A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004 | of 2005

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) As provocações policiais de 26 e 27 de janeiro contra a FAG

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Sat, 29 Jan 2005 17:29:54 +0100 (CET)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

[de CMI Brasil]
Pequena crônica das provocações policiais contra a FAG e suas frentes de
luta sociais a partir da 1a marcha do Fórum e ação coordenada para impedir
as Jornadas Anarquistas, que são um ato político, público e específico da
Federação Anarquista Gaúcha.

Compas, narramos agora de forma breve e sucinta o que aconteceu em termos
operacionais desde a tarde de 26 de janeiro, 1a marcha do FSM.Ao partirmos da perimetral, já com a formação da coluna encabeçada por
frentes sociais onde temos inserção: o MNCR e a Resistência Popular,
aliados estratégicos, somados com alguns sindicatos mais combativos e
outras entidades do tipo da Resistência de outros estados, um compa nosso,
coordenador do MNCR, militante conhecido e reconhecido a nível nacional,
deixou bem claro no carro de som que nos apoiava:- Companheirada, atenção, lembrando os acordos, a coluna é fechada, sendo
PROIBIDA a entrada de bandeiras e símbolos político-partidários (nem a
bandeira da FAG nos a permitimos, que dirá de partido pelego ou
eleitoreiro).Dito isto, a militância se posiciona e partimos, como último bloco, a
tentar dar um tom mais combativo a esse carnaval social que é a marcha do
FSM. Com 15 minutos de marcha, um homem de uns 50 anos, alto e forte, com
uma bandeirinha descartável do partido do governo central (PT), denuncia
para um grupo de 5 brigadianos (PMs)que compas nossos, do Pará, portavam
ferramentas na marcha, e que poderiam ser usadas como armas brancas. A
Brigada vai em cima, tenta levar a 3 compas presos, nós reagimos, não
permitimos a prisão, mas as ferramentas são levadas. Vamos intimar ao
cagueta com bandeira do PT e este se identifica: "Sai fora, eu tô armado e
sou da polícia". Como sempre fazemos quando aparece P2, o mínimo que se
faz é tirar uma foto na cara dele. Fizemos isto e a marcha prosseguiu.
Meia hora depois aparece um casal, do nada, também com bandeira do PT e
começa a nos provocar. Entra na marcha, pedimos para eles saírem e a
mulher, infiltrada com treinamento al feito começa a gritar: "Tão batendo
em mulher!!! Tão espancando meu marido!!" O curioso é que eles tinham umas
5 bandeiras com eles, e havia mais um homem de uns 30 anos os acompanhando
e dando mais bandeiras, e apenas para eles. Bem, encerrado as chances de
dialogar, os expulsamos da marcha (sem bater, apenas conduzindo) e a
marcha segue.Simultaneamente o 9o BPM, da capital de Porto Alegre, comunica que a
central de inteligência da Brigada apontou como ato de propagada
subversiva a atividade pólítica e pública chamada de Jornadas Anarquistas
e a atividade estava proibida. A diretora da Escola depois confessa que a
pressão veio diretamente da secretaraia de educação, com ordens verbais do
pelego do PDT chamado José Fortunatti, sec. de educação de Rigotto.
Conhecendo a política interna do Piratini, esta ordem veio direto da Casa
Civil e do Gabinete do Governador. 24 hs depois, vendo a nossa reação, a
diretora do colégio nos liga e avisa que sim se poderá fazer mas sob
algumas condições. 1o queriam o nome completo, RG e CPF, além de endereço,
de todos os presentes, e um termo de compromisso dos oradores. Depois
recuou e pediu apenas dos oradores, os quais passamos um ofício com CNPJ e
ficou por esta. Já as provocações policiais foram o dia todo. Um
brigadiano do 4o RPMontada parou na porta de nossa sede a tarde toda, ao
lado de um repórter do jonal O Sul. Ligamos para esta redação e o editor
disse que não mandou ninguém para apurar na rua naquele dia. A P2 estava
lá de novo, o telefone emudeceu algumas horas ao longo do dia e nossos
celulares ficaram loucos. Na escola Protásio Alves (Ipranga quase esquina
Érico Veríssimo), um major do 9o BPM e ligou o circuito interno de CFTV,
pôs um microfone ambiente no auditório e deixou de prontidão 2 viaturas e
mais 2 brigadianos de a pé, e isto na porta do colégio. Depois de
pressionarmos a diretora, a brigada foi para o outro lado da rua e ficou
próxima da Zero Hora (RBS, afiliada da Globo no RS). Com eia hora de
atividade já acontecendo, um policial civil entra no edifício (que aliás
estava fechado, aberto somente para a atividade) e se coloca de prontidão.
Um homem e uma mulher de mais ou menos 40 anos entram no local do ato, e
como são muito al treinados, são facilmente identificados como p2. E, para
concluir, o mesmo policial com bandeira do PT que estava no início da 1a
marcha do FSM, vai ao colégio, acompanhado de mais um da Civil, tenta
entrar e nós impedimos.Bem compas, esta é a narrativa factual de tudo o que aconteceu em um
espaço de pouco mais de 24 horas. Vamos ver e estar atentos para o 2o dia
das Jornadas (30/01/05, Colégio Protásio Alves, Ipiranga quase esquina com
Érico Veríssimo, a partir das 18hs) e para a marcha de encerramento do
FSM.
COM LUTA, COM FÉ, COM A LANÇA DE SEPÉ TIARAJÚ E DE TODOS OS MÁRTIRES DA
CAUSA DA CLASSE OPRIMIDA NO RIO GRANDE E EM TODA A AMÉRICA LATINA.ARRIBA LOS QUE LUCHAN!

Narrativa orgânica da coordenação conjunta FAU-FAG para o V FSM.

URL:: http://www.fag.rg3.net




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center