A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Brasil] CARTA DE SOLIDARIEDADE AO MAP CONTRA AGRESSÃO FASCISTA DE SKINHEADS

Date Wed, 23 Mar 2011 18:46:40 +0100



Na tarde do dia 25 de Fevereiro, após realizar uma manifestação
antifascista em memória de Edson Neris, adestrador de cães espancado até a
morte por um bando de skinheads/carecas do subúrbio em fevereiro de 2000,
um grupo de punks ligados ao Movimento Anaro-Punk (MAP) foi covardemente
atacado por um grupo de skinheads, ferindo gravemente 5 deles ?e também um
catador de papelão.

Após a manifestação realizada pelo MAP na praça da República, parte das
atividades do Movimento Libertário Brasileiro (MAP) no FEVEREIRO
ANTIFASCISTA, um grupo de 5 anarco-punks se dirigiu a uma festa, num
espaço nas proximidades da praça da Sé, quando foram surpreendidos e
atacados por um grupo de skinheads armados com punhal, soco inglês, taco
de beisebol, cadeado e espingarda calibre 22. Já na praça da República,
durante a manifestação, os atritos começaram quando um skinhead passou por
ela com provocações e usando uma camisetacom um ?a na bola? ? simbolo do
movimento libertário. Ao ser inquerido por que usava o símbolo anarkista
se militava num movimento neo-fascista ? ele se retirou e ficou de tocaia,
enquanto contatava seus comparsas. Quando a manifestação se dispersou
seguiram alguns punks e depois invadiram a festa já armados. Chegaram e
atacando no estilo nazista, Blitzkrieg Bop ? Ataque Relâmpago ? pegando
todos de surpresa.

O catador de papelão e deficiente físico Marcio da Silva de Oliveira
chegava à festa por volta das 17h30 sendo agredido com um taco de beisebol
na nuca. Caído, levou chutes e socos do grupo de skinheads ? havia oito ou
dez, segundo testemunhas. Oliveira fugiu e pediu socorro no batalhão do
Corpo de Bombeiros. Os carecas então continuaram sua ação fascista
agredindo a todos indiscriminadamente. Os casos mais graves entre os
feridos foram o autônomo Silvio Rodrigues Moreira, de 34 anos, levou um
golpe de faca na barriga. Um outro foi esfaqueado na barriga. Isaías
Lázaro Lopes, levou um golpe do taco de beisebol na cabeça e em seguida
foi esfaqueado na testa,continuaram internados no Hospital Vergueiro por
vários dias e já não correm mais risco de vida.

Com a rápida chegada da polícia, alertada pelo catador de papelão, cinco
pessoas foram detidas no local, sendo apreendidas as armas. Inicialmente
negaram ser nazistas e até se declararam também ?punks? ? tática há muito
usada por eles para confundir a opinião pública, se declarando ?rashs?
antifascistas (como fazia aquele que iniciou as provocações na praça da
República. Mas swe mostraram muito estúpidos, já que seu8s corpos
denunciavam sua opção prática: todos estavam cobertos de tatuagens com
símbolos nazistas (suásticas, cruz de malta e busto de Hitler). Foram
então indiciados e presos, mas financiados por pessoas e grupos de alto
poder aquisitivo ? integralistas e organizações ligadas aos corretores de
imóveis ? contam com bons advogados. Por isso a história naão nos permite
omissões senão um vigilânicia cotidiana. Todos devemos combater o fascismo
de forma ativa e solidária. Ara isso é fundamental unificar todo o
movimento antifascista num grande Comitê de Luta e Auto-Defesa
Anti-Fascista.

Infelizmente, os governos social-democratas (PSDB, PT e até o novo PSD, de
Kassab) e a totalidade dos partidos políticos tem mantido sua política de
omissão, sem se envolver na questão ? até por que contam com esses grupos
para alianças eleitorais. A verdade, com isso dão um tiro no pé já que
mantem o espaço aberto para o avanço da reação fascista, enquanto estes
cumprem o seu papel histórico de defender a burguesia e o capital contra
todos aqueles que ameacem ou lutem contra a hegemonia capitalista. São os
grandes aliados dos patrões em sua polítca de precarizar e arrochar a
classe operária.

Nós não cometemos esse erro! Participamos ativamente do FEVEREIRO
ANTIFASCISTA realizando também manifestações de denúncia contra o fascismo
e nos colocamos a disposição do MAP em total solidariedade prática,
denunciando a agressão fascista em nossos jornais e chamando a população a
também lutar contra essa corja de ignorantes que se esconde atrás de
falsos discursos nacionalistas, homofóbicos, rascistas e de submissão da
mulher.

CONTRA O FASCISMO E O PRECONCEITO!

MORTE AO FASCISMO!

LONGA VIDA AO MOVIMENTO PUNK!

OPERÁRIOS UNIDOS CONTRA O FASCISMO!

São Paulo, 19 de março de 2011.

SINDIVÁRIOS-SP-FOSP/COB-ACAT/AIT

SINDIVÁRIOS-ALTO TIETÊ-FOSP/COB-ACAT/AIT

SINDIVÁRIOS-CAMPINAS-FOSP/COB-ACAT/AIT

FEDERAÇÃO OPERÁRIA DE SÃO PAULO (FOSP)

SOLIDARIEDADE É UMA ARMA QUENTE!

@@@@@@@@@@@@@@

Skinheads invadem festa punk e ferem cinco em São Paulo

Os anarcopunks repetiam pelo 11.º ano um evento em memória do adestrador
Edson Neri, assassinado por skinheads

Cinco homens foram presos ontem depois de invadir uma festa e agredir com
facas, tacos de beisebol e soco inglês ao menos quatro jovens que fazem
parte do movimento que se denomina Anarco-Punk de São Paulo e um catador
de papelão. Os agressores, segundo a polícia, são skinheads.

Os anarcopunks repetiam pelo 11.º ano um evento em memória do adestrador
Edson Neri, assassinado por skinheads na Praça da República em fevereiro
de 2000. No encontro de ontem, em um prédio onde movimentos comunitários
se encontram, na Rua das Carmelitas, na Sé, cerca de 25 pessoas assistiam
às apresentações de bandas punks.

O catador de papelão Marcio da Silva de Oliveira, de 25 anos, chegava à
festa por volta das 17h30 quando foi agredido por um taco de beisebol na
nuca. Caído, levou chutes e socos do grupo de skinheads ? havia oito ou
dez, segundo testemunhas. Oliveira fugiu e pediu socorro no batalhão do
Corpo de Bombeiros.

Depois de agredir Oliveira, que é deficiente físico, o grupo entrou no
prédio da festa, onde mostrou o que levava dentro de uma capa de violão:
facões, punhal, soco inglês, cadeado e espingarda calibre 22. Um dos
agredidos, o autônomo Silvio Rodrigues Moreira, de 34 anos, levou um golpe
de faca na barriga. Ele não corre risco de morrer. Outro, identificado
como Isaías Lázaro Lopes, foi esfaqueado na testa e continuava internado
no Hospital Vergueiro na noite de ontem. As informações são do jornal O
Estado de S. Paulo.

Fonte:
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/skinheads+invadem+festa+punk+e+ferem+cinco+em+sao+paulo/n12381201066




_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt


A-Infos Information Center