A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�_ The.Supplement

The First Few Lines of The Last 10 posts in:
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Trk�
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006 | of 2007

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) Relato do Encontro Internacional Anarquista da Cidade do México [6 a 8 de Julho 2007] [ca]

Date Fri, 24 Aug 2007 09:43:13 +0200 (CEST)


[Com um pouco de atraso divulgamos um relato da comissão organizadora do
Encontro Internacional Anarquista, que aconteceu entre 6 e 8 de julho, na
Cidade do México. Para conferir as minutas do encontro entre em
espora.org/eia]

Durante o encontro anarquista na Cidade do México participaram mais de 300
pessoas, de distintas partes do país, desde Mérida até Tijuana, assim como
uma nutrida participação de companheiros internacionalistas do Canadá,
Estados Unidos, Irlanda, Estado Espanhol, Nova Zelândia e França.

No primeiro dia de trabalhos no Multi-Fórum Alicia, foi feita a abertura
do encontro com as boas-vindas por parte do coletivo Kinta Brigada,
passando depois a apresentação dos companheiros/as participantes que assim
o desejassem.

Aqui pudemos ver que o espectro de trabalho dos grupos anarquistas é
variado, havia de tudo; grupos de apoio a presos, gente que faz cultura de
rua, editores de revistas, coletivos de mídias livres, os que lutam pela
liberação animal, aqueles que tratam de gerar alternativas ecológicas no
uso da tecnologia etc.

Foram lidas algumas saudações enviadas especialmente ao encontro por parte
da CNT da Espanha, Alternative Libertaire da França, USI-AIT, da Itália,
CNA- Venezuela e, especialmente, uma enviada pelo companheiro anarquista
Carlos, preso há mais de 6 anos em cárceres mexicanos.

Posteriormente foram feitas três intervenções, primeiro sobre o movimento
indígena na Guatemala, por um companheiro do Estado Espanhol radicado
naquela região da América Central; outra sobre o movimento de objeção de
consciência na Espanha, que foi motivo de reflexão acerca do próprio
movimento antimilitarista por estas terras, e por último uma exposição
sobre a postura antidominante, que gerou polêmica e serviu de base para
questionar e criticar algumas questões a cerca do anarquismo que às vezes
faz falta dentro de nós mesmos. A noite na okupação Chanti Ollin foram
expostos alguns casos de repressão neste país, assim escutamos os
testemunhos de compas de Aloapam em Oaxaca, que denunciaram a constante
repressão que sofrem.

Também recordamos o ocorrido há três anos atrás em Guadalajara durante a
Cúpula da ALCUE, e o sucedido em Mérida durante a visita do assassino Bush
no México.

Um momento de especial emoção foi quando foram lidas duas cartas escritas
desde o interior dos presídios de Santiaguito e Molino das Flores, pelos
companheiros que continuam seqüestrados pelo Estado depois dos
acontecimentos do ano passado em Atenco. Depois foi exposto sobre o que é
a ASPAN, assim como da próxima reunião de Harper, Bush e Calderon na
cidade de Quebec, no Canadá, em 21 de agosto.

No outro dia, no local da FAT, depois das boas-vindas dadas por Erik
Keshner, se iniciaram as mesas de trabalho. Pela manhã se realizaram as
mesas de Mídias Livres e Anarquismo, Gênero, Eqüidade e Liberdade Sexual,
e Ecologismo Radical. As três mesas tiveram bastante participação. Pela
tarde se discutiu acerca de Espaços Autônomos, Abolição das Prisões (com
pouca assistência), e Pedagogia Libertária, sendo esta mesa a que maior
afluência e participação teve.

Depois de um recesso houve duas palestras, a primeira sobre a necessidade
da organização específica do movimento anarquista por um companheiro de
WSM da Irlanda, e a outra uma tentativa de recuperar e escrever a história
do movimento desde o movimento mesmo, por um companheiro de Queretaro.

Posteriormente se realizaram duas oficinas, grupos de afinidade, uma
apresentação de Software Livre pelos compas de Espora e outra sobre
Alternativas à Saúde.

Daqui, fomos descansar na Ocupação Che Guevara. Não tão cedo como no outro
dia se iniciaram os trabalhos com uma exposição de Claudio Albertani sobre
o que é o Anarquismo Sem Adjetivos, e depois as mesas de trabalho sobre
Organização.

Foram formadas 4 mesas, das quais tiramos os seguintes consensos:

> A criação de una página web que dinamize a socialização da informação e
possibilite a organização, aqui é importante recordar que se deu ênfase
especial que a página por si só não vai organizar nada, os coletivos são
os que têm que se organizar.

> A Rede de Bibliotecas se propôs aprofundar o trabalho e difusão da
pedagogia libertária, já que se viu que existe bastante interesse de
parte dos coletivos, e ela foi considerada uma ferramenta fundamental no
trabalho de construção do mundo novo.Foi anunciada a 2ª Feira do Livro
Anarquista a realizar-se em Monterrey, nos dias 5, 6 e 7 de outubro.

> Foi feito um chamado a todos/as a mobilizar-se nos dias 19, 20 e 21 de
agosto contra a ASPAN ou TLC plus.

> Foi anunciado um encontro de grupos de apoio a presos anarquistas e
abolicionistas carcerários para os dias 21, 22 e 23 de agosto, esta
proposta ainda está sendo discutida. Se propôs que as atividades se
realizem nos plantões de Santiaguito e Molino de las Flores.

> Foi consenso a necessidade de um novo encontro, durante o qual se
analise o funcionamento das redes já criadas e as que sejam criadas, e
se discutam as possibilidades de organização que têm o movimento a nível
?nacional?, para isto, é necessário que se chegue com propostas
concretas a partir do trabalho articulado nas distintas localidades e
regiões.

> Este próximo encontro se realizará durante o mês de março de 2008, nas
férias, para facilitar a participação daqueles/as compas que trabalhem.
O povo da cooperativa Regeneración de Guadalajara assumiu a organização
do encontro, tem até 22 de julho para confirmar, se eles não puderem,
será posto como limite o dia 8 de agosto para que algum outro coletivo
se responsabilize pela organização, foi consenso que o encontro aconteça
preferencialmente no centro do país.

> Foi criada uma comissão de acompanhamento logístico para este próximo
encontro, onde se integraram os compas de Guadalajara, alguém da
comissão organizadora deste primeiro encontro, assim como um moderador
da lista do encontro libertário. Para efeitos de continuidade seguiremos
usando a página www.espora.org/eia e será usada a lista para troca de
informação. O mais brevemente possível estará pronto o sítio para que
seja utilizado adequadamente, assim como a lista de registro do
encontro.

Saudações libertárias e esperamos que sigam cultivando a flor
revolucionária da anarquia.

Solidariamente...

Comissão Organizadora do Encontro Anarquista na Cidade do México

Tradução: Juvei

agência de notícias anarquistas-ana


_______________________________________________
A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt
http://ainfos.ca/pt


A-Infos Information Center