A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007 | of 2008 | of 2009

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) Giro de notícias anárquicas da Grécia

Date Sat, 3 Oct 2009 18:35:36 +0200



Fascistas atacam espaço libertário
Na cidade de Jania, na Ilha de Creta, sábado (26), ante o ataque ao Centro
Social Okupado e Autogestionário Rosa Negra por grupos fascistas (que
aproveitaram o fato de que não havia ninguém no espaço, já que naquela
noite acontecia na cidade um Festival Anti-racista) que entraram no prédio
causando poucos prejuízos, foi realizada uma mani-resposta com a
participação de cerca de 400 pessoas. Na manifestação, além dos
companheiros anarquistas, participaram membros da Casa de Imigrantes da
cidade e havia também um bloco de estudantes de esquerda da Universidade
Politécnica de Creta. Houve confrontos em vários momentos do ato, quando
os policiais do MAT, a polícia anti-distúrbio helênica, tentou se
aproximar do corpo da manifestação, mas os manifestantes com paus e pedras
conseguiram mantê-los à distância. A polícia usou bombas de gás
lacrimogêneo.
Colagem de cartazes


Na capital grega, Atenas, sábado (26), mais de 60 companheiros
participaram de uma colagem maciça de cartazes e distribuição de panfletos
em torno da Praça de Áyios Panteleimonas, porque este lugar tem sofrido
ultimamente muitos ataques fascistas contra imigrantes. Foram colados
cartazes-denúncias produzidos pela Assembléia que organizou uma
manifestação antifa em 7 de julho passado, cartazes de outros grupos
também foram espalhados. Na Praça Victoria populares enfrentaram um grupo
de policiais que acabava de realizar a detenção de um imigrante sem
documentos. No confronto os companheiros conseguiram liberar o imigrante.


Ataque contra agentes da ordem
Em Atenas, sexta-feira (25), ocorreu um ataque com coquetéis molotov
contra a Equipe de Prevenção e Repressão ao Crime, nas mediações das ruas
Jarilau Trukúpi e Navarínu, no bairro de Exarchia. Outro ataque ocorreu na
mesma noite com coquetéis molotov contra a sede do Partido ?Socialista?
(PASOK), no mesmo bairro. Barricadas foram erguidas ao redor das
circunvizinhanças e ocorreram vários ataques aos policiais anti-distúrbios
do MAT.
Nessa mesma noite mais de 1.000 pessoas responderam ao convite da
Assembléia Aberta do Parque Auto-organizado de Exarchia, e tomaram às ruas
do bairro contra a violência policial e a repressão do Estado. A
manifestação foi realizada em resposta a um ato brutal da polícia durante
a noite de 24 de setembro, quando policiais armados atacaram e prenderam
várias pessoas no bairro. A manifestação se dirigiu para a Delegacia do
bairro (a reivindicação inflexível nos últimos anos é pelo fechamento de
dita Delegacia policial). A Delegacia foi apedrejada enquanto o MAT
respondeu com uso intenso de gás lacrimogêneo. Os distúrbios se espalharam
ao redor do bairro, enquanto o povo tomou a Praça de Exarchia para
protegê-la e impedir a passagem do MAT. Foi uma boa resposta e uma
mensagem clara de que nenhuma agressão ficará sem resposta, enquanto o
slogan "Fora todos os gambés do planeta? continua de pé.
4 jovens são presos em Atenas
Quinta-feira (24), em uma mega operação sem precedentes nos últimos anos,
a unidade anti-terrorista da polícia grega invadiu pelo menos duas casas
nos subúrbios de Atenas. No total, 4 pessoas que não ultrapassam 21 anos
foram detidas e interrogadas pela unidade anti-terrorista. A polícia disse
que a decisão foi dada para desmantelar o grupo "Conspiração das Células
de Fogo", mas eles não emitiram qualquer tipo de informação, fato comum
neste tipo de caso. As prisões foram solicitadas pelo procurador-geral,
que os indiciou em três crimes graves e 4 menores. O procurador-geral foi
quem ordenou a publicação de fotos e nomes dos réus, que negaram todas as
acusações.
Ao mesmo tempo, a caça às bruxas já foi declarada pela maioria da mídia
corporativa. Os prisioneiros foram caracterizados como "terroristas" pelos
meios de comunicação, enquanto uma implicação direta com o movimento
anarquista também já foi difundida, mesmo sem nenhuma evidência para
justificar tal implicação. Mais uma vez, o movimento anarquista é o alvo
da mídia corporativa e suas demandas para minar as ?liberdades? e ter mais
polícia e repressão nas ruas.
Sob este clima outras 6 prisões foram emitidas no âmbito do mesmo caso.
Isto significa que haverá mais detenções deste tipo. Os peões dos meios de
comunicação estão a fazer declarações diretamente do departamento de
polícia que afirma que os fugitivos estão sendo escondidos nos campi
universitários e okupas anarquistas, numa tentativa de justificar uma
invasão.
Protesto contra novas rodovias
Terça-feira (22), em Atenas, milhares de pessoas se reuniram na Praça
Syntagma, correspondente à chamada da Iniciativa de Luta Contra as Novas
Rodovias e à Proteção da Serra de Imitos. No ato foram erguidas várias
faixas das Assembléias de Bairros e Coletivos, enquanto milhares de
panfletos foram distribuídos e lidos muitos manifestos através do sistema
de som montado no local. À noite, grande parcela de pessoas que estava no
protesto vespertino realizou uma passeata que atravessou a rua comercial
de Ermu e terminou no bairro de Monastiraki. Foi muito interessante a
presença de abundantes ciclistas que chamou uma concentração, fusão, no
campo das manifestações do ?Dia/Semana Sem Carro".
Fotos: http://athens.indymedia.org/front.php?lang=el&article_id=1082208
Novo terreno ocupado em Atenas
A Comissão dos Cidadãos pelo Terreno de Drakopúlu organizou domingo (13),
uma ação direta, onde muitas pessoas do bairro e de vários grupos entraram
no terreno "fechado" quebrando o concreto e plantando árvores. Após a
assembléia pública realizada no mesmo dia, no terreno Drakopúlu, os
cidadãos decidiram continuar vigiando e protegendo o espaço para
convertê-lo em um parque para o bairro. Populares denunciaram a aparição
de elementos do grupo nazista "Golden Dawn" nas imediações do ato. Os
nazistas perseguiram uma pessoa que estava tirando fotos.
Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=w2Te0L5F_AU
agência de notícias anarquistas-ana

_________________________________________
A - I n f o s Uma Agencia De Noticias
De, Por e Para Anarquistas
Send news reports to A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
Subscribe/Unsubscribe http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt
Archive http://ainfos.ca/pt


A-Infos Information Center