A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe

Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009

Contribuir para a-infos

A VISÃO de A-INFOS

SUBSCREVA!
Notícias em português

OU


Descubra as Opções OPTIONS
um serviço de notícias multilingue de, para e sobre anarquistas **

Propusemo-nos
ser os escribas do povo.
Do outro lado da história
a história começou.
E terá novos autores....
Esperneia!
Também nós esperneamos


Descubra as Opções disponíveis.
Há diversas listas por idiomas, listas de diferentes projetos e várias formas de entrega.
Dê uma olhada a Mailman a central automática de e-mail de A-Infos...

Na luta por uma sociedade livre, distribuímos notícias e artigos em várias linguas, cobrindo uma vasta área temática.
Que vai desde as lutas laborais, ambientais e anti-imperialistas até ao combate ao racismo, sexismo e homofobia. .

lots of work to do

A-INFOS-ORG

As listas de A-Infos são autogeridas democraticamente por um coletivo organizado internacionalmente. Saiba como participar. Incentivamos especialmente as mulheres, pessoas de lingua não-inglesa e aqueles que vivem fora da Europa e da América do Norte. Veja a lista das nossas atuais diretrizes.

A VISÃO de A-INFOS

O projecto A-Infos é coordenado por um colectivo internacional de activistas revolucionários, anti-autoritários, anti-capitalistas, envolvidos na luta de classes, que entendem como uma luta social total.

São pessoas que se consideram a si próprias anarquistas revolucionários, anarco-comunistas, comunistas libertários e outros que defendem opiniões semelhantes embora usem outros nomes.

A-Infos está organizado por pessoas que assumem o anarquismo como teoria social; que uma revolução é necessária para obtermos uma nova ordem social, sem classes, a qual só poderá ser levada a cabo pela grande maioria dos trabalhadores.

O tipo específico de anarquismo ao qual nos referimos e que promovemos é o anarquismo dos companheiros de Haymarket e dos que foram perseguidos por Carlos Marx durante a Primeira Internacional por criticarem o seu autoritarismo e elitismo, o seu desprezo vanguardista pelas massas assalariadas.

NÃO apoiamos o tipo de anarquismo proposto por alguns pseudo-modernistas e pseudo-"revolucionários" que consideram ser a actividade simbólica substituto das lutas das gentes, do povo; nem o anarquismo de "humanistas" que dão igual ou maior importância a outras tarefas que não à da abolição do sistema capitalista.

O trabalho de A-Infos não está baseado no egoísmo e no egocentrismo, no individualismo, primitivismo, no "capitalismo livre sem estado" ou num estado sem capitalismo livre -- os quais são contra a ordem capitalista vigente mas não oferecem uma nova ordem social de liberdade, de igualdade e de solidariedade.

Não basta que os indivíduos e grupos usem a etiqueta anarquista para que seus textos sejam distribuídos por A-Infos.

Na luta pela sociedade livre, nós distribuímos notícias e artigos em várias línguas, cubrindo um largo espectro de áreas de luta. Isto inclui frentes de trabalho e focos de luta como a batalha contra o racismo, o sexismo e a homofobia.

A-Infos também distribui notícias sobre indígenas anti-colonialistas em luta contra os colonizadores, contra a ocupação e marginalização, assim como também de anti-nacionalistas e de anti-regionalistas separatistas, pois os trabalhadores não têm país, o mundo é um só e NÃO têm exércitos.

A-Infos é uma agência noticiosa especializada, ao serviço do movimento revolucionário de activistas anti-capitalistas envolvidos nos diversos tipos de lutas sociais contra as classes capitalistas e este sistema social.

A-Infos não é um serviço "liberal", aberto, que distribui qualquer coisa que nos seja simpática -- A-Infos não é Indymedia. È o primeiro utensílio de distribuição livre para informar ácerca de colectivos anarquistas (e de outros anti-autoritários revolucionários) que participam na luta.

Os apoiantes e trabalhadores de A-Infos NÃO pensam que são os únicos que decidem quem, no campo do anarquismo social, é um anarquista "real" ou não é. Porém, como os recursos são limitados, temos o direito e a obrigação de escolher (autonomamente) o que distribuímos, o que achamos melhor de entre as várias contribuições e contribuídores.

A liberdade de associação do Colectivo A-Infos está baseada no reconhecimento de que ela não significa nada sem a liberdade de não se associarem, se os trabalhadores e colaboradores assim o entenderem.

A-Infos tem um papel a desempenhar no movimento anarquista mundial. Informação é fortalecimento. A-Infos contribuí para criar um entendimento no movimento internacional. A-Infos é uma extensão das poucas ferramentas organizadoras internacionais do movimento de modo e com a finalidade de lhe ser útil e não um serviço noticioso gratuito para todos.

A-Infos não se limita a ser uma ferramenta interna do movimento. Tal como o FAQ anarquista, também o apresenta ao público em geral e a uma nova geração, tratando de instruí-los sobre os aspectos internacionais do movimento.

A-Infos é uma agência de notícias anarquista autónoma e não é caixa de ressonância de determinado movimento social. Mesmo quando autoproclamados anarquistas (e mesmo que o sejam realmente) estão envolvidos, não existe garantia de que A-Infos distribuirá as suas contribuições. Mesmo que simpatizemos com os movimentos, isso não garante que os artigos sejam colocados.

A-Infos distribui as notícias e as análises que os trabalhadores querem partilhar com a comunidade mundial de activistas anti-autoritários -- principalmente notícias enviadas por colectivos anti-autoritários e relatos àcerca da acção directa na luta social quer por acivistas, quer por outras pessoas que lutam nas suas vidas diárias.

Quem não esteja satisfeito com o serviço que fornecemos, use os serviços de outros ou construa os seus meios próprios.

A-Infos é um instrumento de organização e de informação do movimento -- não é apenas "notícias por, para e ácerca de anarquistas".

Search ainfos with Google.com

we


Últimos títulos:

(pt) Colômbia, Crônica do Primeiro de Maio anarcossindicalista em Bogotá (ca)
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu May 28 08:29:10 GMT 2015

Na sexta-feira, 1º de maio de 2015, dia da classe trabalhadora, saímos a marchar desde o Parque la Independencia em Bogotá, de onde saíram outras coletividades. A marcha iniciou desde as 10 da manhã até a Plaza de Bolívar. Nossas bandeiras anarcossindicalistas agitavam e gritos libertários recordavam pessoas lutadoras que não estavam ali, mas que também percorreram essas ruas. A marcha iniciou com tranquilidade. Os cânticos contra o Estado e a exploração estavam na ordem do dia. "Morte ao Estado e viva a anarquia" cantávamos com orgulho ao dar cada passo. ---- A nosso redor estavam sindicatos de docentes, as cabeças raspadas, inclusive um senhor que vendia manga na rua, que também saiu esse dia, mas não a protestar nem a manifestar-se senão para conseguir o dinheiro diário com o qual se alimenta. ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #249 - Leia: Os Notebooks do Centro de Documentação em Toulouse exílio espanhol (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu May 28 08:26:44 GMT 2015

A revista Les Cahiers du CTDEE é editado pela Câmara Toulouse organização exílio espanhola fundada em 2008 pelo espanhol exilado-es e seus descendentes. Esta associação tem como objetivo reunir e arquivar todos os documentos que lhe são confiadas relacionadas com a actividade dos refugiados políticos espanhóis na área Toulouse em 1939. As participações do aluno está disponível para o público e para permitir que os investigadores consulta e estudo. Destaca-se por exposições e da publicação do Cahiers du CTDEE. ---- Até à data, duas questões foram publicados. A primeira, em Julho de 2014: ele contém um arquivo importante no gulag de Karaganda, onde foram encarcerados pelo regime stalinista 59 Espanhol antifascistas, marinheiros ou pilotos estudantes retidos na URSS após a vitória de Franco. O último deles será lançado em 1956, após 16 anos de gulags na pátria do ...


(pt) Movimento de Organização de Base (MOB) - A terceirização não beneficia os/as trabalhadores/as!
a-infos-pt@ainfos.ca
Thu May 28 07:44:04 GMT 2015

Panfleto distribuído em 01/05/2015 por ocasião do dia do trabalhador e da trabalhadora ---- Ao contrário do que muito se fala, o dia 1 º de maio não é o dia do trabalho, mas sim o dia dos trabalhadores e trabalhadoras. É um dia especial para fazer uma reflexão sobre o que está bom e o que está ruim na condição de vida daqueles e daquelas que todos dias contribuem com seu trabalho, seu tempo e energia para a construção da sociedade. ---- O Projeto de Lei 4330, mais conhecido como PL da Terceirização, foi aprovado na Câmara dos Deputados e agora segue para o Senado. Se aprovado, pode significar uma grande perda para os trabalhadores e trabalhadoras. Isto porque, este projeto ataca os direitos que os trabalhadores e trabalhadoras deram duro para conquistar. Terceirização é quando uma empresa pública ou privada transfere suas atividades a um terceiro. ...


(pt) Brazil, Coletivo Quebrando Muros - ADIADO DEVIDO À ORGANIZAÇÃO DA GREVE - Curitiba] Construindo Poder Popular: Qual o papel do movimento estudantil?
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed May 27 07:10:42 GMT 2015

EVENTO ADIADO DEVIDO AOS EVENTOS DE ORGANIZAÇÃO DA LUTA ---- Devido aos desdobramentos da construção da greve nas universidades federais e estaduais; a assembleia dos professores da UFPR que acontecerá às 16 horas, que estaremos presentes e deve se estender para o horário que seria do nosso evento; a impossibilidade da presença de compas que fariam parte da apresentação que viriam de outras cidades, pois estarão em atividades de organização das greves; ADIAREMOS O EVENTO TEMPORARIAMENTE. ---- LOGO QUE REMARCARMOS IREMOS DIVULGAR A NOVA DATA. ---- PEDIMOS QUE OS/AS ESTUDANTES DE DIREITO E OUTROS CURSOS COMPAREÇAM NA ASSEMBLEIA DOS/DAS PROFESSORES/AS NA SEGUNDA (25) E PARTICIPEM DA FRENTE DE MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL DO PARANÁ.
...



(pt) LUTAS, PUBLICAÇÕES - MANIFESTO DA FRENTE DE MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL DO PARANÁ - CALC
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed May 27 07:10:35 GMT 2015

Curta no Facebook: https://www.facebook.com/mobilizacaoestudantilpr ---- Nós, estudantes de universidades do Paraná, desde o início de 2015 estamos sentindo os efeitos das medidas de desmonte da educação pública, tanto nas universidades federais quanto nas estaduais. Já no início do ano, a sociedade recebeu a notícia do corte de verbas que o governo Dilma (PT) realizaria, principalmente, naquelas repassadas para a Educação. Estima-se um corte de R$ 7 bilhões do orçamento repassado para as universidades, o que tem impacto direto no pagamento de contas de luz e de água e dos contratos com empresas terceirizadas, e na assistência estudantil, tão necessária para nossa permanência. Na Universidade Federal do Paraná (UFPR), por exemplo, apesar de notas oficiais da reitoria "garantirem" as bolsas estudantis, o que se observa na prática são atrasos, redução no número de bolsas em ...


(pt) Italy, Alternativa Libertaria/FdCA: Contrariando a tendência para a concentração de poder econômico e poder político (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed May 27 07:10:26 GMT 2015

Documento final do Conselho de 90 de Delegados ---- O processo de concentração de poder econômico e poder político foram mobilizados a nível europeu e agora italiana com uma incidência condições sociais agudos de milhões de empregados e trabalhadores temporários, mal pagos e desindacalizzati crescendo e. ---- Contrariando a tendência para a concentração de poder econômico e poder político ---- O processo de concentração de poder econômico e poder político foram mobilizados a nível europeu e agora italiana com uma incidência condições sociais agudos de milhões de empregados e trabalhadores temporários, mal pagos e desindacalizzati crescendo e. ---- Limitado (junho), as instituições europeias autocráticos fiadores da crise capitalista de acções de reestruturação lugar serão disponibilizados para um programa de controle da economia conhecida como a União de ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #249 - Leia Jaime Balius, «Rumo a uma nova revolução" (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Wed May 27 07:07:39 GMT 2015

Edições de papoula, com sede em Toulouse, traduzir e publicar em francês de textos espanhóis anarco-sindicalistas, ou em outros países, como a Suécia ou Lätt Nils André e Dori Prudhommeaux francês, que participou na revolução espanhola de 1936. ---- Jaime Balius nasceu em Barcelona em 1904 e morreu na França em 1980. Depois de passar pelo nacionalismo catalão em sua juventude e uma curta passagem Trabalhadores e Camponeses Bloc, ele se tornou um membro da Federação Anarquista Ibérica em 1932 e CNT em 1936. A partir de Julho de 1936, foi eleito vice-presidente do sindicato dos jornalistas. Ele é, após os dias de Maio de 1937, em Barcelona, um dos líderes dos Amigos de Durruti grupo criada em março de 1937 por membros da coluna Durruti se opor à tendência reformista ea participação do governo espanhol CNT. Será também excluída da CNT-FAI e os Amigos de ...


(pt) France, Alternative Libertaire AL #249 - 18 de abril, dia internacional de ação contra o livre comércio (en, it, fr) [traduccion automatica]
a-infos-pt@ainfos.ca
Tue May 26 13:57:51 GMT 2015

Rede coletiva Stop-TAFTA, liderada por Attac e outras organizações da sociedade, política e sindical quer construir um movimento popular contra os vários acordos em gestação. Quais são as questões do dia de 18 de Abril? ---- Vinte grupo francês assumiu então, e dezenas de cidades e movimentos em todo o mundo investir-se[1]: a defesa da agricultura camponesa, dos direitos sociais (saúde e segurança) e do emprego, digital gratuito... todo o stress endurecimento dos povos das condições e da lógica predatória promovida por estes acordos. ---- O movimento está tentando colocar pressão sobre os deputados via opinião pública. A resolução sobre a posição do Parlamento Europeu sobre a TAFTA foi produzido pela Comissão do Comércio Internacional, resolução em que as outras comissões devem votar em sessão plenária de Maio, em Estrasburgo. ...


(pt) [CABN] CRÔNICA DO SARAU DE 1º DE MAIO
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon May 25 09:26:31 GMT 2015

O 1º de maio é uma data importante no calendário da luta popular. É momento de lembrar os seis mártires de Chicago, quando em 1866 lutaram contra o capitalismo e o Estado para conquistar 8 horas de trabalho, 8 horas de lazer e 8 horas de descanso. Os mártires foram condenados e mortos. Os mártires eram anarquistas, mas a data não é uma data do anarquismo, é uma data da classe trabalhadora. Às pessoas interessadas na história da data, deixamos a animação "Maio, Nosso Maio" que sintetiza a inspiradora luta dos nossos irmãos e nossas irmãs de classe. -- https://player.vimeo.com/video/23105830 ---- Em Joinville, apesar de ter a sua história ligada ao processo de industrialização, imigração/migração e especulação, a classe trabalhadora pouco se lembra da data com um marco de combate. O projeto dominante capitalista pauta a data como dia do trabalho, como ...


(pt) anarkismo.net: O Irã e o xadrez curdo by BrunoL
a-infos-pt@ainfos.ca
Mon May 25 09:26:04 GMT 2015

A cidade de Mahabad é conhecida como a capital do Curdistão iraniano, e hoje opera como o epicentro da rebelião popular dos curdos contra a autoridade xiita de Teerã. O Curdistão Leste (Rojhelat) viveu um momento de rebelião após o dia 7 de maio quando uma jovem curda se atirou do 4º andar de um hotel cinco estrelas onde trabalhava como camareira. O motivo do suicídio de Farinaz Xorowanî foi um ato de rebeldia contra agentes da inteligência iraniana (Itlaat) que, ao alegar querer interroga-la tentaram forçar um estupro. O sacrifício da trabalhadora resultou em rebelião franca e aberta, com as tropas anti-distúrbios da província e forças regulares da Guarda Revolucionária do Irã (Pasdaran) usando munição letal no meio da rua. Tal episódio, ao contrário de ser uma raridade, é a norma de convivência entre o regime dos Aiatolás e a esquerda curda. Nos dias posteriores, ...


@

Last updated: Thu May 28 10:29:10 2015