A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) A BATALHA Nº 206: Escola e Reprodução das Classes Sociais

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Thu, 30 Sep 2004 22:28:47 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

por Manuel Baptista
A educação, desde o berço, promove os "não-valores" desta sociedade.
O que a mãe e o pai fazem à criança pequena é dosearem a repressão e a
recompensa, para obterem o comportamento que consideram correcto ou
aceitável na criança.Mais tarde, também mestres-de-escola se colocam nessa posição, além de
acenarem com um "jogo" absurdo, o da nota: a nota é então o substituto
simbólico de um símbolo, o dinheiro... assim boa nota equivale a poder
obter (em geral, junto dos pais) aquele brinquedo que se ambiciona tanto,
etc.Durante a adolescência – além de se reforçar até um extremo o aspecto nota
= remuneração – os estudos estão completamente compartimentados, quer no
tempo, quer no espaço.O problema da extrema compartimentação espácio-temporal é que vai
condicionar o pensamento e o comportamento dos alunos.É um condicionamento total e brutal. Também condiciona os profs.
Os "melhores" alunos ou profs, são aqueles que interiorizaram a norma
institucional, aquela norma não escrita em lado nenhum, porém rapidamente
impositiva, da qual qualquer desvio é em breve sancionado com o peso todo
dos aparelhos de repressão.A repressão em meio escolar é semelhante e diferente da do meio prisional.
Deve estudar-se as normas e práticas internas das duas instituições em
paralelo para se ver até que ponto se desenvolvem correspondências. Basta
dizer, por agora, que o meio escolar vai:
– Condicionar fortemente os hábitos, os gestos, os tempos dos alunos e
professores. Assim, mesmo que não se queira, pelo menos explicitamente,
também o próprio pensamento e reflexão estão sendo fortemente
condicionados.
– Erigir a forma "nota" recompensa simbólica = meio de alcançar uma
progressão "na carreira" e de obter recompensa real no "mundo dos adultos"
(cria assim a convicção íntima de que somos destinados a receber um
salário, que será tanto maior quanto maior for o nosso mérito!).
– A sanção imediata aos desvios à norma está sempre sob o olhar dos "bons"
e "maus" alunos, para que eles se lembrem quanto custa um pessoa se
mostrar independente, quanto custa fazer pouco da "autoridade", etc. ...
porém no longo prazo, a pior sanção é a enorme indiferença do meio social
aos excluídos, aos falhados, aos "excedentes" do sistema. A impiedosa
exclusão social a que estão sujeitos os indivíduos que saem do ciclo de
estudos secundários sem diploma ou com fracas médias, aponta para a forma
predominante de manter e perpetuar a estratificação social.
A sociedade de classes reproduz-se na escola!






*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center