A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Movimento de Organização de Base (MOB): [PARANÁ] Tia Cleia: Um Exemplo de Luta e Solidariedade
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Feb 20 06:31:27 GMT 2019

Em uma madrugada de sábado (no dia 9 de fevereiro), a luta por um mundo mais justo e fraterno perdeu uma de suas grandes guerreiras: Cleia Margarida Salvador, conhecida por todos como Tia Cleia. ---- Cleia morava desde muito jovem no bairro Santa Quitéria, onde era extremamente conhecida e querida por todos. Em uma simples caminhada pela região, era possível ver o grande número de pessoas de todas as idades que vinham cumprimentá-la e "pedir a benção" para a Tia. Na Comunidade Portelinha, ocupação que existe há mais de 10 anos na região, Cleia era uma das mais antigas moradoras, e figura de ponta nas mais diversas mobilizações em prol da comunidade. Tinha especial carinho e cuidado para com as crianças, sempre organizando festas, doações e brincadeiras.
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL #291 - Amianto: a impunidade é tóxica (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Feb 20 06:31:07 GMT 2019

Como o asbesto continua a matar em todo o mundo, e apesar de sua periculosidade ser reconhecida na França, que sua proibição é pronunciada, as vítimas não conseguem, até hoje, obter que os culpados desse crime os industriais podem ser processados. ---- Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o amianto causa 3.000 vítimas a cada ano na França e 107.000 em todo o mundo. Proibida na França e em mais de 60 países, a produção e o uso do amianto ainda persistem em muitos países do mundo. Mas esta produção está perdendo força. As decisões de proibição continuam a ser tomadas como no Supremo Tribunal Federal, que em 24 de agosto de 2017 proibiu a venda e produção de amianto no estado de São Paulo, o mais industrial do país.
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL #291 - Strikes of Limoges (1905): Contra o direito de costurar (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Feb 19 06:14:52 GMT 2019

Em 1905, em Limoges, o assédio sexual de um capataz provoca uma greve dos trabalhadores de porcelana, apoiada por " seus homens ". Muitos de nós sofrem essa opressão. ---- Greves em Limoges já foram tema de um artigo na Alternative Libertaire de 25 de abril de 2015. Além disso, se eu voltar neste movimento, não é para fazer você descobrir as linhas principais, mas para enfatizar as peculiaridades de este especialmente o lugar das mulheres. Estudado como parte de um livro de Marie-Victoire Louis publicado em 1994, ainda não experimentou um grande impacto na mídia. Nem ontem nem hoje. ---- Uma greve histórica ---- Se a greve começar em fevereiro de 1905, é a primeira a protestar contra os baixos salários dos trabalhadores do sapato e do feltro. É rápido todas as fábricas que protestam. Limoges ressoa hoje em nossas mentes por suas fábricas de porcelana, ativas no centro da França, ...


(pt) [Espanha] CNT convocará greve geral feminista de 24 horas em 8 de março By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Feb 19 06:14:46 GMT 2019

A Confederação Nacional do Trabalho, em resposta ao chamado do movimento feminista e de acordo com os princípios da organização, convocará no próximo 8 de março (8M) uma greve geral feminista de 24 horas em todos os setores, pelo que toda pessoa de qualquer parte do território contará com todas as garantias legais para apoiar a greve. ---- Quase um ano depois da histórica greve de 8M de 2018 que mobilizou milhões de pessoas em defesa dos direitos das mulheres, as razões que motivaram aquela convocatória seguem plenamente vigentes. As mulheres seguem enfrentando dia após dia uma sociedade capitalista e patriarcal que lhes nega o direito mais básico à não discriminação. A violência que se exerce sobre a mulher, em sua casa, na rua ou no trabalho, deve ser atacada e anulada pelo conjunto da sociedade para aspirar a viver em um entorno mais justo e igualitário. ...


(pt) France, Alternative Libertaire - Liberação AL, Turquia: Leyla Güven, em nome de todos e de todos os prisioneiros (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Feb 18 07:44:17 GMT 2019

" Resistência e beleza estão em boa forma ": foi o que Leyla Güven declarou em janeiro. ---- Em janeiro de 2018, este deputado do Partido Democrático do Povo (HDP) foi preso por denunciar a invasão militar de Afrin Canton, Rojava (Curdistão Sírio). Em novembro, ela entrou em greve de fome. Sua saúde piorou e ela foi colocada em prisão domiciliar em 25 de janeiro, mas ela continuou sua greve de fome para exigir o fim do isolamento dos presos políticos, incluindo Abdullah Öcalan. ---- Na Turquia, Alemanha, França (em Paris e Estrasburgo) e em outros países, quase 300 pessoas aderiram a esta greve de fome ilimitada por uma Turquia democrática e um Curdistão livre. ---- Enquanto o neosultivo Recep Tayyip Erdogan preside uma tendência cada vez mais liberticida, religiosa, militarista e autoritária do Estado turco, todos os defensores da liberdade e dos direitos humanos devem ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #291 - Metalurgia: Em Nantes, em Walor-Legé, as dificuldades em processo (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Feb 18 07:44:05 GMT 2019

Névoa de óleo tóxico, barulho ensurdecedor, calor esmagador: trabalhadores e trabalhadores Walor têm direito ao bônus de dificuldade que lhes é negado. Um arquivamento coletivo de casos judiciais trabalhistas frustrou as divisões racistas da administração. ---- Na Walor-Legé, uma empresa siderúrgica na região de Nantes, quase metade dos cerca de cem funcionários assalariados arquivaram coletivamente os processos judiciais para obrigar a administração a aplicar o acordo coletivo. A seção CGT, criada em 2005 e majoritariamente no conselho de trabalhadores desde 2015, tornou sua principal luta. ---- As condições de trabalho são detestáveis: a empresa produz peças em série e máquinas-ferramentas geram uma névoa de óleo permanente, que contém substâncias cancerígenas e excede todos os padrões legais. Soluções defendidas pelo serviço de saúde ocupacional não são aplicadas. O ...


(pt) [Japão] Ito e Osugi, a trágica história de um casal anarquista (ca) By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Feb 17 08:34:43 GMT 2019

Entre os séculos 19 e 20, com a era Meiji, o Japão tenta se modernizar seguindo o modelo ocidental. As tecnologias e conhecimentos de outros países são importados. Livros de Zola, Tolstói, Emma Goldman, Kropotkin ou Bakunin começam a circular. A contribuição para a disseminação das ideias anarquistas vem através de um corajoso grupo de intelectuais que, no início do século XX, funda jornais e revistas, escrevem livros, criticam duramente as condições dos trabalhadores, o confucionismo que relega as mulheres as paredes do lar e a natureza divina do imperador. A onda de greves desses mesmos anos verá sua participação ativa. E a dura repressão não demorará a chegar. ---- Em 1910, com a acusação de alta traição e tendo planejado o assassinato do imperador, vinte e seis pessoas são presas entre anarquistas, socialistas e simpatizantes. Um ano depois, doze deles foram condenados ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #291 - Formatos Abertos: Interoperabilidade, um conceito chave (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sun Feb 17 08:34:39 GMT 2019

Para os professores, fazer as escolhas livres é garantir a igualdade de todos na disseminação do conhecimento, independentemente do capital econômico. Mas, além do uso de software livre, a escolha de formatos abertos permite que todos mantenham o controle sobre seus dados, trabalho, fotos ... ---- Enquanto alguns softwares livres ganharam uma audiência real hoje, mesmo além do círculo restrito de libristes, familiarizando e sensibilizando o público em geral para a questão do livre, não é exatamente o mesmo com a noção de liberdade. " Abrir formato ". ---- Um pequeno vocabulário ---- O que é um formato ? O formato se refere à forma na qual um arquivo de computador é codificado para ser gravado, trocado, lido, transportado, transformado etc. Geralmente é indicado pela extensão que aparece após o nome do arquivo (.mp3, .pdf, etc.). Os formatos estão no ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #291 - Turquia: pior repressão do que nos anos 80 (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Feb 16 07:26:26 GMT 2019

Desde a tentativa de golpe em 2016, Erdogan tem fortalecido firmemente seu controle sobre a Turquia, e a repressão caiu sobre todos os setores da sociedade que ousam desafiar seu governo autoritário. ---- Logotipo do Partido Democrático do Povo (HDP) ---- No período que antecedeu as eleições municipais de 31 de março de 2019, a repressão contra o movimento social atinge níveis ainda não publicados na Turquia. No Curdistão turco, o Partido Democrático do Povo (HDP), a força progressista legal mais poderosa da Turquia, conseguiu unir os principais partidos políticos curdos em uma grande coalizão eleitoral. Além disso, no resto da Turquia, ele se aproximou da ala esquerda do Partido Republicano do Povo (CHP), o grande partido de centro-esquerda herdeiro de Kemalismo, e ele poderia ganhar prefeituras em algumas grandes cidades. do país. Diante dessa ameaça eleitoral, o ...


(pt) Histórias de Wrestling Feminino - Clara Zetkin (en, fr, it)[traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Feb 16 07:25:35 GMT 2019

É Clara Zetkin, professora, jornalista e política alemã, que é a verdadeira instigadora do Dia Internacional da Mulher. ---- Diretora da famosa revista Die Gleichheit (Igualdade), que fundou em 1890, Clara Zetkin faz parte de uma perspectiva revolucionária. Ela convocou as conferências internacionais das mulheres socialistas de Stuttgart (1907) e Copenhague (1910), onde ela impôs seu ponto de vista e elegeu sua secretária, tornando seu jornal Die Gleichheit seu órgão oficial. ---- Foi em Copenhague, em 1910, na 2ª Conferência Internacional de Mulheres Socialistas , que a alemã Clara Zetkin propôs, pela primeira vez, organizar um "Dia Internacional da Mulher" para ser usado para propaganda de mulheres. voto das mulheres. A conferência reúne uma centena de mulheres de 17 países, e imediatamente adota esta proposta, inspirado por manifestações dos trabalhadores que ...


@

Last updated: Wed Feb 20 07:31:28 2019