A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Greek_ 中文 Chinese_ Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009 | of 2010 | of 2011

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Brasil] Carta para as/os Ouvintes/Colaboradoras/es da Rádio Cordel Libertário

Date Fri, 23 Dec 2011 14:45:14 +0100


Saudações Libertárias
Motivações para essa Carta:
Viemos através dessa carta por respeito a todas as/os ouvintes e colaboradoras/es,
que acreditam nesse veiculo de comunicação como ferramenta de organização da luta
libertária/anarquista. São essas pessoas que fazem com que a Rádio mesmo tendo pausa
nas transmissões ao vivo há muitas visitas diariamente no blog, seja para escutar a
gravação das transmissões (que é considerada por nós como biblioteca virtual de
formação politica), mas, também visitam para conhecer e ficar por dentro de nossa
programação.
Diante disso não podíamos deixar de explicarmos o motivo da pausa das transmissões
Ao Vivo. Mas antes precisamos contar um pequeno histórico que ajudará entender os
motivos da pausa.


Pequeno Histórico

Quando iniciamos a Rádio Cordel Libertário no final de março de 2011, estávamos em
um grupo de 5 pessoas, residentes na cidade de Salvador/BA, responsáveis na gestão
da Rádio, e tínhamos como objetivo ser um veiculo de comunicação
libertária/anarquista, que pudesse ajudar na organização e luta
libertária/anarquista tanto no Nordeste como no Brasil e no Mundo e fazer
transmissões Ao Vivo diariamente (com o tempo percebemos como era ambicioso esse
objetivo ). Inicialmente na primeira semana fizemos debates sobre a conjuntura
politica/social/cultural que era passada nos "grandes" veículos de comunicação, e
também nos veículos independentes e libertários. Durante essa semana fomos
percebendo a importância que a Rádio poderia ter para divulgar as iniciativas e
lutas libertárias e populares e o contexto que estávamos vivendo era de mobilizações
em torno da luta pelo passe livre, e foi esse debate que trouxemos para a Rádio
trazendo pessoas de diferentes lugares do Brasil Salvador/Feira de Santana/São Paulo
que falaram Ao Vivo a situação dos movimentos locais em que faziam parte,
respondendo também a pergunta das/os ouvintes, havendo dessa forma uma interação
muito grande em quem estava sendo entrevistada/o e quem estava a priori somente
ouvindo. Essa semana foi bastante responsável para decidirmos sobre o formato que
queríamos traçar para a Rádio, ao invés de somente as/os integrantes do Cordel
Libertário falarem e assim monopolizar os debates, iríamos trazer as pessoas
envolvidas no processo para falarem e dessa forma debaterem com as/os
ouvintes/parceiras/os.

A abrangência que a Rádio começou tomar foi responsável pelo contato que outras
pessoas que apostaram nessa iniciativa começaram a ter interessadas em se integrar a
gestão da Rádio, no caso a Rádio deixava de ser somente uma Rádio com pessoas de
Salvador/BA para também ampliar para Fortaleza/CE, e dessa forma atingindo um dos
objetivos iniciais que era integrar os movimentos libertários/anarquistas do
Nordeste.

E ao mesmo tempo que a abrangência da Rádio iria aumentando, ou seja mais pessoas
começavam a escutar a Rádio, e a demanda de entrevistas ficava cada vez maior, as
responsabilidades e as tarefas para gerir a Rádio também cresciam, crescimento que
não era condizente com o numero de pessoas que faziam parte da Rádio, e de pessoas
que aderiam a gestão da Rádio, dessa forma a Rádio dia a dia começou a perder
integrantes, que por conta também de seus compromissos pessoais não havia
compatibilidade com as tarefas que uma Rádio mesmo sendo online trazia diariamente.
Soma-se a tudo isso divergências politicas sobre os objetivos da Rádio, com uma
observação ninguém nunca foi expulsa/o do Cordel Libertário, os afastamentos que
houveram por motivos de divergências politicas aconteceram por iniciativa própria.

Aos poucos o Cordel Libertário foi diminuindo a quantidade de transmissões semanais,
na verdade começou a caminhar conforme suas pernas, e mesmo assim ainda mantivermos
uma quantidade de ouvintes significativos, e também conseguimos fazer parcerias com
outros coletivos, que pontualmente colaboraram nas transmissões da Rádio.

Mesmo com essa diminuição de transmissões tínhamos alguns projetos para esse final
de ano, que eram a Cobertura Ao Vivo do evento Novembro Negro organizado pela
Biblioteca Terra Livre e também a 2º Feira de Livro Anarquista de Porto Alegre,
infelizmente houve imprevistos nestes dois eventos, o Novembro Negro chegamos a
transmitir os primeiros debates, mas durante o mês houveram uma grande movimentação
na Usp devido a presença da PM e também a greve das/os estudantes, e tudo isso
impossibilitou o acesso as tecnologias e também a presença das/os organizadoras/es
do evento, já na Feira Anarquista chegamos transmitir o primeiro debate ( que ficou
muito chiado) mas mesmo com toda a disposição das/os integrantes da Rádio e da
Companheira Ellen do ativismo ABC para transmitir os debates, nos vimos com um
grande problema, que era um microfone que pudesse captar o som ambiente e assim a
fala das pessoas do debate, motivo pelo qual impossibilitou o restante das
transmissões dos debates.

Tudo isso causou uma grande frustração a todas as pessoas empenhadas nesses
projetos, mas também trouxe muito aprendizado, e mostrou que todos esses percalços
fazem parte na construção de um meio de comunicação Auto-Gerido e Libertário.


Avaliação da Atuação do Cordel Libertário e da Conjuntura Libertária/Anarquista que
tivemos contato.

Do dia 27/03/2011 á 18/12/2011 tivemos:


32 transmissões ao vivo.

30 individualidades ou Coletivos Libertários/Anarquistas diferentes estiveram na Rádio.

17.891 visitas no blog, de 35 países diferentes.


Um numero de certa forma expressivo diante do numero de pessoas empenhadas no
projeto da Rádio.

Mas quando levamos em consideração a abrangência em nível Nacional da Radio,
identificamos que as individualidades e grupos que trouxemos para a Rádio ficou
muito restrita as grandes capitais, salvo algumas exceções, e dessas capitais
concentrou na Região Sudeste e Sul, sendo São Paulo, capital e interior, o Estado em
que mais tiveram participações na Rádio. Como um dos objetivos da Rádio é dar voz as
diversas individualidades e movimentos libertárias/anarquistas que de certa forma
são desconhecidas/os do cenário libertário/anarquista Brasileiro, que na conjuntura
que vivemos fazem parte das Regiões Norte, Nordeste e também Centro Oeste, ou seja
no caso estivemos longe de alcançar esse objetivo.

Outra constatação é sobre as linhas de pensamento das individualidades e coletivos
libertários/anarquistas que estiveram presente nas transmissões da Rádio, percebemos
que houve diferentes linhas de pensamento, mas houve uma tendência que teve maior
participação, fazendo com que a rádio pudesse ser rotulada por defender uma única
tendência.

Respeitamos todas as linhas de pensamento e prática Libertária/ Anarquista, é claro
que as/os integrantes da rádio têm aquelas que mais se identificam, mas procuramos
fazer com que a rádio seja um espaço de debate e reflexão dos diversos pontos de
vista. Através das transmissões ao vivo e do acervo de gravações buscamos construir
e contribuir para formação política das individualidades e para o conhecimento e
respeito das diversas teorias e práticas libertárias/anarquistas.

Na nossa Avaliação sem desconsiderar todo esforço realizado para realizar toda
pesquisa e articulação (que é muito trabalhoso mesmo), entendemos que nossas
pesquisas com raras exceções ficaram restritas a individualidades e coletivos
libertários/anarquistas que de certa forma tem mais acesso aos meios de comunicação
(preferencialmente a internet) para divulgar suas atividades e suas ações, e no caso
a Rádio serviu como mais um espaço para divulgarem suas ações, dessa forma não
conseguimos chegar nas individualidades e coletivos libertários/anarquistas que não
estão na internet mas que devem existir, promovendo atividades e ações
libertárias/anarquistas.


Estratégias Futuras/Convite.

Avaliação que tivemos sobre a atuação da Rádio não serviu para que desistíssemos de
construir um Veiculo de Comunicação Libertário/Anarquista que sirva de Ferramenta
para a Organização e Luta Libertária, pelo contrário nos deu condições para
construirmos nossas estratégias baseadas no aprendizado que tivemos, e por isso
decidimos continuar com a Rádio Cordel Libertário, também porque acreditamos que
mesmo com o crescimento dos meios de comunicação alternativos ainda estamos reféns
de veículos de comunicação que não representam os princípios que acreditamos, e por
isso precisamos fortalecer os meios de comunicação libertário/anarquista, e cada vez
mais deixar de depender de meios de comunicação que se baseiam no socialismo
autoritário e marxista.

Mas para isso temos plena convicção que estaremos distante desse objetivo se não
houver a participação das/os demais companheiras/os que de certa forma ainda
acreditam que podemos construir um meio de comunicação libertário/anarquista, e
também compreendem a importância dos meios de comunicação na organização e luta
libertária/anarquista.

Através disso convidamos a todas/os que compartilham dos princípios da Rádio Cordel
Libertário a somarem ao Coletivo Gestor da Rádio, e aquelas/es que já estabelecem
parceria com a Cordel Libertário que continuem conosco em 2012 para construirmos
esse veiculo de Comunicação que tanto almejamos. Para quem talvez ache que não tem
condições de fazer parte de uma Rádio, por desconhecer questões técnicas ou mesmo
por não ter vontade de ser locutora/or, a Cordel Libertário para funcionar necessita
de muitas outras coisas também, que com certeza em algumas delas você poderá
contribuir, e também socializamos o conhecimento sobre o que já aprendemos com a
Rádio para quem tiver interesse.

Quem quiser fazer parte do Cordel Libertário mande um email para
radiocordel-libertario@hotmail.com não precisa ser necessariamente de Salvador/BA,
pode ser de qualquer lugar do Brasil e do Mundo, porque tudo funciona online,
através do email podemos realizar uma reunião virtual no dia e horários que todas/os
tiverem disponíveis.

A partir disso finalizamos esse documento, mas estamos abertas/os para
questionamentos sobre qualquer ponto que foi relatado, esperamos todas/os no ano de
2012 na Rádio Cordel Libertário.


Rádio Cordel Libertário
A Rádio que Valoriza e Respeita a Liberdade e a Diversidade!
radiocordel-libertario.blogspot.com
radiocordel-libertario@hotmail.com
orkut: Rádio Cordel Libertario
Facebook: Cordel Libertário

_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt


A-Infos Information Center