A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) «Luta Social» N.1: Imigrantes, que regularização...?

From luta_social@sapo.pt
Date Fri, 18 Mar 2005 18:10:01 +0100 (CET)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Em busca de melhores condições de vida, milhares de pessoas viajam, vindas
principalmente dos países subdesenvolvidos, em direcção aos chamados
países “ricos” ou “desenvolvidos”.Para este efeito, muitos são levados a pagar milhares de contos às máfias
do transporte clandestino, viajando em condições deploráveis e de alto
risco para a sua integridade física e psicológica, situação que se
encontra “agora” agravada pelo SIVE, que consiste num sistema de
vigilância altamente sofisticado, composto por radares (fixos e móveis),
visão nocturna e sensores de infra vermelhos. Esta tecnologia permite
diferenciar, a mais de 20 km, um motor de um grupo de pessoas, obrigando
assim os imigrantes a estarem sujeitos a riscos ainda maiores, aumentado a
extensão das suas rotas para fugir aos radares.
Este sistema já se encontra em funcionamento em Algeciras, Cádiz e Málaga.
Nas Canárias, já se encontra nas ilhas de Fuerteventura e Lanzarote e já
há quem fale, na União Europeia, em introduzi-lo também em Marrocos.
Foi para não se deixarem detectar por este sistema que, no passado dia 26
de Fevereiro, no Estreito de Gibraltar, mais 37 pessoas morreram de fome e
sede.
Chegados ao país de acolhimento, não vêem as suas dificuldades diminuídas,
é agora altura de serem explorados pelas máfias locais, mas principalmente
pelos seus patrões, tornam-se os escravos da sociedade moderna.
Aos estados até convém este tipo de situação... pois muitas vezes estas
pessoas trabalham mais horas do que é suposto e recebem menos, conforme o
gosto do patrão... isto é, se este lhes pagar!
Por tudo isto, a regularização dos imigrantes não deve ser dependente
destes terem ou renovarem um contrato de trabalho, como o é actualmente,
existem muitas circunstâncias (despedimento, falência, doença...) em que o
trabalhador se encontra sem trabalho, não tendo contribuído em nada para
isso.
O facto é que, com as leis europeias, a "legalização" ou não do imigrante
será função do bem-querer de um patrão. Estabelece-se assim uma base legal
para uma óbvia ESCRAVATURA, que já existia de facto. Reforça-se a sua
subordinação, sob ameaça de expulsão, o que significa muitas vezes a
morte, a prisão, perseguições.
Nenhum ser humano é ilegal!

Concentração:REGULARIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO DE TODOS OS IMIGRANTES
14h30 - 20 de Março – Martim Moniz



*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center