A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018 | of 2019

(pt) luta fob: [FOB-BA] JUSTIÇA PARA PEDRO HENRIQUE! ---- VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!

Date Sat, 9 Feb 2019 11:33:59 +0200


Militante que denunciava a violência policial, Pedro Henrique foi brutalmente assassinado após sofrer uma série de ameaças e agressões de policiais militares, na cidade de Tucano (Bahia). Denunciamos a Polícia Militar da Bahia como uma instituição racista, criminosa e assassina, e o terrorismo de Estado do governo genocida de Rui Costa e seu secretário de segurança pública Maurício Teles Barbosa. ---- Na madrugada do dia 27 de dezembro de 2018, três homens encapuzados invadiram a casa de Pedro Henrique Santos Cruz Souza, de 31 anos, enquanto ele dormia no bairro Nova Esperança (conhecido como Matadouro), em Tucano (sertão da Bahia), se identificaram como policiais, o deram voz de prisão, o obrigaram a deitar em um colchão e o executaram sumariamente pelas costas com oito tiros de pistola na cabeça, roubaram seu celular e em seguida fugiram em um veículo prata. Familiares ouvidos pela investigação aberta pela Polícia Civil e pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), apontam que antes de chegarem na casa de Pedro, os assassinos invadiram a casa do seu pai, de 68 anos, e o obrigaram a dizer onde o filho estava, a testemunha do assassinato brutal em depoimento à Corregedoria Geral da SSP-BA, identificou pelas características físicas e tom voz dois policiais militares, citando seu nomes, envolvidos também em outras abordagens violentas contra Pedro Henrique e que teriam o ameaçado dois dias antes em um mercado local, além de um terceiro policial que sempre estaria em companhia desses dois.[ver glo.bo/2Sq2TNG e glo.bo/2WEEHXw]

Pedro Henrique era organizador da Caminhada da Paz contra a violência policial na cidade de Tucano, identificado com a cultura rastafari, trabalhava como artesão e tatuador, e militava pelos direitos humanos. Desde o final do ano de 2012, Pedro vinha sofrendo uma série de abordagens truculentas, ameaças e agressões por agentes da repressão de Tucano, denunciando ao Ministério Público diversas essas ações. Em 2013 iniciou a organização da Caminhada da Paz, com o objetivo de denunciar as ações violentas e criminosas da Polícia Militar, incluindo a "Chacina de Tucano" quando cinco jovens da periferia da cidade foram arrancados de suas casas, torturados e assassinados em junho de 2015. Após VI Caminhada da Paz, última organizada por Pedro, em maio de 2018 onde policias militares tentaram aterrorizar e amedrontar manifestantes pacíficos, as abordagens violentas aumentaram e após uma invasão ilegal de sua casa em outubro de 2018, por polícias e guardas municipais, Pedro foi conduzido e preso por cultivar alguns pés de maconha no seu quintal para consumo próprio, sendo liberado da falsa acusação de tráfico de drogas em menos de 24h, após esse episódio as ameaças vindas de policiais aumentaram, e cumprindo essas ameaças Pedro Henrique foi brutalmente assassinado em 27 de dezembro de 2018.

Pedro Henrique foi vítima do terrorismo de Estado, executado sumariamente, segundo testemunha, por agentes da Polícia Militar da Bahia, uma tropa neocolonial e neonazista que assassina todos os dias pretos e pobres como baratas, destrói vidas e famílias aos milhares todos os anos, tudo com o aval do governador genocida Rui Costa (PT) e as ordens do carniceiro e secretário de segurança Maurício Teles Barbosa. Não devemos ter nenhuma confiança na justiça burguesa e na investigação do Estado sobre seus próprios crimes, como prova o caso de Marielle Franco e tantos outros. Devemos exigir o fim da Polícia Militar, essa instituição criminosa, e construir nossos próprios organismos de segurança e autodefesa. É necessário e urgente ampliar e construir as organizações de base do povo e uma cultura de segurança militante, que projeta nosso povo e seus lutadores e lutadoras. A luta por justiça e paz de Pedro Henrique deve seguir, sua voz deve ser ampliada. A justiça popular deve cobrar a todos os carrascos do povo e os robôs do Estado, da supremacia branca e do capital. Não temos tempo para ter medo. Convocamos todas as organizações populares, grupos, coletivos e movimentos para ampliar essa denúncia e para garantir o suporte aos familiares e amigos/as de Pedro Henrique, assim como, apoiar a realização da VII Caminhada da Paz, em 2019, com a palavra de ordem sugerida por ele: VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!

PEDRO HENRIQUE VIVE E VENCERÁ!
CONTRA O TERRORISMO DE ESTADO E O FASCISMO INSTITUCIONAL!
CONSTRUIR O PODER DO POVO E A AUTODEFESA POPULAR!

2 de Fevereiro, Bahia, Brasil.

https://lutafob.wordpress.com/2019/02/05/fob-ba-justica-para-pedro-henrique/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt