A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005 | of 2006

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [SP-Brasil] EXPRESSÃO DA MISÉRIA E DO DESEMPREGO

Date Sat, 3 Jun 2006 08:46:36 +0200 (CEST)


Trazendo à luz do dia a situação crítica, que a paz de cemitério encobria,
os acontecimentos de 11 a 21 de maio de 2005 mostraram a situação de
guerra civil - crônica nos rincões do país na luta pela terra mantida por
camponeses e índios contra os grileiros, as madeireiras, os deputados, as
máfias, o Estado - para o maior centro urbano da América - Latina.

Sem dúvida muita coisa ainda se dirá dos episódios que marcaram esses
dias, mas dois se destacam:

1) A tática insurrecional utilizada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC)
e a forma como os trabalhadores - que não foram atingidos fisicamente
(nenhuma vítima fora da estratégia de atacar alvos militares e logísticos)
- agiram, conduzindo virtualmente a cidade a uma situação de greve geral -
sem convocação, sem organização e sem reivindicações que abarcassem os
interesses do conjunto da classe trabalhadora.

2) A face mafiosa e fascista do Estado, que vivia de fazer acordos com o
PCC e terminou causando uma "caça as bruxas" que mostrando, dentro do
aparelho de Estado, o Esquadrão da Morte vivo e ativo. Ainda que o
governador de plantão tenha admitido que a culpa pela situação toda é da
"elite branca hipócrita" super-exploradora, que vê a miséria crescer a sua
volta e acha que é só apelar para a violência legal: o Estado.

Num momento desses, em que faltou auto-organização proletária para atuar
dentro do processo espontâneo da história é do movimento libertário
raulseixista que vem a crítica mais profunda feita até aqui a tudo que
aconteceu.

Vejam:
http://charges.uol.com.br/2006/05/26/raul-seixas-canta-o-dia-em-que-a-terra-parou/

O COLETIVO LIBERTÁRIO
Órgão de divulgação do anarkismo!
Lembre sempre:
ANARKIA NÃO É BAGUNÇA!

e-mail:
cldvulg@bol.com.br
_______________________________________________
A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt

A-Infos Information Center