A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) France, Alternative Libertaire AL Toulouse - anti-racismo - a demonstração cravejado com luzes que piscam (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Sat Mar 28 17:36:57 GMT 2015

Como centenas custaram de CRS, dezenas de agentes da ALC, os caminhões viajar com grades de choque e até mesmo com canhões de água? Tudo isso para enquadrar 300 manifestantes e manifestantes, certamente dinâmica (entoando slogans, canções ...), mas certamente não "violento" ... ---- Sábado 21 março, como parte de uma mobilização nacional, um protesto contra todas as formas de racismo e fascismo foi organizada em Toulouse. Os manifestantes e os manifestantes jogaram o jogo e entrou com o curso de prefeitura, uma semana antes do evento. O curso inicial, que era para terminar em Esquirol no centro da cidade, foi proibido e uma rota alternativa que termina no Saint-Cyprien foi discutido entre os manifestantes e os manifestantes e autorizado pela prefeitura.
...



(pt) Brazil, Anarchist Federation Gaucha FAG - Contra a trapaça político burguesa e o arrocho da vida dos trabalhadores
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Mar 27 17:46:04 GMT 2015

O mal estar corre nas ruas do país. A recessão econômica e as amargas medidas do governo Dilma/PT a nível federal e Sartori/PMDB a nível estadual buscam salvar os lucros de banqueiros e empresários, cortando direitos, investimentos e aumentando o custo de vida sob o farsante argumento de que o momento é de "sacrifício para todos". Aliado a isso tudo, o cheiro podre da corrupção sistêmica impregnado no ar, em que se articula uma complexa constelação de interesses e "escândalos" que envolvem desde os partidos da coalizão governista como aqueles da oposição de direita, grandes empresas e banqueiros e os grandes conglomerados de comunicação. ---- A operação Lava Jato da Polícia Federal trouxe à superfície um esquema bilionário de saque e espoliação dos recursos da Petrobrás, um trapaceiro "toma lá da cá", operado por políticos e empresários pra financiar campanhas ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL - sindicalismo, ?Contra a austeridade: Tudo e todos em greve no dia 09 de abril (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Fri Mar 27 16:22:53 GMT 2015

CGT, FO, FSU e Solidaires estão chamando para um dia de greves e manifestações contra o congelamento dos salários, a política de austeridade e de direito Macron. Cada uma das nossas derrotas aguçar o apetite dos clientes. Pare! Inverta a vapor. Vencer este confronto contra o governo a serviço do grande capital. ---- Banalização do trabalho aos domingos e noite (assim cortes salariais para a maioria dos concerné.es salarié.es) destruição dos meios de salarié.es defendendo, crime empregador facilitada, novas privatizações, incapaz de recuperar salarié.es benefícios se um plano de despedimentos foi considerada ilegal pelo tribunal ... a lei Macron chega no Senado em 07 de abril em uma forma praticamente inalterado em relação a dezembro. Se as manifestações de notários e oficiais de justiça têm reduzido o governo, os trabalhadores também pode! ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL Assumem a FN de nossas vidas! (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Mar 26 13:34:29 GMT 2015

Se nada de bom pode sair das urnas, eles podem produzir o pior por conselhos municipais vencer a FN: os conselhos municipais que gerem os colégios, transporte escolar, a atribuição do RSA ... Então, diante da ascensão FN, a solução é uma resposta popular, na rua! ---- Esta noite de 22 de Março de 2015, a FN foi novamente dominado às urnas. Ontem foi o Europeu e amanhã será regional. Por quê? ---- Como o solo sobre o qual prospera FN voto é o resultado de políticas de trabalhadores desesperados do governo PS pró-capitalistas e anti-sociais. ---- A FN é o melhor aliado dos patrões ---- Ao dividir os trabalhadores entre imigrantes e nativos "francês" é o melhor suporte do sistema capitalista e o melhor aliado dos patrões. E ao contrário do que nos querem fazer crer os especialistas políticos ou da mídia, a FN não é um avanço entre as classes populares ou os ...


(pt) Coletivo Minero Popular Anarquista COMPA - Cine & Debate: A Comuna de Paris numa perspectiva anarquista (en)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Mar 26 13:31:30 GMT 2015

"Estamos aqui pela humanidade" - Comuna de Paris, 1871 ---- Companheiras e companheiros! ---- Em ocasião dos 144 anos da Comuna de Paris (18 de março de 1871), um dos acontecimentos mais importantes da história da classe trabalhadora, o COMPA convida a todas e a todos para a atividade que será realizada na próxima quarta-feira, dia 25 de março, às 19:30h no Espaço Fôlego Cultural (R. da Bahia, 1176, Centro): ---- Cine & Debate: A Comuna de Paris numa perspectiva anarquista ---- Nesta atividade exibiremos o filme "La Commune (Paris, 1871)", um drama dirigido por Peter Watkins que retrata a história daquele que foi se não o maior, um dos maiores acontecimentos protagonizados pela classe trabalhadora no mundo, quando os operários tomaram para si a direção da economia, da política e instauraram a autogestão em todos os âmbitos sociais. ...


(pt) GT ESTUDANTIL DA CAB | Nota da frente estudantil da CAB sobre o dia 26 de março, dia nacional em defesa da educação
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Mar 26 12:58:05 GMT 2015

Dia 26 de março é um dia nacional de luta em defesa da educação! Mas não de qualquer educação, pois o projeto de educação que aí está não representa nada do ponto de vista da emancipação dos oprimidos, da classe trabalhadora. Não falando de qualquer educação, falamos a que se coloca no nosso horizonte de luta que é a de uma educação 100% pública, de qualidade, à serviço das demandas e sob controle dos de baixo! ---- Perspectiva que requere uma larga e paciente luta que para nós se inicia em cada local de estudo, de trabalho e de moradia e passa pela organização e mobilização desde a base de secundaristas, de universitários, de educadores populares, de trabalhadores em educação e do conjunto dos oprimidos. Luta que não se esgota em si mesma e que se articula solidariamente com diversas outras lutas por direitos, por melhores condições de vida e de ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL - anti-racismo: ão há "duas civilizações" por redac (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Mar 25 09:58:04 GMT 2015

A classe dominante (a falsa esquerda no poder ou verdadeira oposição à direita) usou o início do ano de ataques para tentar se reúnem atrás dela em nome da unidade nacional e fantasiado de preparo. Ela usou a realidade do terrorismo islâmico para tentar dividir a população em dois "civilizações" incompatíveis. ---- Não há unidade nacional. Não há "duas civilizações", um ex-estabelecido e super justa e civilizada chegou um pouco bárbaro. Estes são contos de altura para nos distrair das divisões muito reais entre as classes sociais e entre os campos políticos. ---- Nós não nos deixarmos enganar Há ricos e pobres, interesses totalmente opostos. ---- Há vítimas de racismo estado Roma mulheres portadoras de véu, migrantes reprimida-art em portas de segurança da Europa, árabes e negros assassinados impunemente pela polícia e há sucessivos governos que voto, aplicar e agravar ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #248 - 8 de Março: lançamento da Marcha Mundial das Mulheres (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Mar 24 09:29:47 GMT 2015

De cinco em cinco anos, a Marcha Mundial das Mulheres, uma rede que tem grupos em todos os lugares em que as mulheres se sentem, eventos organização feminista em causa em todo o mundo. Ele funciona durante todo o ano para resolver as causas da pobreza e da violência contra as mulheres. ---- O lançamento da Marcha Mundial das Mulheres (MMM), foi realizada em 8 de março, Dia Internacional (lutas) mulheres. Este ano, a caravana Europeia vai deixar a Turquia e Curdistão e chegará em 17 de outubro, em Portugal. 24 de abril será marcado por 24 horas de solidariedade feminista para o aniversário do desastre de Rana Plaza (colapso edifício em Bangladesh, que matou mais de 1000 trabalhadores explorados e mal pagos) e feminista Agora terá lugar 6 e 7 de junho, em Nantes.
...



(pt) União Popular Anarquista (UNIPA) - Guerra e revolução nas trincheiras de Rojava: Posição dos anarquistas revolucionários - Comunicado nº44
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Mar 23 10:17:34 GMT 2015

A luta pela liberdade do Curdistão não começou hoje. O povo curdo possui uma luta pela autodeterminação que percorre séculos de combate na região da Mesopotâmia. Entre guerras e revoltas, domínio externo ou controle e repressão pelas próprias oligarquias, a história de luta deste povo, especialmente a história recente, começa a criar interesses pelos quatro cantos do mundo. Afinal, quem são esses homens e mulheres que hoje combatem e resistem ao avanço do Estado Islâmico no norte da Síria? A imprensa mundial e os governos não têm interesse em divulgar informações. ---- Hoje os olhos do mundo se voltam para a resistência heroica e as vitórias das massas populares em Kobane contra o Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIS). Os conflitos recentes nesta região que abarca a Turquia, Iraque e Síria é alvo da intervenção e controle imperialista e de grupos jihadistas que ...


(pt) France, Communistes Libertaires CGT - Douai em Estado de Sítio (en, fr, it) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon Mar 23 10:14:02 GMT 2015

A CGT Douaisis organizou esta terça-feira 17 de março uma manifestação contra a lei Macron que reuniu 2.000 manifestantes. Um sucesso, mas nada de extraordinário. No entanto, a presença da polícia e fechamento de lojas conjunto tomou uma dimensão surpreendente! Dezenas de CRS over-equipada e até mesmo caminhões de choque! O maior desde maio de 68 em Douai como observado Philippe Nalewajek, bem gerente conhecido na área, entrevistado por "La Voix du Nord". Parece que a polícia temia que os ativistas libertários estão tentando empurrar a ocupação do prédio da prefeitura ou da sede do PS. O mais conhecido dos nossos camaradas também investiram em responsbilités na CGT locais de repente estiveram sob pressão constante da polícia, especialmente a América Latina e Caribe. Um passa por uma verificação de identidade muito muscular após disclocation do demo. O outro estava ...


@

Last updated: Sat Mar 28 18:37:00 2015