A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Brasil] A PLEBE 42 - Jornal FOSP/COB-AIT Editorial

Date Wed, 27 Jul 2005 17:30:34 +0200 (CEST)


PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES!
Vemos nos jornais, revistas, TV a mais pura tradição da política na forma
de mensalões e caixa 2: o escândalo denunciado pelo rei do estelionato,
safo desde a época em que defendia Collor, o atual líder e aliado de
Lula/PT, o deputado Roberto Jéferson/PTB ? o partido fundado pelo fascista
Getulio Vargas. Sobre esses fatos não há nenhuma novidade: essa é sua
prática histórica e conhecida. Por isso mesmo a cada nova eleição
denunciamos essas falcatruas nas tradicionais campanhas pelo voto nulo-não
sustente parasitas! Não existem políticos profissionais bonzinhos ou
honestos, pois eles vivem de fazer acordos que envolvem nossa vida, nossos
salários e nosso dinheiro. Eles não produzem, vivem de nosso suor. Não
educam, se alimentam com a ignorância das pessoas. Fazem carreira iludindo
o povo trabalhador, se utilizando das organizações sociais como trampolins
políticos. Ao controlar essas organizações deixam os trabalhadores
desarmados e sem instrumentos de luta autônoma.

E no fim todo mundo sai rindo, amiguinhos que são, e vão comer pizza. Pois
até mesmo agora, quando já se sabe que milhões foram desviados, todos
estão bem e até dão autógrafo em super-mercado! No mesmo mercado se você
que tem fome entrar para ?roubar? um danoninho termina levando um tiro!

De tudo isso nós já estamos de saco cheio, mas por que não vamos para o
pau? Como fizeram na Argentina, Equador e agora a poucos meses na Bolívia
onde os trabalhadores foram a greve geral e em manifestações públicas
mostrar sua insatisfação. Certo é que mesmo lá, mesmo tendo derrubado
governos ? como fizemos com o Fernandinho I ? a situação não mudou
substancialmente, mesmo por que tanto lá como aqui, por falta de um
projeto revolucionário para a reorganização social autogerida, eles
terminaram ficando reféns de outros partidos políticos. Nós já sabemos que
os partidos só querem falar por nós e decidir sobre nossas vidas e para
isso fazem seus acordos espúrios. Por isso que não temos avançado na luta
rumo a uma sociedade igualitária, socialista.

Por esse mesmo motivo temos visto a questão da ALCA (Acordo de Livre
Comércio das Américas), um tipo de mercado sob controle dos EUA que só
tende a aumentar ainda mais a exploração sobre os trabalhadores no
continente, maximizando os níveis de exclusão social ? que já se abate
sobre os povos indígenas originários, os camponeses e amplas parcelas da
classe trabalhadora urbana. Até aqui o movimento anti-ALCA tem sido
controlado pelos partidos políticos, dentro de uma óptica nacionalista
latino-americana, o movimento bolivariano liderado pelo presidente
venezuelano Hugo Chavez. Quando era oposição o PT seguia essa linha, mas
no poder aceitou negociar com Bush Jr. dos EUA. Por isso não podemos ficar
na dependência dos sindicatos atrelados ao Estado e controlado por
partidos, como a CUT/PT, e nem isolados em lutas nacionais, e sim nos unir
como trabalhadores ao nível de todo o continente americano (Sul, Central e
do Norte), para enfrentar o avanço dos níveis de exploração ? que dentro
do receituário neo-liberal inclui a perda de direitos historicamente
conquistados com a nossa luta, suor e sangue. Notem que isso já está
acontecendo, pois é esse o objetivo da Reforma Trabalhista que o governo
Lula/PT tenta colocar em votação no parlamento.

Na verdade a própria classe trabalhadora já tinha antevisto isso no começo
do século passado, quando da revolução mexicana em 1910 a Confederação
Operária Mexicana ? que não aceitava a ingerência de partidos polítcos ?
chamaram os trabalhadores de todo o continente a se unir na defesa da
revolução social construindo uma organização unitária continental, a
Associação Continental Americana dos Trabalhadores (ACAT). Hoje mais do
que nunca se torna uma necessidade fundamental para a classe trabalhadora
reativar a ACAT, dentro de seus princípios sindicais revolucionários e
coligada com a AIT(Associação Internacional dos Trabalhadores), com o
duplo objetivo de resistir ao aumento da exploração e de dar as condições
para a revolução social varrer esses parasitas e instalar uma sociedade de
iguais e livres.

FORA LULA, O PT E QUE SE VÃO TODOS OS PARTIDOS E POLÍTICOS PARA A ... VOTE
NULO NÃO SUSTENTE PARASITAS!

_______________________________________________
A-infos-pt mailing list
A-infos-pt@ainfos.ca
http://ainfos.ca/cgi-bin/mailman/listinfo/a-infos-pt


A-Infos Information Center