A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020

(pt) [Chile] Síntese do Congresso anarquista pró-federativo By A.N.A. (ca, en)

Date Sun, 15 Mar 2020 09:32:49 +0200


Dado o processo histórico que está vivendo o país, e entendendo a urgente necessidade que temos de nos organizarmos e poder articular uma força com lógica e capacidade, o Sindicato de Ofícios Vários de Santiago faz um chamado a todos os setores anarquistas da região chilena a organizarem-se, para eventualmente formar um congresso nacional com vista à uma federação anarquista. Seguindo esta linha, o sindicato convocou um congresso na região metropolitana, que se concretizaria mediante uma assembleia geral, a realizar-se no dia 05 de janeiro do ano de 2020. Paralelamente a este chamado, se repete esta instância na região do bío-bío, especificamente na cidade de Concepción. Dada a contemporaneidade de ambas convocatórias, foram gerados laços de forma imediata.
A convocação teve uma boa acolhida por parte das/os/ companheires, poderíamos dizer que a primeira assembleia geral significou o primeiro passo para uma rede e confluência de comunicação do trabalho anárquico na região metropolitana. Chegaram companheires de diversos setores, em sua maioria as/os participantes se inscreveram como indivíduos, tanto de Santiago, de regiões e inclusive companheires de outros países. No entanto a inscrição de assembleias, grupos e sindicatos tampouco foi baixa. Sendo um espaço tão heterogêneo, esta primeira assembleia teve um caráter acima de tudo introdutório e de reconhecimento, onde a multiplicidade e divergências em ideias e formas não se fez esperar, seja em como tomamos decisões, como nos organizamos, e quais poderiam ser nossos horizontes, pensando claro, em um trabalho conjunto. Cada grupo ou organização teve o tempo de apresentar-se, expor suas ideias e formas de trabalho, ou seja, se abriu um canal comunicativo importante.

O primeiro acordo que se fez como assembleia, foi decidir gerar redes de comunicação, apoio e ação, materializando-se isto na criação de comissões e órgãos de trabalho, e assim dar início a criação de respostas às nossas necessidades, tanto como indivíduos parte de um território, como agitadores sociais e militantes de espaços ou assembleias afins, quer dizer, se aplicaria uma metodologia de trabalho intersecional.

A segunda assembleia, teve um caráter mais prático, onde as diversas comissões, e órgãos da assembleia fariam a apresentação de propostas para serem aprovadas pela assembleia geral, e assim poder começar a trabalhar de uma maneira horizontal. Embora ainda falta muito por definir, a assembleia geral já começou a se articular, isto se traduz no levantamento de um órgão anarcofeminista que já está se mobilizando para as jornadas relativas ao 8M, assim como a comissão de memória histórica que prepara uma atividade para recordar os 100 anos de perseguição política ao movimento social, especialmente aos anarquistas, no Chile no ano de 1920 (Processo judicial chamado os "subversivos"). Um órgão antirracista e anticolonial que abarcará um trabalho a respeito da imigração e geopolítica. Uma comissão de propaganda focada na difusão de nosso trabalho, assim como na tensão e informação da conjuntura histórica atual. E a comissão de comunicação, que atende os assuntos de organização interna da assembleia geral.

Sabemos que estamos em tempos de trabalho, definição, e articulação, é por isso que quanto mais forças e setores somemos, maiores frutos podem render nosso trabalho, cremos que se pode construir desde as diferenças, assim como também ter a capacidade de trabalhar a partir dos acordos que vão se fazendo, sempre com uma visão crítica e pró-ativa das problemáticas que surjam de nossas necessidades tanto individuais, territoriais, comunitárias e sociais.

Deixamos convidados a todes companheires a que se somem à próxima assembleia geral a realizar-se no dia 22 de março do presente ano, cada qual segundo sua capacidade a cada um segundo sua necessidade!

Saúde e anarquismo!

Sindicato de Ofícios Vários de Santiago (SOV)

Segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

accion-directa.org

Tradução > Sol de Abril
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt