A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) VIIº Congresso de "Alternative libertaire" - Angers 30, 31 Outubro e 1º Novembro de 2004 (fr)

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Tue, 26 Oct 2004 00:23:59 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

O VIIº Congresso de "Alternative libertaire" terá lugar em Angers de 30
de Outubro ao 1º de Novembro. Durante três dias, os/as delegados/as
vindos/as de toda a França irão debater a situação política e social e as
orientações da nossa organização.Será o momento de se fazer um balanço de dois anos que passaram e de
actualizar a nossa estratégia política para os deis anos seguintes.O início do Congresso será dia 30 de Outubro às 13 h. Estará aberto às
organisações convidadas e à imprensa no Sábado 30, á tarde e Domingo 31 de
manhã.
Terá lugar no :
Centre d’accueil international du Lac-de-Maine
Avenue du Lac-de-Maine, 49000 Angers

Se desejais enviar um jornalista, agradecemos que avisem com antecedência
às moradas seguintes:
angers(a)alternativelibertaire.org e congres(a)alternativelibertaire.org

Para mais informações sobre "Alternative libertaire", podeis consultar o
nosso dossier de imprensa no nosso sítio na Rede
www.alternativelibertaire.org.

Para mais informações sobre o Congresso de AL, juntamos um artigo surgido
em « Alternative libertaire » n°131 (juillet-août 2004).

___________________________

VIIº Congresso de AL
Actualizar a nossa estratégia política

O VIIº Congresso de "Alternative libertaire" terá lugar de 30 de Outubro
ao 1º de Novembro de 2004 em Angers. Desde há vários meses, os textos
preparatórios são comendados e correcções sujeridas. O desafio para este
Congresso é de actualizar a estratégia política de AL e tornar mais eficaz
o seu funcionamento federalista.Desde o VIº Congresso, realizado em Orléans há dois anos, Alternative
libertaire ficou " encorpada ". Novos colectivos e sedes desenvolveram-se
ou foram criados(Tours, Nancy, Lille, Strasbourg, Corbeil-Essonne,
Guyane),assim como um determinado número de novas implantações (Albi, Aurillac, Le
Puy, Le Mans, Montpellier, Thionville, Verdun, Saint-Nazaire, Dieppe,
Charente-Maritime, etc.). Uma construção que tem sido frequentemente
realizada por elementos sindicalistas e dos movimentos sociais, mas também
de camaradas para os/as quais AL constitui a primeira experiência
política.Uma construção lenta mas contínua, que se efectuou de forma homogénea e
que permitiu a Alternative libertaire agir com um máximo das suas forças
no momento do último grande conflito social ocorrido : as greves deMaio-Junho de 2003. Os/as militantes comunistas libertários/as
desempenharam nestas, juntamente com outros/as, um papel motor (nos
sectores do ensino, ferroviário, dos correios...), ao mesmo tempo que a
organização produzia uma expressão política importante (comunicados
semanais, boletins de discussão, etc.). A publicação "Primavera 2003,
greve geral falhada" dá uma panorâmica da política de AL nestas semanas.
Nessa ocasião, em Julho 2003, Alternative libertaire instalava-se na sua
nova sede do 92, rue d’Aubervilliers, em Paris XIXe, aberta ao público,
maior, melhor equipada, em suma, mais adaptada á nossa actividade.
Debater a estratégia
Uma vez tais progressos assinalados, colocam-se questões de actualidade
para uma organização que desde seus princípios fundou a sua estratégia por
um lado na construção de uma corrente comunista libertária, por outro ládo
no desenvolvimento de um movimento social forte, autónomo e em autogestão.Um Congresso de Alternative libertaire é sempre um longo processo de
elaboração de textos, de debates, de esclarecimento das oposições ou das
convergências ... ao fim do qual, os três dias de Congresso constituem um
ponto culminante e de chegada, fixando as novas orientações para o próximo
biénio. Logo na coordenação nacional de Janeiro 2004, Alternative
libertaire reteve cinco eixos de trabalho para o seu VIIº Congresso, que a
comissão de preparação foi progressivamente aprofundando.
I- Análise da situação política e social em França e no mundo. A situação
política e social caracteriza-se por uma ofensiva muito forte das
políticas e das posições mais reaccionárias. Isto traduz-se por um lado
pelo aumento das obsessão com o securitário e com a extrema direita, pelo
imperialismo militar, pela ofensiva dos obscurantismos religiosos e em
todo o lado, por políticas abertamente e radicalmente anti-sociais.

II- Balanço da estratégia de Frente social
Há cerca de dez anos, Alternative libertaire lançava a ideia de uma "
Frente social " que federasse as diferentes componentes do movimento
social em torno de uma plataforma reivindicativva e de um projecto de
transformação da sociedade. Que balanço fazxemos dessa estratégia, em
2004? O que permitiu ela alcançar? O que é que falhou? Será ainda eficaz e
portadora de perspectivas, no contexto de derrota e de recuo dos
movimentos sociais ?
III- Actualizar a nossa estratégia de Frente social
A partir do balanço que precede, que conclusões tirar sobre a estratégia a
adoptar para relançar, construir, amplificar a Frente social? Qual é
actualmente a estratégia eficaz?
IV- As forças políticas em relação a esta estratégia de Frente social
Uma mudança maior na paisagem política destes últimos meses é o "novo
curso" entre os libertários. Ocorre no momento em que a extrma esquerda
trotsquista acentua a sua estratégia de inscrever-se nas instituições.Em relação à estratégia de Frente social, quem são, potencialmente, os
nossos parceiros e com que perspectiva? QWuem são os nossos adversários em
em que grau de confronto?
V- A frente social no plano internacional
A ofensiva reaccionária é mundial. A contra-ofensiva não pode portanto
limitar-se ao quadro nacional. O movimento altermundializador(oposição às cimeiras e foruns sociais), as redes sindicais alternativas,
as redes libertárias e em particular Solidariedade Internacional
Libertária (SIL) contribuem à construção desta frente social, para além
das diferenças culturais e da realidade política.
A estes cinco "eixos directores", que foram cada um sujeito a uma redacção
de base, vão se acrescentar várias moçções sobre temas concretos. A
questão da dominação patriarcal será por exemplo um desses momentos fortes
das discussões, visto que desde já duas moções "concorrentes" foram
submetidas. Os/as amigos/as de Alternative libertaire, que apoiam os
projectos de AL, recebem todos os textos preparatórios e são convidados a
uma parte do congresso. Um certo número de organizações serão igualmente
convidadas a título de observadoras.

Comissão do Congresso de AL :
Scapin (AL Paris-Est),
Guillaume (AL Paris-Sud),
Christian (AL Epinal)




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center