A - I n f o s

uma agęncia de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinęs_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019 | of 2020

(pt) France, Union Communiste Libertaire - Via UCL - Vamos decidir por nós mesmos ! (en, fr, it)[traduccion automatica]

Date Sat, 11 Jan 2020 08:47:20 +0200


A grande ofensiva dos empregadores e suas armas do governo quer nos nocautear. Todos os trabalhadores são direcionados, porque o objetivo é sempre tirar mais daqueles que criam riqueza através de seu trabalho, para dar àqueles que a exploram. São os exploradores que pressionam para ganhar cada vez mais o que é chamado de luta de classes. ---- É fundamentalmente por esse motivo que somos contra a "reforma" das pensões. Esse sistema nos atribui a trabalhos sempre mais precários e mal pagos, em condições sempre piores. ---- Trabalhe menos ---- O que nos opomos a essa sociedade onde o maior número trabalha para enriquecer um pequeno número é uma sociedade sem classes sociais, uma sociedade de emancipação. O trabalho como existe hoje nos aliena. Impede a nossa emancipação individual e coletiva. Apontar, insultar, realizar tarefas tolas na cadeia, atender às demandas infundadas dos chefs, essa é a nossa vida diária no trabalho hoje.

E é bom porque esses empregos nos alienam e porque nossos chefes nos exploram, que uma das batalhas centrais do movimento operário é a batalha para trabalhar o menos possível. Trabalhar menos anos para chegar à aposentadoria, trabalhar menos meses para alcançar o desemprego, reduzir o horário semanal de trabalho, aumentar o número de dias de férias anuais ... Tudo se resume à mesma coisa: nos libertarmos do trabalho o máximo possível O trabalho que essa sociedade nos impõe não é emancipatório ! Ele nos trava quando queremos nos libertar ! Não queremos mais perder nossa vida para conquistá-la.

Manifestação em Paris, em 17 de dezembro de 2019.
cc Daniel Maunoury
Socializar salários
Dinheiro de aposentadoria, como dinheiro de seguro de saúde, é retirado de nossos salários: contribuições para a previdência social. Esse dinheiro não passa por empresas lucrativas, mas vai diretamente para financiar nossos acidentes na vida e nossas aposentadorias. É o salário socializado, reunido em solidariedade. Mas muito mais poderia ser socializado também ! Pelo contrário, o governo quer reduzir os prêmios para que os empregadores paguem salários mais baixos. Isso sempre implica mais alimentação forçada daqueles que nos exploram, e sempre menos recursos para nossas vidas.

Pelo contrário, quanto mais reunirmos grande parte de nossos salários, mais manteremos para nós mesmos, diretamente, o fruto do nosso trabalho. Mas como você decide o que fazer com esse dinheiro coletivo, então ?

Download em pdf
Organizar o autogerenciamento
A redução do tempo de trabalho como a socialização dos salários não acontecerá por mágica, porque teremos pedido educadamente aos empregadores ! É em lutas maciças que esses direitos legítimos serão violados.

Mas, obviamente, mesmo em nossa sociedade ideal, teríamos que continuar produzindo o que comer, o que abrigar, o que vestir. As perguntas a fazer são: quem trabalha, por quanto tempo, sob quais condições e para produzir o quê ? A questão central na realidade é esta: quem decide ?

Assuma a gestão dos salários socializados. Quem decide a quantia de pensões, reembolso de medicamentos, abonos de família, condições de acesso ao desemprego ? Quem decide o que é feito com o nosso dinheiro, que é fruto do nosso trabalho ? Hoje, são os líderes que trabalham para os chefes ! Bem, vamos recusar isso ! Vamos assumir o controle de nossas vidas coletivamente. Trabalhamos, decidimos !

É autogestão. As grandes questões da sociedade devem ser debatidas por todos os trabalhadores, para sairmos da alienação do trabalho e emanciparmos !

Manifestação em Paris, em 17 de dezembro de 2019.
cc Daniel Maunoury

https://www.unioncommunistelibertaire.org/?Decidons-pour-nous-memes
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt