A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) [Porto Alegre-RS] Ato da FAG de 1º de Maio por Federação Anarquista Gaúcha - FAG (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 19 07:38:23 GMT 2018

A memória dos nossos mártires construímos todos os dias em nossas trincheiras de luta! Dia Internacional das(os) trabalhadoras(es) para fazer marco da resistência da classe trabalhadora de ontem e de hoje! ---- A conjuntura coloca golpes fortes para os de baixo, criminalização, pobreza e precarização das condições de vida; para os de cima, roubo do dinheiro do povo, exploração e mercantilização das necessidades básicas, justiça e repressão para manutenção de privilégios e riquezas. ---- Para enfrentar e construir alternativas, é necessário construir capacidade de organização, enraizamento do poder popular, fortalecimento de trabalho e democracia de base, solidariedade de classe e ação direta. ---- Convidamos a todas e todos a chegar junto no ato anarquista do 1º de maio! É o momento de concentrar forças, traçar horizontes e semear socialismo com liberdade! ...


(pt) [Canadá] Outro dia, outra porta quebrada: a declaração da Torre sobre eventos recentes By A.N.A. (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 19 06:57:35 GMT 2018

Na madrugada de sexta-feira (06/04), a polícia de Hamilton invadiu uma casa associada a alguns dos envolvidos com a organização da Feira de Livros Anarquistas de Hamilton. A porta foi chutada para dentro, uma granada de luz foi lançada na casa e uma equipe completa da SWAT["Armas e Táticas Especiais"]entrou. Com os fuzis de assalto engatilhados, a equipe da SWAT começou a tirar todos da cama, alguns dos quais estavam nus e, com uma exceção, algemaram todos. Três pessoas foram detidas e uma pessoa foi presa. Cedar, um membro do Coletivo A Torre["The Tower", Centro Social Anarquista localizado em Hamilton]e nosso querido amigo, foi preso e atualmente permanece sob custódia. ---- Aqueles que não foram presos foram obrigados a esperar do lado de fora por cerca de cinco horas, enquanto policiais "revistavam" a casa. Similar aos fascistas que atacaram a Torre no mês passado, ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #282 - SNCF: Enfrentando Macron, round back ou arm wrestling ? (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Apr 19 06:57:28 GMT 2018

Enquanto o trem levou por 80 anos, 1,33 bilhões de euros em lucros, o Estado quer para completar a privatização que irá colocar o golpe de misericórdia ao serviço público, em detrimento de-usar, usuários, trabalhadores ferroviários e trabalhadores ferroviários. Se opor a ele, é preciso uma greve de bloqueio verdade, nenhuma greve eclipses inventado por federações CGT, CFDT e Unsa ! ---- Em 1 st julho 2017 Macron abordou alguns trabalhadores ferroviários e ferroviária escolhido a dedo: " Estamos falando francamente, se nós batemos a dívida, o novo pacto social que ela está pronta para ter o trem ?[...]Nós pedimos o trem para ir mais adiante reformas, status, a mobilidade, o Plano de Pensão " [1]. Desde então, Jean-Cyril Spinetta, ex-CEO da Air France - ele privatizada - foi responsável pela colocação de um relatório sobre o futuro da empresa pública. Resultantes ...


(pt) Organização Específica Anarquista Amazonas (OEA): Construção Libertária, nº1 (Versão Online - PDF)
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 18 07:36:11 GMT 2018

Acesse aqui a versão Online: Construção Libertária nº1 - Versão PDF https://files.acrobat.com/a/preview/a35fe494-1d46-433e-9e43-1dfb3525f63b ---- LEIA ONLINE: Construção Libertária Nº 1 | Nota de Opinião: Professores em Luta, governo Amazonino em crise: todo apoio à Luta dos professores! Greve Geral até a vitória! ---- LEIA TAMBÉM: ---- :: Os Anarquistas estão chegando... e construindo o Anarquismo Organizado no Amazonas! ---- Este Informativo é feito de forma totalmente independente e não recebe nenhum tipo de financiamento ou apoio. Contribua para a sustentação deste boletim alternativo, de caráter libertário, popular e anticapitalista! Entre em contato conosco e faça uma doação solidária. Seu apoio e contribuição são fundamentais para a continuidade desta iniciativa! Seja um apoiador! Para mais informações, no email: ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #282 - Brasil: Marielle Franco, Presente! (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Apr 18 07:17:55 GMT 2018

Na noite de 14 de março, Marielle Franco foi brutalmente executada por balas, no final de um debate com outras mulheres negras, no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro. Anderson Pedro Gomes, o motorista do carro onde ela estava, também foi assassinado. ---- Marielle Franco era uma ativista feminista, negra e lésbica, nascida na favela da Maré, particularmente comprometida contra o racismo, a repressão e a violência policial. Durante anos ela lutou contra os abusos da Polícia Militar do Estado do Rio. Vereadora municipal do Partido do Socialismo e Liberdade (PSOL, esquerda radical), ela recentemente tornou-se relatora da comissão para investigar a intervenção militar federal decretada pelo governo de Michel Temer para " garantir a segurança " no Estado do Rio . Quatro dias antes de sua morte, Marielle denunciou a ação violenta da 41 th Batalhão da Polícia Militar na favela de ...


(pt) France, Alternative Libertaire - Liberação AL, Violência e degradações no ZAD: o poder queria esse confronto que nada justificava (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Apr 17 05:58:41 GMT 2018

O movimento contra o aeroporto, no entanto, manifestou a sua intenção de buscar uma solução de compromisso para o futuro da terra Notre-Dame-des-Landes. Podemos ler neste ataque a vontade de vingança do governo e a escolha de dar compromissos aos reacionários de todos os lados que não digeriram essa vitória anticapitalista. ---- Na segunda-feira, 9 de abril, 2.500 gendarmes lançaram sua ofensiva para destruir as casas dos ocupantes do ZAD. O poder está vingando hoje atores e atrizes da luta contra o projeto de aeroporto em Notre-Dame-des-Landes (NDDL). ---- Desde 3 horas da manhã, os policiais começaram a agressão contra os habitantes do local do projeto do aeroporto abandonado. Em sua bagagem trouxeram o equipamento necessário para destruir as casas, mas também veículos blindados.
...



(pt) France, Alternative Libertaire AL #282 - Edtio: O provocante demais ? (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Apr 17 05:58:32 GMT 2018

O relatório Spinetta no trem é um clássico: apenas um outro cumulard burguesa (Air France, Areva) estabelece um pseudo-relatório mostrando a receita liberalismo obsoleto para justificar a quebra e privatização dos serviços públicos. ---- Fim do status da ferrovia, abertura à competição, remoção das linhas menos percorridas, tudo está lá. Spinetta não entende o que está falando, porque sua vida não é concretizada pelas realidades dos funcionários e usuários e usuários de ferrovias. Ele não sabe nada sobre tarifas proibitivas e dificuldades diárias de pessoas exiladas de centros urbanos que se tornaram muito caras. Mas ele sabe, sem dúvida, as táticas da degradação planejada dos serviços públicos para justificar sua privatização. E como o cachorrinho de seu mestre, ele entende o que lhe é pedido: latir na direção certa. ...


(pt) quebrando muros: CONTRA A CRIMINALIZAÇÃO E DISTORÇÃO DA OCUPAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS GERAIS DA UFPR
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Apr 16 06:30:11 GMT 2018

O Departamento de Serviços Gerais (DSG) da Universidade Federal do Paraná foi ocupado no dia 10 de abril por estudantes e trabalhadores terceirizados que se colocam contra as perseguições políticas e a favor da recontratação dos trabalhadores que se mobilizaram contra cortes e, em consequência disso, foram demitidos. A ocupação ocorreu por volta do meio dia, horário em que os servidores do local saem para almoçar, e os manifestantes solicitaram que estes deixassem o prédio para que a ocupação ocorresse. ---- A maioria dos servidores saiu do prédio com tranquilidade e sem discordar da ocupação. Uma minoria, contudo, não quis se retirar, tendo ofendido e agredido alguns estudantes, além de disseminado a informação mentirosa de que teriam sido mantidos reféns na ocupação. A Polícia Militar foi acionada à pedidos dessa minoria de servidores e a grande mídia, ...


(pt) [Espanha] #NoCaso14N - Crônica do segundo dia do julgamento do "Não caso" em Logroño By A.N.A. (ca, en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Apr 16 06:23:16 GMT 2018

Aconteceu nesta manhã (10/04) o segundo dia do julgamento contra Jorge e Pablo, os dois membros da CNT a quem a polícia escolheu como bode expiatório após os incidentes acontecidos na manifestação da greve de 14N de 2012. ---- Na sessão de hoje seguiram declarando o resto dos agentes que estiveram presentes nos momentos em que se produziram os delitos supostamente cometidos pelos dois acusados. Nas declarações de ontem (09/04), os policiais disseram ter "gravados" em sua memória as atuações dos dois processados, ainda que essa recordação se distanciava muito da verdade, como ficou claro pelas gravações dos manifestantes (recordamos que a polícia destruiu suas próprias gravações dos fatos por considerá-las de "má qualidade". O atual chefe da Polícia Nacional de La Rioja declarou ontem que não sabia quem havia destruído essas gravações e que tampouco realizou ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #281 - refugiado (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Apr 16 06:09:28 GMT 2018

"A Europa não pode acomodar toda a miséria do mundo, ouvimos. Em nome desse princípio, os europeus deixam homens, mulheres e crianças morrerem na frente de suas portas. O Mediterrâneo tornou-se a vala comum de milhares de migrantes.[...]eu sou uma dessas pessoas. No caminho para a Europa, como tantos outros migrantes são, eu fui roubado por bandidos no deserto, eu tinha que trabalhar ilegalmente em Tamanrasset esconder por meses em Argel e depois contrabandeadas através da fronteira em Marrocos, onde permaneci preso por quatro longos anos. Com meus companheiros, lutamos por nossos direitos. Eu escrevi este livro para contar nossa história. " ---- história autobiográfica de " Odyssey Africano ", Refugiado se desenrola uma história de muitos, um homem, Emmanuel Mbolela. Líder congolês oposição estudante, para se salvar das garras da polícia de Kabila e sua ...


@

Last updated: Thu Apr 19 09:38:25 2018