A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017 | of 2018

(pt) liga rj - Brasil 2: política como domesticação e espetáculo ou Abaixo a corrupção. Abaixo a corrupção! Abaixo a corrupção? Talvez, "pero no mucho".

Date Wed, 26 Dec 2018 07:16:38 +0200


*Heitor dos Rios. ---- Hoje enviei uma colaboração para este site com o título: Brasil: política como domesticação e espetáculo. Dizia nele de como nos dispersamos e somos confundidos pelo noticiário, e ainda gastamos nosso tempo comentando como faço agora. ---- Aos fatos: ---- 1 - Ministro do STF Marco Aurélio Melo em caráter liminar em resposta a ação do PCdoB determina soltura de presos após segunda instância. ---- 2 - Ministro do STF Ricardo Lewandowsky determina mantém o reajuste salarial dos servidores públicos federais (do baixo escalão, aproximadamente 5,0%). ---- Comentário sobre o primeiro fato: a injustiça social no Brasil é absurda e a justiça contribui para que esta seja cada vez mais larga e profunda. Há muito tempo que o artigo 283 código penal e artigo 5º da constituição federal determina que uma pessoa só poderá ser presa após processo tramitado em julgado. Ou seja, a pessoa ser condenada após todos os recursos cabíveis até a instância máxima, de acordo com cada caso. Pois bem, há milhares de homens e mulheres e até mesmo menores de idade que estão nas prisões brasileiras. O fato novo nesta questão: Lula, Marcelo Odebrecht, Sérgio Cabral, pra citar alguns entre outros tantos que ocuparam cargos como ministros de Estado, vereadores, deputados, governadores, prefeitos, vice-governadores, senadores, policiais civis e militares... Enfim, uma concertação fundada na consciência de culpa de um magistrado? Fim do processo eleitoral e então fim das bravatas pelo poder? Acomodação das forças para mudar tudo mantendo tudo como sempre esteve? Circo para seguir distraindo um povo trabalhador sem acesso a saúde, educação, alimentação, moradia, saneamento básico? Não se pode saber agora, quiçá nunca.

Comentário sobre o segundo fato: é do conhecimento dos trabalhadores do setor estatal, notadamente saúde, educação, cultura, ciência e tecnologia, direitos humanos que o governo não tinha e não tem nenhum desejo de garantir os acordos firmados com a classe trabalhadora dos diversos setores, sendo estes acima os mais injustiçados e achatados nos ganhos. O sindicalismo no Brasil desde Getúlio Vargas trabalha como zona de amortecimentos das lutas sindicais prestando serviço para as elites capitalista, em especial e para os governantes, seja à direita ou à esquerda. Dessa forma, administra uma economia de controle dos trabalhadores obdecendo cegamente aos rituais do estado democrático capitalista de direito burguês. Dessa forma, ao longo de aproximadamente os sindicatos controlados, sobretudo pela esquerda partidária, inclusive o PCdoB vem domesticando a classe trabalhadora e apaziguando a revolta social no Brasil. Fica a pergunta: caso não seja paga a reposição salarial dos trabalhadores do setor do Estado o que farão os trabalhadores do setor? Caso mantenha-se o pagamento, o que faremos com a reforma da previdência e a privatização dos serviços públicos?

Agora, uma centena de robôs nas redes sociais foram ativados pedindo a soltura deste ou daquele prisioneiro, alguns mais que outros. Você com o senso de justiça convocado deve pensar, ou mesmo disparar um "enter" sem pensar. Mas, soltar um, significa soltar todos? Aquela gente, mulher ou homem sem advogados caros ou baratos, sem robôs para "tweetar" não terá ninguém por elas, ficará presa. Os políticos, empresários, militares e criminosos do establishment serão livres. Ou, no mínimo, já contam com uma brecha para questionar sua prisão e brevemente saírem. Por fim, prisão no Brasil não reeduca, não emancipa ninguém. Liberdade para Rafael Braga já.

Não se confunda, não se deixa distrair, eles mentem, eles enganam para seguir te explorando e negando uma vida digna e livre. É possível levantar-se.

*Colaborador

https://ligarj.wordpress.com/2018/12/19/brasil-2-politica-como-domesticacao-e-espetaculo-ou-abaixo-a-corrupcao-abaixo-a-corrupcao-abaixo-a-corrupcao-talvez-pero-no-mucho/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt