A - I n f o s

a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **
News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts Our archives of old posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Catalan_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_
First few lines of all posts of last 24 hours

Links to indexes of first few lines of all posts of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2014 | of 2015 | of 2016 | of 2017

Syndication Of A-Infos - including RDF - How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups

(pt) Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT) - QUEM SOMOS (en)

Date Tue, 10 Oct 2017 08:29:56 +0300


Nossa união começou a dar forma ao objetivo de criar uma grande união dos trabalhadores pobres de Goiás, que chamamos agora de Federação Autônoma dos Trabalhadores (FAT). ---- Nossa vida sempre foi de dificuldades, de opressão e de exploração. Nos últimos anos, com a crise econômica e com os ataques do governo, ela tem se tornado ainda pior. ---- A Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência e muitos outros projetos estão sendo aprovados para retirar ainda mais nossos poucos direitos. ---- Apesar disso, grande parte dos sindicatos, vinculados a políticos ou mesmo aos patrões, não demonstram nenhuma disposição para lutar de verdade em defesa dos nossos interesses. ---- Lá em cima, os ricos e a classe média, de vermelho ou de verde e amarelo, lutam pelo poder sem se importar com a destruição cada vez maior de nossas condições de vida.

Enquanto isso, a maior parte da classe trabalhadora pobre permanece desorganizada, sem ter como se defender de todos estes ataques.

Desemprego, diminuição real do salário, aumento da cesta básica e do transporte público, sucateamento ainda maior das escolas, dos hospitais, da previdência.

Tudo isso é o que enfrentamos e os de cima, tendo uma vida de regalias, jamais irão nos defender.

É por isso que começamos a nos unir e a nos organizar. Só nós mesmos, que sentimos na pele o sofrimento diário, podemos lutar por aquilo que precisamos.

Nossa caminhada será longa, mas já demos o primeiro passo. Começamos convocando alguns dos trabalhadores mais engajados de cada categoria.

Cada um deles foi formando pequenos núcleos de trabalhadores em seu local de trabalho ou de moradia.

Unidos, cada núcleo está discutindo entre eles mesmos os seus problemas diários, nos bairros em que vivem (a ausência de creches, escolas, asfalto, transporte) e em nosso trabalho (a humilhação sofrida, os salários baixos, a perseguição, a ausência de direitos).

Além disso, estão planejando a propaganda no interior da nossa classe, para convocar cada vez mais trabalhadores pobres para se unir a nós nesta grande rede de solidariedade dos oprimidos.

Nesta união, vamos planejando tanto as formas de luta e de resistência para alcançar as melhorias que precisamos quanto formas de apoio mútuo entre nós trabalhadores.

Pensamos que a solidariedade é a nossa maior força. Uma opressão a um trabalhador é uma opressão a toda a nossa federação.

Nossa Federação é autônoma, completamente independente de políticos e de partidos. Sabemos que as eleições servem aos interesses dos ricos e que estes não irão jamais abrir mão de suas riquezas por nós.

Nossa Federação não tem chefes, nem líderes. Somos aqui, todos os trabalhadores pobres, iguais.

Todos decidimos juntos, de igual para igual, de baixo para cima, cada um dando suas ideias, seus braços e mãos, na medida das suas forças.

Não aceitamos criar líderes para que eles se tornem os futuros políticos a nos oprimir. Nossa força vem da união de cada um e não de nenhum indivíduo iluminado.

Sabemos que a nossa única saída, os únicos que podem nos defender, somos nós mesmos, organizados e unidos como trabalhadores, por todos os lugares, nas fábricas, nas empresas, nos nossos locais de moradia e de estudo.

Chamamos, assim, todos os trabalhadores pobres para se unirem, para se organizarem, para que, através da solidariedade entre os que mais sofrem, possamos criar tanto meios de resistência e de luta como formas de nos ajudarmos e nos apoiarmos mutuamente.

Não esperemos, trabalhadores, dos patrões ou do governo. Nos organizemos, nos unamos entre nós mesmos. Somos a maioria da população, e, unidos, ousaremos um dia vencer!

FAT no Email:

federacaoautonoma@gmail.com

https://federacaoautonoma.wordpress.com/quem-somos/
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center