A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Espanha 5º Encontro do Livro Anarquista de Zaragoza By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Sep 29 08:37:10 GMT 2016

Não perca o 5º Encontro do Livro Anarquista de Zaragoza nos dias 29 e 30 de Setembro e nos dias 1 e 2 de Outubro. ---- * Quinta-feira 29 de Setembro: ---- No Espaço Coletivo Via Lactea (Rua Doctor Palomar, 25, Bairro de la Magdalena) ---- 19h: Palestra-Debate sobre a situação dos refugiados na Grécia e Sahara. Após a palestra haverá tapeo (comida) benéfico para os refugiados. ---- * Sexta-feira 30 de Setembro: ---- No Solar da rua San Agustin (Rua San Agustin, Bairro de la Magdalena) ---- 19h: Apresentação do livro "Discurso sobre la servidumbre voluntaria" de Ettienne de La Boetie de Virus editorial. Na qual virá falar Paco Madrid. ---- * Sábado 1 de Outubro: ---- No Solar del Conejo (Rua Coso 182, Bairro de la Magdalena). ---- 12h: Apresentação do livro "Ensayo sobre la libertad en un planeta frágil" de Jose Ardillo pela edições el Salmón. ...


(pt) [PONTA GROSSA] COMO VOTAM OS ANARQUISTAS? 29 DE SETEMBRO DE 2016 (QUINTA-FEIRA),SETEMBRO 25, 2016 CALC DEIXE UM COMENTÁRIO
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Sep 29 08:36:59 GMT 2016

Em 2016 temos eleições municipais no Brasil e neste período sempre nos perguntam: como votam os anarquistas?
Para respondermos essa pergunta, discutirmos sobre o atual momento e sobre a perspectiva dos anarquistas faremos o evento "Como Votam os Anarquistas?" em algumas cidades do Paraná.
PONTA GROSSA ---- QUANDO: 29 de setembro de 2016, quinta-feira, às 17 horas. ---- ONDE: Sala 49 na Central de Salas, Uvaranas - UEPG. ---- Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1401271816568164/
https://anarquismopr.org/2016/09/25/ponta-grossa-como-votam-os-anarquistas-29-de-setembro-de-2016-quinta-feira/
_________________________________________
...



(pt) [Grécia] Nossos avós refugiados, nossos pais emigrantes. Somos racistas? By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Sep 29 08:36:48 GMT 2016

[Texto da União Sindical Libertária de Tessalônica publicado por motivo da decisão racista da Associação de Pais e Alunos da escola de Oreokastro de fechar a escola da cidade, se os filhos dos imigrantes e refugiados que vivem na região se matriculem nela.] ---- Na terça-feira, 13 de setembro, foi divulgado o comunicado da Associação de Pais e Alunos da escola de Oreokastro, na qual se falava do fechamento da escola caso se matriculem alunos que são imigrantes, ou no caso de estes alunos usarem o edifício da escola. Esta decisão sucedeu à do conselho municipal de Oreokastro e foi fortemente apoiada tanto pelo prefeito como pelos vereadores e os que presenciaram a sessão do conselho, que anda propagando seus delírios racistas e ul tradireitistas. Tendo em vista que uma autoridade municipal não tem competência para indicar quem pode e quem não pode assistir a aulas em uma escola, o ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL Septembre - manutenção, ilvia Federici (feminista): "O capitalismo separa e isola as mulheres" (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu Sep 29 08:36:43 GMT 2016

Como é o capitalismo possível? Em questão marxista resposta de Marx: pelo trabalho não remunerado. O trabalhador da força de trabalho é explorado, ea riqueza que produz é extorquida pelo capitalista. Como é o trabalho do artífice possível? Em questão feminista, Silvia Federici responder: pelo trabalho de mulheres que permite ao trabalhador para reproduzir o seu trabalho diário. Em uma entrevista com Hourya Bentouhami, filósofo e ativista U, Silvia Federici retorna à especificidade do patriarcado dentro das sociedades capitalistas. ---- AL: Será que você pode explicar seu plano de fundo que vai desde o estudo de caça às bruxas (em "Caliban ea bruxa") como tendo contribuído por você para a primeira forma de acumulação primitiva com caixas[1]mulheres, refletindo você levar hoje sobre o trabalho doméstico e do capitalismo em escala global o que equivale a uma forma de ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL Septembre - Nuclear: redobrada energia antinuclear (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Sep 28 15:27:34 GMT 2016

A indústria nuclear está lutando globalmente desde Fukushima. Na França, a mineração de urânio à sua disposição através da construção de instalações, atualização e controle, tudo está aberto a críticas. E o desafio é criar uma dinâmica. Reunir-se em Flamanville 01 de outubro! ---- Os diferentes intervenientes na indústria nuclear francesa por um período ruim. Areva é realmente no centro da tempestade com seu julgamento sobre a concessão incompreensível de um depósito de urânio empobrecido, mas mais recentemente, com revelações sobre os defeitos na construção e validação de 128 peças de negócios em reatores France. ---- A Autoridade de Segurança Nuclear (ASN), para monitorar a morrer, fica comprometida, pedindo relações baseadas na confiança com os principais intervenientes, a Areva ea EDF, que tinha manipuladas os relatórios antigos. ...


(pt) [Espanha] Celebrada em Fraga a 1ª Conferência de Militantes Inter-comarcas da CNT de Baix Cinca e Segrià By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Sep 28 15:27:24 GMT 2016

No sábado passado, 17 de setembro, celebrou-se em Fraga, a 1ª Conferência Inter-comarcas de Militantes da CNT. Em um ambiente de cordialidade e companheirismo, vários militantes dos sindicatos de Lleida e Fraga reuniram-se para analisar e debater algumas questões sociais e trabalhistas que nos preocupam. Também abordamos temas relacionados com nossa Organização. ---- A ordem do dia da Conferência incluía dois únicos pontos: o primeiro, o XI Congresso da CNT, celebrado recentemente, e o segundo, a situação da CNT nas comarcas de Baix Cinca e Segrià. ---- A respeito do primeiro ponto, foi feita uma análise crítica e construtiva sobre alguns dos acordos alcançados no último Congresso do sindicato, assim como uma avaliação do mesmo. ---- No segundo ponto, abordou-se a situação da CNT em nossas respectivas comarcas, assim como a situação social e trabalhista atuais. No debate, ...


(pt) MATINHOS 4º ENCONTRO DO CÍRCULO DE ESTUDOS LIBERTÁRIOS (CEL) - NA PRÓXIMA QUINTA (29/09/2016)! - CALC DEIXE UM COMENTÁRIO
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Sep 28 15:27:14 GMT 2016

Na próxima quinta-feira, 29 de setembro, o CALC articulará seu grupo de estudos em Matinhos. Faremos o CEL na Universidade Federal do Paraná-Litoral, às 14:00, na sala 23B (Sala Temática de Agroecologia), 2º andar. ---- Começamos o CEL-Matinhos em 2016, discutindo vários temas relevantes para os movimentos sociais, para a esquerda e para o anarquismo. ---- Este módulo tem como finalidade expor o entendimento que os anarquistas (da vertente de massas) têm dos sujeitos revolucionários, sendo a concepção destes distinta das demais correntes do socialismo por negar o exclusivismo "proletário". Num segundo momento, buscaremos estabelecer a noção de poder para os anarquistas e a sua proposta de organização. ---- Os textos base são: ---- - Da periferia para o centro sujeito revolucionário e transformação social - Felipe Corrêa ...


(pt) France, Alternative Libertaire - política, lutas do fórum e livro anti-capitalista, 1 de outubro de Nantes por AL Nantes (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed Sep 28 15:27:05 GMT 2016

A Frente Anti-Capitalista 44 - U Nantes, que está envolvido -prepare segurando um fórum lutas anticapitalistas e livros sobre 01 de outubro na Fabricação de Nantes. ---- documentários, stands de mais de quinze casas dessas edições, restauração e bebidas no local, tudo a preços livres, de um dia para trocar, discutir, conhecer, organizar, apoiar as lutas em curso e se esforça para se preparar vir! ---- A 44 Frente anti-capitalista é uma luta de classes militante. você pode contatá-lo em anticapitaliste44@gmail.com ---- NANTES ---- sábado, outubro 1, 2016, 1:00-23:00, ---- Fabricação de Nantes, 10bis Boulevard de Stalingrad, 44000 ---- o evento nas redes sociais, alcance e compartilhar!! ---- ROGRAMA: ---- No rés do chão -> Feira do Livro anticapitalista. ---- 1º andar -> Reunião com várias lutas coletivas ...


(pt) Grécia, Oreokastro, Tessalônica: Manifestação anarquista contra a atitude racista da Associação de Pais de Alunos By A.N.A.
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 09:56:23 GMT 2016

Na terça, 20 de setembro de 2016, uns 150 anarquistas se manifestaram em Oreokastro, Tessalônica, contra a decisão da Associação de Pais e Alunos de não aceitar na escola local aos filhos dos refugiados. Segue o chamado da Coletividade pelo anarquismo social "Negro e Vermelho" à manifestação. ---- A luta contra o fascismo e o racismo é duradoura porque alguns lhes oferecem teto ---- Nascemos em Oreokastro, em Damasco, em Kompani e em Tumba (Tessalônica), em algum lugar na Crimeia e dentro de Atenas, nos bairros do oeste. Crescemos e fomos à escola junto com Giannis, Maria, Mohamed, Lorián, Yuri e Hasan. ---- As fronteiras e os diferentes lugares de nossa origem nunca nos assustou e nunca nos discriminaram. O que tem sido a linha divisória é a aversão de alguns antropoides xenófobos (de atitude intolerante) e estúpidos que temeram que coexistíssemos com outras ...


(pt) colectivo libertario evora: JÁ NAS RUAS E NAS BANCAS O JORNAL MAPA Nº 14
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue Sep 27 09:56:03 GMT 2016

#AltPt O número 14 do Jornal Mapa está aí | Ajuda o projecto com a assinatura que te o leva a casa (http://goo.gl/s92q96) ou contacta para distribuir | jornalmapa@geral.pt
Neste número, cuja saída coincide com o inicio da Feira Anarquista do Livro de Lisboa: Quem lucra com a tragédia nas fronteiras? E porque é a Prisão um bode expiatório? Porque razão a vigilância totalitária e a censura na internet não é uma paranóia, mas algo a resistir e a contornar? Sabias que há betão na Ria de Aveiro sobre os habitantes da Coutada? E como as coisas fervem de revolta no Brasil e na Turquia? Algumas das perguntas - entre muito mais - na informação critica da edição 14 de Setembro/Novembro...
Lê! Assina!
...



@

Last updated: Thu Sep 29 10:37:10 2016