A - I n f o s

uma agência de notícias multilínguas de, por e para anarquistas **
Notícias em todos os idiomas
Últimas 30 mensagens (Portal) Mensagens das últimas duas semanas Nossos arquivos de mensagens antigas

As últimas cem mensagens, por idiomas em
Castellano_ Català_ Chinês_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Grego_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

Primeiras Linhas Das Dez últimas Mensagens
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe


Primeiras linhas de todas as mensagens das últimas 24 horas
Indices das primeiras linhas de todas as mensagens dos últimos 30 dias | de 2002 | de 2003
| de 2004 | de 2005 | de 2006 | de 2007 | de 2008 | de 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017

(pt) Coordination des Groupes Anarchistes - Violência patriarcal de 12 de setembro: comunicado de imprensa da CGA Região de Paris (en, it, fr) [traduccion automatica]

Date Thu, 21 Sep 2017 08:11:25 +0300


Comunicado do grupo da região parisiense da Coordenação dos Grupos Anarquistas seguindo a agressão de militantes feministas por membros do serviço de ordem (SO) da CGT em 12 de setembro de 2017 ---- O CGA-RP denunciou inequivocamente a agressão coletiva realizada por membros do serviço de segurança da CGT contra cinco ativistas feministas durante a manifestação sindical em 12 de setembro em Paris. Três camaradas ficaram feridos, incluindo um pertencente à CGA e à Frente Antipatriarcal. Seu único erro: ter reagido a um insulto sexista por um membro do SO da CGT (1). Sem uma solidariedade feminista imediata, o saldo poderia ter sido muito mais pesado. ---- Esses atos de violência são inaceitáveis e não têm lugar no movimento sindical ou noutros locais. Nada pode justificá-los. Recordam que os espaços militantes não estão protegidos contra ataques sexistas; violência diária e massiva para manter a ordem patriarcal.

A solidariedade masculina e anti-feminista de uma parte do SO questiona a organização e os métodos utilizados por ela. Pedimos solidariedade com as mulheres envolvidas, inclusive convidando os militantes e membros da CGT a se desvincularem dessas práticas e atuarem em conformidade.

Contra o patriarcado: autodefesa feminista

A luta feminista é uma luta constante e deve ocorrer tanto dentro dos nossos quadros militantes como fora. Hoje, como ontem, continuaremos a defender a autodefesa feminista como o primeiro baluarte contra a violência masculina. Nenhuma violência patriarcal, verbal ou física prejudicará nossa determinação de construir uma nova sociedade baseada na igualdade e solidariedade, livre do patriarcado e de todas as formas de dominação.

Paris, 15 de setembro de 2017

(1) As palavras exatas foram: "Vou comer você coce"

http://www.c-g-a.org/content/violences-patriarcales-du-12-septembre-communique-de-la-cga-region-parisienne
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt