A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of first few lines of all posts of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) CoordenaÃÃo Grupes Anarquistas - IAL # 97 - Ecologia - A organizaÃÃo - energia do capitalismo e de fraturamento hidrÃulico (en, fr)[traduccion automatica]

Date Sun, 22 Dec 2013 09:53:23 +0200


A busca por novas fontes de energia de substituiÃÃo do Ãleo convencional (incluindo esgotamento està em andamento ) desenvolve internacionalmente. A posiÃÃo atual do territÃrio em que nos encontramos à desafiado por esta nova configuraÃÃo geopolÃtica. O discurso da crise, tornou mais premente cÃrebros para tornÃ-los nadar nas Ãguas geladas do cÃlculo egoÃsta. ---- O discurso de emergÃncia torna-se uma arma em si, levando a dificuldades de comunicaÃÃo e repÃres1. A decisÃo à obrigatÃria em caso de emergÃncia, autoritÃrio e difÃcil. Tomado pela velocidade, o horizonte diminui a liberdade, ao renovar rapidamente. Cada decisÃo que pode parecer relevante à anulada no momento seguinte, o livre arbÃtrio dando lugar à apresentaÃÃo ou a arbitraire2.

SÃ luta paga

A lei impede atualmente fazendas nÃo està trancada com cadeado, ele deixa em aberto uma sÃrie de falhas que podem ser usados ââpara cancelar, e colocar um novo, favorÃvel à operaÃÃo. Essa anulaÃÃo servir a classe polÃtica que pode, entÃo, jogar a carta da ignorÃncia da lei, entÃo um "bom democrata " reviver propostas. Proposals3 de que a tela de " crise econÃmica urgente " eo actual equilÃbrio de poder, visam sim tem uma organizaÃÃo mais musculoso e austero de nossas habilidades, que a sua auto -gestÃo e de extensÃo.

à a luta que obrigou o governo com bom aspecto, o que ajudou a exigir verificaÃÃes, mudanÃas, melhorias. NÃo hà outra maneira de se proteger contra ataques à nossa capacidade como a luta.

Trabalhar e produzir destrutivo

Rentabilidade potencial dessas extraÃÃes à realÃada atravÃs do caso dos Estados Unidos, um caso muito especial, pois hà fazendas em uma perda. Se os trabalhos especÃficos no estabelecimento sÃo criados, eles sÃo transitÃrios e diminuir significativamente apÃs esta fase, enquanto destrÃi empregos sustentÃveis ââna agricultura, ou heranÃa. No entanto, novos postos de trabalho irà fornecer um : propagandistas que se comprometem a assegurar a todos que celleux destruir a paisagem para instalar furos, as empresas pagaram para fornecer Ãgua potÃvel para as pessoas cuja Ãgua foi contaminada sem mencionar aqueles que prescrevem drogas e antidepressivos sobreviventes deste desastre.

propaganda

Esta nÃo à tanto prospecÃÃo ou exploraÃÃo, ou o tipo de que se busca (petrÃleo, gÃs, xisto ou PAS4 relacionada) à problemÃtica, pois a tÃcnica utilizada. Outras tÃcnicas propostas, mesmo que pudessem reduzir as entradas e quantidade de Ãgua quÃmicos, nÃo mudam os problemas devido a fratura em si (e nÃo a renomeaÃÃo ideolÃgica esta tÃcnica "estÃmulo" ou "massagem", etc. realidade que vai mudar).

A mÃdia do seu lado, nÃo hesite em mostrar apenas eleito  e  s  local mobilizou  e  s (e nÃo da populaÃÃo), ou reduzir a diversidade de manifestar  e  à o termo " ambientalistas ". Os grupos locais nÃo sÃo enganados e permanecer em guarda, pronto se for necessÃrio para a desobediÃncia civil para evitar exploraÃÃes, identificando e parando caminhÃes deveriam pagar. Outros preferem o campo legal e relatar defeitos de procedimentos.

Os Estados Unidos da AmÃrica do Norte, nÃo hesite em pagar pelo silÃncio, e em nosso paÃs, a ligaÃÃo entre as questÃes da energia e do segredo de Estado à conhecido, se incluirmos o segredo comercial por trÃs da qual algumas empresas podem esconder os seus processos, a transparÃncia pode avanÃar muito mais lentamente do que o estupro de privacidade, a coleta de dados pessoais e acompanhamento da populaÃÃo.

Expertise e " democracia"

ExperiÃncia em serviÃo pÃblico fornece argumentos de curto alcance frÃgeis para lidar com os nÃo- cientistas, facilmente desafiado por outro perito  e  s, e Ãs vezes a classificaÃÃo à faire5 difÃcil. Argumentos polÃticos sÃo contra a nossa responsabilidade. ComeÃando com a restauraÃÃo de uma consciÃncia de classe que tambÃm deu lugar a conspirationnisme6.

A ilusÃo da " demanda ", que afirma conhecer o liberalismo à o resultado de uma organizaÃÃo social que promove a esta solicitaÃÃo, eo passado da organizaÃÃo sÃcio-tÃcnica. Ela tambÃm leva para a alienaÃÃo dos indivÃduos que nega o aspecto social e polÃtica do problema para reduzi-la para a consistÃncia de um indivÃduo em detrimento da liberdade deixada pela baixa proporÃÃo de classe e à pobreza, bem como uma crÃtica uma vida mantida escondida ( obsolescÃncia planejada ) e energia gasta para produzir ( tambÃm) para a venda e nÃo para as necessidades desalienado. Percebendo o projeto liberal de um estilo de vida gigantes do jardim zoolÃgico, ou o questionamento de instrumentos de produÃÃo ea sua gestÃo à proibida.

A organizaÃÃo autoritÃria da gestÃo de energia ( atravÃs de impostos em outros renovÃvel), deve dar lugar a uma organizaÃÃo auto-gerida coletivo local e federado criticando inÃcio de organizaÃÃo sÃcio-tÃcnica vis- para que nossas necessidades sÃo relativas. Ã esta organizaÃÃo que deve ser inferior energia.

Uma tendÃncia que pode ser alcanÃada atravÃs da rejeiÃÃo do modo capitalista de produÃÃo e controle de acesso a essa produÃÃo. Monitorar, controlar e gerir a orientaÃÃo da produÃÃo cuidando da sua vida, a saÃde e os danos ambientais, a materiais locais, renovÃvel, incluindo a reparaÃÃo e manutenÃÃo tÃcnica sÃo gratuitos e de fÃcil acesso, compreensÃo e reproduÃÃo.

Um dia internacional de luta contra o fraturamento hidrÃulico està agendada 19 de outubro, 2013.

Florian (Grupo Montpellier -
Outro Futuro )

1. Sobre estas questÃes, continue a ler para beneficiar o trabalho de Paul Virilio, " Acceleration. Uma crÃtica social do tempo "(2010) e" A alienaÃÃo ea aceleraÃÃo "(2012) por Hartmut Rosa, ou a" declaraÃÃo provisÃria de nossas queixas contra o despotismo da velocidade no momento em que as linhas de extensÃo do TGV " (1991) EnciclopÃdia de perturbaÃÃes.

2. AceleraÃÃo Research à estruturalmente devido à produÃÃo em escala industrial, que deve ser redistribuÃdo, transporte, bem como a monopolizaÃÃo da nossa energia e nossa exploraÃÃo emoÃÃes. Isso ocorre porque o capitalismo nos rouba a nossa decisÃo ( atravÃs de requisitos ) espaÃo e tempo onde nÃs implantar nossas afeiÃÃes e energias nascidos ambiÃÃo indivÃduo para ganhar velocidade, o desejo de uma aceleraÃÃo no curto prazo.

3. NÃo pode haver nenhuma dÃvida do projeto proposto pela sociedade nacional Ministro Arnaud Montebourg vai encontrar um lugar de destaque.

4. Assim Jouarre, Seine -et-Marne, a plataforma jà està instalado, nÃo hà lugar fratura ainda, mas o material està no site. 14 jul 2013, FranÃois Hollande, disse que, enquanto ele estava no comando, nÃo haveria " nenhuma exploraÃÃo de gÃs de xisto na FranÃa. " Portanto, nÃo à formalmente oposiÃÃo ao xisto betuminoso, ou outros recursos que poderiam ser buscadas com as mesmas tÃcnicas.

5. Deve examinar suas qualificaÃÃes, formaÃÃo, suas implicaÃÃes em grupos polÃticos ( lobby ), à que eles sà tem um tÃtulo ou se à uma prÃtica diÃria. Eles devem ser qualificados  e  s para falar sobre eles se eles pretendem fornecer argumentos cientÃficos. Ãs vezes expert  e  s  e  ser apresentado à tÃo tendenciosa, ou que ele / eles tÃm opiniÃes conflitantes quando eles / tÃm igual competÃncia e independÃncia. Ele tambÃm deve ser capaz de distinguir o conhecimento de um  e  e um perito traz a  e  e perito.

6. Para resumir rapidamente nossa crÃtica : à dizer ( sob a inspiraÃÃo de Chomsky ) que conspiraÃÃes sÃo todas as prÃticas sÃo comuns e nÃo constituem os principais mÃtodos de poder, mas uma pequena porÃÃo diÃria um lado, e por outro lado, podemos distinguir a hipÃtese de uma conspiraÃÃo na ocasiÃo, a idÃia de que tudo à uma conspiraÃÃo (que nÃo à particular a teorias da conspiraÃÃo ).
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center