A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) Fortaleza (CE): Espaço Comuna Libertária

From coletivoruptura@hotmail.com
Date Wed, 5 May 2004 23:17:08 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

[de anarquismo.org]
O Espaço Comuna Libertária faz parte de um projeto político de ampliação e
fortalecimento do movimento anarquista em Fortaleza (Ceará). Situado no
bairro da Parangaba, ele assume uma posição privilegiada nesse projeto. Os
14 compartimentos do prédio oferecem uma estrutura física fundamental que
possibilita o encaminhamento de uma série de atividades visando a formação
militante, a ampliação dos espaços de atuação e discussão das idéias
anarquistas, além de possibilitar suporte financeiro necessário para o
funcionamento de outras atividades do movimento.
Nesse sentido, o Espaço Comuna Libertária funcionará como:

- local para reuniões e encadeamento das atividades dos grupos libertários
existentes na cidade; - local para biblioteca e videoteca; - local para
palestras, seminários, cursos, oficinas; - ponto de referência para
aqueles que simpatizam e procuram informações sobre as propostas de luta e
organização do anarquismo mas não têm onde encontrá-las; - serigrafia;
lojinha para a distribuição de livros, revistas, jornais, brochuras,
zines, CD’s, camisetas e outros materiais produzidos pelo movimento no
Brasil e em outros países, além de outras atividades que gerem condições
para o autofinanciamento do local; - experiência concreta de
auto-organização e autogestão anti-capitalista.
A localização geográfica do espaço também é favorável, já que este se
encontra entre dois terminais de ônibus e uma estação ferroviária que
permitem o acesso a partir de qualquer ponto da cidade; está próximo a
várias escolas, o que facilita a aproximação e o trabalho com a juventude;
está ao lado da bela, porém poluída Lagoa de Parangaba, que encoraja um
trabalho de preservação ecológica; e ainda fica de frente à uma ampla
praça e à um restaurante popular.
A referência histórica do local também é bastante significativa. O Espaço
Comuna Libertária fica exatamente em frente ao antigo pátio do aldeamento
indígena da Porangaba, lugar de conquista e resistência nativa hoje
chamado de Praça dos Caboclos. Os aldeamentos eram parte fundamental da
estratégia de conquista e povoamento do território por parte dos
conquistadores europeus.
Neles, a cruz e a espada, o poder da Igreja e do Estado, conjugavam-se no
processo de destruição dos valores comunitários e da cultura tradicional
dos povos originários em rebeldia, através da catequese, do
disciplinamento militar e do trabalho forçado.
Por todas essas potencialidades, o Espaço Comuna Libertária foi definido
como nossa principal meta para o ano de 2004. Porém, não é de hoje que tem
sido pensada a necessidade de um local próprio do movimento. Mas a
dispersão, a falta de continuidade dos grupos e de amadurecimento de um
projeto político mais concreto foram alguns dos motivos que
impossibilitaram a sua concretização.
Como dissemos no início, o Espaço Comuna Libertária faz parte de um
projeto político. Faz falta uma atuação mais contundente no sentido de
ampliar os espaços de atuação e influência política e cultural dos
anarquistas. No nosso entender, isso só pode ser o resultado do
planejamento, da auto-organização e do compromisso voluntário. Para nós,
não é suficiente proclamar os princípios mais gerais do anarquismo, é
preciso construir os meios concretos de atuação, as estruturas materiais,
as organizações, o desenvolvimento teórico e o crescimento numérico.
Não alimentamos a ilusão de ser possível destruir o capitalismo de um dia
para o outro, mas também não acreditamos num anarquismo que só possa ser
vivido no futuro, numa suposta sociedade libertária. O anarquismo é uma
crítica do cotidiano das relações de poder e um conjunto de propostas de
re-organização das relações sociais que se exerce cotidianamente. A
realidade do capitalismo desumano nos fere a todo instante e necessitamos
desenvolver as formas de resistência e as condições políticas que nos
permitam enfrentar essa realidade aqui e agora de forma conseqüente, ou
seja, anárquica, anti-capitalista.
Fazer o anarquismo avançar no sentido de exercer sua influência política e
cultural nas lutas que estão sendo travadas hoje exige muito mais do que
temos sido capazes de fazer até agora. Destruir as formas autônomas e
revolucionárias de organização e apagar do imaginário social a necessidade
de mudança radical sempre foram estratégias fundamentais utilizadas pelo
capitalismo para que ele possa se impor como força social dominante e a
cooptação das lutas e das reivindicações dos movimentos sociais à esfera
do Estado tem sido um de seus mecanismos de domesticação mais eficientes.
Recuperar a tradição de lutas autônomas e da auto-organização, resgatar
uma consciência da necessidade de mudança revolucionária e o
desenvolvimento de uma cultura libertária são tarefas que, ao nosso
entender, os anarquistas não podem deixar de lutar para realizar.
E é exatamente aí onde se insere o Espaço Comuna Libertária, como parte de
um processo de acúmulo de forças, de ampliação de nosso campo de atuação e
influência, como um passo importante que nos permitirá seguir a caminhada.
Para que pudéssemos concretizá-lo, formamos o Coletivo Comuna Libertária,
responsável pela auto-organização, segurança e pela garantia de que as
atividades desenvolvidas no espaço sejam coerentes com o projeto político
previamente definido por todos os envolvidos.
Infelizmente, como não poderia ser diferente sob o capitalismo, será
necessário dinheiro para concretizar este projeto. Além de dinheiro para o
pagamento do aluguel, necessitamos de imediato reformar o Espaço. Para
tanto, elaboramos uma estratégia de arrecadação de fundos coerente com
nossas posturas de autonomia e de recusa ao Estado e às suas instituições
capitalistas. Contribuições individuais estão sendo arrecadadas
mensalmente entre aquelas pessoas que fazem parte do Coletivo Comuna
Libertária, bem como de uma rede de colaboradores não diretamente
envolvidos no projeto. Além disso, temos feito pedágios, sorteios e venda
de materiais como livros, adesivos, camisetas, jornais, CD’s, etc.
No entanto, este dinheiro é capaz de custear apenas uma pequena parte das
nossas despesas. E é por isso que pretendemos contar com a solidariedade e
com o apoio de outros grupos que compartilhem conosco a convicção em
relação à importância desta iniciativa. Queremos ressaltar que, como não
pretendemos – nem podemos – nos tornar dependentes destas colaborações
externas, esta campanha de arrecadação de recursos tem por objetivo
principal a estruturação do espaço de tal forma que consigamos manter
nossa atuação de maneira autônoma e auto-sufuciente financeiramente.
Agradecemos desde já a todos e todas que se solidarizam com nossa
iniciativa e que certos da importância deste projeto se propõem a
ajudar-nos na sua concretização.
Abraços libertários!!

Saúde, amor e anarquia!!

Fortaleza, 04 de maio de 2004.

Coletivo Ruptura e Coletivo Comuna Libertária

Mais infos, envio de apoio moral e financeiro, materiais etc.: Caixa
Postal 2501 60721-970 Fortaleza-CE BRASIL e-mail:
coletivoruptura@hotmail.com





*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center