discussões a partir dos temas abordados a maioria dos compas participantes decidiram seguir em contato e, reunindo-se uma vez por semana, criaram o que é hoje o "Sindicato de Oficios Varios Santiago". É assim que nasce a organização anarquista, pela vontade de compas comprometidos e não por grupos ou minorias que manipulem para manter o controle das organizações, como os sindicatos tradicionais manipulados por partidos políticos ou ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #271 - Estado espanhol: Tod @ s na calle, todos na rua! (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Apr 23 06:55:13 GMT 2017

Com a marcha da dignidade, domingo, 25 de fevereiro, em várias cidades da Península, o movimento social Ibérica de volta por dois anos, tomou a iniciativa e o caminho da resistência. ---- Um renascimento que é uma verdadeira boa notícia, como " o efeito " Podemos ter feito o mal, a ponto de esquecer que a luta de classes era na rua e nos negócios, não na urna. Este veneno de " saída política " tem, infelizmente, penetrou muitos círculos ativistas sinceros (incluindo nas fileiras do movimento libertário). Este veneno teve consequências óbvias sobre o nível de luta, enquanto o movimento social para além dos Pirinéus sempre foi caracterizada pela sua criatividade, o seu carácter de massa (incluindo o movimento de Indignad @ s) e radicalismo. ---- Um declínio confirmado e resumido por Irene La Cuerda, a Secretaria de Ação Social do Espanhol anarco-sindicalista ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #271 - social, Desemprego: ofertas ilegais de centro de emprego (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Apr 22 06:56:25 GMT 2017

A CGT tem estudado uma amostra de 1298 ofertas em Pole-emploi.fr sobre quatro cidades e todos os campos profissionais. O resultado é angustiante. Como chegamos aqui ? Como transformar esta ferramenta de combate observação ? ---- Mafiosos usam desde 2014 por roubar salarié.es Pole-emploi.fr privé.es trabalho. Eles transmitem uma oferta falsa, prometem um bom trabalho, e pedir as taxas salarié.e ou avanço antes de contratar. Esse golpe técnica (phishing) é conhecido mail, mas a novidade é que agora passa por Pole-emploi.fr. Por que desde 2014 ? É nesta data que a direção do centro de emprego decidiu privatizar suas instalações, permitindo que empresas privadas para distribuir empregos sem supervisão, exceto pelo algoritmo de software. Oops: Este software é uma peneira. Os mafiosos são, portanto, agora a lei sobre o site corporativo. ...


(pt) [Polônia] Manifestação antifascista reúne centenas de pessoas em Poznan. O nacionalismo não passará! By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Apr 22 06:51:24 GMT 2017

Em Poznan, no sábado, 8 de abril, sob o mote "O nacionalismo não passará", foi organizado um protesto contra a crescente onda de violência fascista, racista e homofóbica na Polônia. A manifestação foi apoiada por estrangeiros que vivem na cidade, organizações feministas, LGBTQIA, acadêmicos e vários grupos anarquistas. Aproximadamente 1000 pessoas participaram do protesto. Pelo menos 7 pessoas foram detidas. Houve registro de atritos entre antifascistas e nacionalistas. A seguir, texto distribuído na manifestação. ---- Nos últimos anos, uma onda de nacionalismo, racismo e xenofobia inundaram a Polônia. O crescimento da popularidade dessas ideias, apoiado pelo partido no poder[capitaneado por Jaroslaw Kaczynski, líder do partido Lei e Justiça, conservador, nacionalista], tem se fortalecido a cada mês. Cada vez mais, se escuta sobre ataques baseados na etnicidade e ...


(pt) federacao anarquista gaucha: CAB lança o 1º número do periódico LUTA SOCIAL
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Apr 22 06:49:52 GMT 2017

Baixe em PDF: https://anarquismo.noblogs.org/files/2017/04/Luta_Social_1.pdf ---- É com grande prazer que a Coordenação Anarquista Brasileira (CAB) lança a primeira edição de Luta Social, uma publicação autogestionária e de circulação nacional que tem como objetivo a divulgação de temas e trabalhos que ilustram a expansão das ideias e práticas anarquistas no Brasil e no mundo. ---- Essa nova publicação reverencia e alinha-se à histórica tradição de muitas outras publicações anarquistas como A Lanterna, A Voz do Trabalhador e Ação Direta, que tiveram não só significativo papel na divulgação de lutas e princípios de organização anarquista, mas também representam hoje importantes documentos e registros de sua época.
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL #271 - Presidencial: Prepare resistência agora (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Apr 21 07:13:37 GMT 2017

Se Le Pen, ou Macron Fillon que é eleito presidente após as próximas eleições, uma nova ofensiva liberal e autoritário vai começar. Como preparar rapidamente contra a ofensiva ? ---- Fillon foi introduzido durante as primárias como o candidato do direito real, a dos cathos manif reacionárias para todos os que vieram para baixo em números no Trocadero para apoiar sua candidatura, apesar dos muitos casos que chamam-se. O da " blitzkrieg ", anunciou para o verão 2017, se eleito: " Eu ia todo o verão sem interrupção, seja por ordens ou 49,3, reformas ao Código do Trabalho, o termo legal trabalho, seguro-desemprego ... " aquele que planeja cortar 500.000 postos de atendimento civil sobre seu mandato e alinhar seus planos sobre o privado. Fillon permanece na corrida, apesar do negócio, porque ele ainda está nos olhos de candidato mais provável da direita para chegar ao ...


(pt) Greece, verba-volant: Berea, 23 de março de 2017: Concentração da União Sindical Libertária do lado de fora da cafeteria Mikel (ca)
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Apr 21 07:13:31 GMT 2017

Segue um breve texto informativo da União Sindical Libertária de Emacia (norte da Grécia) sobre uma concentração realizada faz uns dias do lado de fora da cafeteria Mikel em Berea, assim como o texto do folheto que se distribuiu durante a concentração. ---- Na quinta-feira 23 de março de 2017 realizamos uma intervenção do lado de fora da cafeteria Mikel no centro de Berea, por causa da morte do jovem de 22 anos que trabalhava nesta empresa. A morte aconteceu faz umas duas semanas enquanto o trabalhador estava trabalhando. Foram jogados folhetos, e distribuíram centenas de folhetos a clientes e transeuntes, e claro aos trabalhadores e as trabalhadoras que naquele momento se encontravam na cafeteria. ---- Segue o texto que se distribuiu: ---- Contra o terrorismo dos patrões. A fazer de novo o sindicalismo perigoso para os patrões ---- Uma vez mais as ...


@

Last updated: Sun Apr 23 08:55:53 2017