A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020

(pt) Bandeira Negra: 103 ANOS DA 1ª GREVE GERAL (en)

Date Tue, 14 Jul 2020 08:44:42 +0300


A primeira Greve Geral da história do Brasil começou em 9 de julho de 1917, em São Paulo (SP). Influenciados por ideias anarquistas, trazidas pelos trabalhadores europeus, principalmente italianos e espanhóis, operários se manifestavam contras as precárias condições de trabalho no Brasil durante a 1ª Guerra Mundial. ---- Em 9 de julho, uma carga de cavalaria foi lançada contra os operários que protestavam na porta da fábrica Mariângela, no Brás, e resultou na morte do jovem anarquista espanhol José Martinez. Seu funeral atraiu uma multidão que atravessou a cidade acompanhando o corpo até o cemitério do Araçá onde foi sepultado. ---- Indignados e já preparados para a greve os operários de duas fábricas têxteis conhecidas como Cotonifício Rodolfo Crespi, no bairro da Mooca, começaram a greve que logo se espalhou por cidades como Rio de Janeiro (RJ) e Porto Alegre (RS). Era uma espécie de "motim contra a fome".

E as mulheres estavam na linha de frente. Elas eram a maioria da classe trabalhadora e reivindicavam melhores condições de trabalho, aumento salarial, fim do trabalho infantil e redução das cargas horárias exaustivas.

A greve durou 30 dias e reuniu cerca de 70 mil trabalhadores e trabalhadoras. Se nem todas as demandas objetivas foram conquistadas, a paralisação teve como saldo o fortalecimento organizativo do movimento e serve como exemplo histórico para a classe trabalhadora nos dias atuais!

https://www.facebook.com/MovimentoSemTerra/photos/a.240334522705936/4122449641161052/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt