A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) «Luta Social» N.1: Iraque, dois anos depois... ..

From luta_social@sapo.pt
Date Fri, 18 Mar 2005 18:05:45 +0100 (CET)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Dois anos depois, o cenário por nós previsto (mesmo antes do lançamento do
bárbaro ataque dos EUA) realiza-se. Com efeito, tínhamos previsto esta
situação no início de Fevereiro de 2003 (em http://www.fdca.it/ : «Le
consequenze della guerra in Irak Conferenza tenuta a Lisbona...»).Porém, o desfecho final de uma guerra como esta nunca é previsível.
Ninguém sabe como a situação vai evoluir.
Uma coisa é certa: devido ao nível elevado da resistência iraquiana,
superior ao que os falcões do Pentágono tinham previsto, George W. Bush
viu-se obrigado a procurar - a partir do 2º mandato presidencial - a
colaboração de poderes europeus (França e Alemanha) que tratara com tanto
desprezo. Estes poderes europeus não são, longe disso, "pombas da paz",
mas apenas aves de rapina menores, abutres com menor estatuto hierárquico.
A Europa do capital e da guerra (cujo texto fundador é a "constituição")
quer-se associar à pilhagem do Iraque, das suas riquezas petrolíferas,
principalmente. Participando numa estratégia destinada a humilhar o Irão,
está a mostrar-se digna da confiança do dono (o imperialismo EUA
dominante).
Não tenhamos ilusões: um imperialismo UE, subempreiteiro do imperialismo
mor (veja-se o caso do Afeganistão, onde tropas de vários países da NATO
substituem soldados dos EUA) será igualmente impiedoso, assim que tiver
oportunidade, em relação aos povos sujeitos ao seu neo-colonialismo.
Basta ver o que fez a "civilizadíssima Europa" ao Continente Africano,
sendo que ainda o considera hoje em dia como "seu terreno de caça
exclusivo".Somos pois, sem hesitação, pela solidariedade
internacionalista.
Mas, a solidariedade entre povos e entre revolucionários não se compadece
com uma transigência em relação aqueles que vêm afirmar o seu "humanismo"
a fóruns internacionais, para depois aprovarem nos seus parlamentos e no
parlamento da UE ou nos seus governos respectivos, textos directamente
orientados pelo belicismo, como é o caso do "Tratado constitucional", que
se quer impor aos povos europeus. Não devemos acolher os lobos vestindo
as peles de cordeiros! Devemos recusar nas nossas fileiras os que fazem o
jogo do neo-liberalismo.
Unidade revolucionária contra as guerras do capital!

Solidariedade efectiva com os povos do Iraque, da Palestina e de todos os
que resistem ao poderio do imperialismo globalizado!
Multipliquemos e globalizemos as resistências!



*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center