A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Brasil] Estudantes invadem Câmara de Florianópolis para pedir passe livre

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Fri, 17 Sep 2004 11:02:33 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Cerca de 70 estudantes invadiram na noite desta quarta-feira o plenário
da Câmara Municipal de Florianópolis. Oito deles se acorrentaram às
cadeiras, em protesto pela não votação, antes das eleições, de um projeto
de passe livre escolar no transporte coletivo.Entre os acorrentados estava Marcelo Pomar, do movimento Juventude
Revolução Independente. Pomar liderou a onda de protestos contra o
reajuste das tarifas de ônibus da cidade entre o final de julho e o começo
de julho.Os estudantes receberam o apoio de um grupo de policiais militares que
promoveu manifestações contra o governo do Estado durante o dia,
reclamando os primeiros repasses de um reajuste salarial de 93,8%,
aprovado em fevereiro.Por volta das 21h, um grupo de vereadores negociava com os líderes a
desocupação do prédio. O fim do protesto foi condicionado a um compromisso
de que o passe livre entra em pauta até o final deste ano. Esta
quarta-feira foi o último dia de sessões na Câmara antes da eleição de 3
de outubro.
O comandante da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Edson Ivan
Morelli, afirmou que a situação era tranqüila.
Ele disse considerar "um direito democrático" a manifestação dos soldados
e sargentos e afirmou fazer restrição apenas a um tumulto gerado pelo
protesto na ponte que liga a ilha ao continente, por volta do meio-dia.
O presidente da Câmara, Marcílio Ávila (PP), não respondeu aos recados
deixados em seu celular.
MARI TORTATO da Agência Folha, em Curitiba





*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center