A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011 | of 2012 | of 2013 | of 2015 | of 2016

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Grécia] Nossos avós refugiados, nossos pais emigrantes. Somos racistas? By A.N.A.

Date Thu, 29 Sep 2016 11:37:22 +0300


[Texto da União Sindical Libertária de Tessalônica publicado por motivo da decisão racista da Associação de Pais e Alunos da escola de Oreokastro de fechar a escola da cidade, se os filhos dos imigrantes e refugiados que vivem na região se matriculem nela.] ---- Na terça-feira, 13 de setembro, foi divulgado o comunicado da Associação de Pais e Alunos da escola de Oreokastro, na qual se falava do fechamento da escola caso se matriculem alunos que são imigrantes, ou no caso de estes alunos usarem o edifício da escola. Esta decisão sucedeu à do conselho municipal de Oreokastro e foi fortemente apoiada tanto pelo prefeito como pelos vereadores e os que presenciaram a sessão do conselho, que anda propagando seus delírios racistas e ul tradireitistas. Tendo em vista que uma autoridade municipal não tem competência para indicar quem pode e quem não pode assistir a aulas em uma escola, o objetivo de tais decisões é gerar hostilidade e histerias conservadoras antes de que se tome qualquer decisão e se realize qualquer ação.

Vivemos juntos e trabalhamos juntos: A emigração foi e continua sendo uma necessidade constante dos oprimidos, dos operários, para reivindicar uma vida melhor. Na atual conjuntura muitas comunidades de pessoas pertencentes a várias etnias desarraigadas se veem obrigadas a amontoar-se em centros de reclusão e de espera situados em torno às cidades.

Não é a primeira vez que vivem aqui filhos de refugiados e de imigrantes. No território do Estado grego os filhos dos imigrantes de segunda e terceira geração são companheiros de classe e nossos vizinhos há muitos anos. A vida junto com homens cuja identidade nacional e religiosa é diferente é um problema apenas para os partidários de ideias fascistas.

"Como vamos nos salvar da "liberdade" de nossa escravidão e das ideias "patriotas" dos traidores? E quando (vamos nos salvar) dos deuses, dos ateus e dos canibais?"

?ostas Várnalis

As ameaças fascistas e racistas sejam por temor ou por palavras de estupidez e de populismo superficial, lembram apenas o nacionalismo ao qual nós somos relutantes e nos opomos adotando um enfoque de classe. Não vamos deixar tais comunicados sem resposta. Chamamos aos docentes, aos pais, aos estudantes de Oreokastro a condenar estes comunicados racistas.

União Sindical Libertária de Tessalônica

O texto em grego:

http://www.anarkismo.net/article/29632

O texto em castelhano:

http://verba-volant.info/es/nuestros-abuelos-refugiados-nuestros-padres-emigrantes-nosotros-racistas-2/

Tradução > KaliMar
_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://lists.ainfos.ca/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt
A-Infos Information Center