A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) [Brasil] Palestras oferecidas pelo LUTA LIBERTÁRIA

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Sat, 6 Mar 2004 21:53:05 +0100 (CET)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Estas são palestras que o LUTA LIBERTÁRIA oferece gratuitamente a
grupos, coletivos, organizações, sindicatos, movimentos sociais,
escolas, universidades, cursinhos, espaços culturais e entidades em
geral. As palestras tem cerca de 1 hora de duração, sempre seguidas
de um debate aberto ao público. Os palestrantes são me membros do
Coletivo Editorial LUTA LIBERTÁRIA e pesquisadores do anarquismo.
Eis os temas:

· Anarquismo e Movimento Makhnovista: a Revolução Russa e a Plataforma de
Organização
Trata da atuação dos anarquistas ucranianos durante a Revolução
Russa, quando realizaram naquela região a expropriação dos meios de
produção, a derrubada do Estado, a implantação dos conselhos
(sovietes) de operários, camponeses e soldados, o combate ao
exército invasor alemão, aos exércitos brancos e posteriormente à
ditadura bolchevique através do Exército Insurrecional Makhnovista.
A palestra também discute a participação dos anarquistas em geral
na Revolução Russa e a apatia de grande parte do movimento
anarquista durante a revolução, concluímos com uma discussão sobre
o documento lançado pelo anarquistas ucranianos no exílio forçado
depois da revolução russa, chamado Plataforma de Organização, que
propunha as bases para uma organização anarquistas e gerou muita
polêmica na época (e mesmo nos dias de hoje).

· Mikhail Bakunin: Socialismo e Liberdade

Trata da trajetória do pensamento e ação de Mikhail Bakunin, o
maior nome histórico do anarquismo. Examinamos sua formação, o
engajamento nas lutas da Primavera dos Povos em 1848-1849, os
tempos de prisão, as relações com Proudhon, Marx e outros
revolucionários da época, a formação da organização bakuninista
Aliança da Democracia Socialista, a participação na AIT (a 1ª
Internacional) e o racha da mesma, a Comuna de Paris e a herança
histórica do anarquismo bakuninista para os dias de hoje.

· Malatesta e Luigi Fabbri: o Anarco-Comunismo Italiano

Trata da formação da corrente anarco-comunista clássica, após a
morte de Bakunin, já sob influência de Kropotkin e Eliseo Reclus.
Sobre as características desta corrente, o rompimento com o
anarquismo bakuninista e os desdobramentos da prática
anarco-comunista na estratégia educacionista e culturalista. Depois
tratamos especificamente de Malatesta e Fabbri, naquilo que seguem
do anarco-comunismo e também nos vários pontos de ruptura com a
tradição clássica do anarco-comunismo. Falamos do trabalho de
propaganda, organização operária, no combate ao fascismo e nos
vários exílios e prisões de Malatesta e Luigi Fabbri.

· Os Anarquistas na Revolução Espanhola: a questão do poder

Nesta palestra o objetivo é discutir os acertos e os erros dos
anarquistas durante o processo da Revolução e da Guerra Civil na
Espanha (1936-39), Como sendo tão fortes e contando com o apoio
popular puderam ser derrotados? O que faltou para que garantissem
sua força e consequentemente a vitória na Revolução? Estas questões
são colocadas na perspectiva de mapear as diferentes posições a
respeito do poder, antes e durante a Revolução Espanhola. Esta
discussão guarda forte relação com a concepção de Poder Popular,
gestada pela FAU, a partir de análises sobre o processo
revolucionário espanhol, o conselho de Aragón, participação no
governo, propostas de construção de partido anarquista, etc. Nunca
é demais demarcar que estas análises foram auxiliadas em muito
pelos imigrantes espanhóis que chegam ao Uruguai no final de década
de 30 e mais intensamente a partir da década de 40.

· O Anarquismo Expropriador

Palestra na qual exibimos o filme (documentário) uruguaio Ácratas,
que trata da trajetória de militantes anarquistas argentinos e
uruguaios dos anos 20 e 30 que para sustentar economicamente suas
organizações e ajudar famílias de militantes presos ou de operários
em greve recorriam à expropriação, realizando assaltos a bancos,
casas de câmbio, etc. Nesta palestra discutimos as idéias e a
trajetória de militantes como Buenaventura Durruti e vários outros
que também agiram como expropriadores. Através desta palestra
discutimos a questão da violência no anarquismo e de como ela foi
encarada pelas diferentes correntes ao longo do tempo.

· Anarquismo na América Latina e a Federação Anarquista Uruguaia (FAU)

A FAU é um caso raro de presença anarquista militante e com força
social efetiva após a década de 1930 na América Latina. Fundada em
1956 e seguindo suas atividades até os dias de hoje, a FAU fundou
sindicatos, associações de bairro, esteve na luta armada através da
OPR-33 e participou ativamente da luta contra a ditadura no
Uruguai. O grau de desconhecimento a respeito do anarquismo da FAU
e das vertentes mais organizadoras do anarquismo, além da surpresa
e espanto com que muitos encararam este tipo de anarquismo é um dos
fatores que faz desta palestras algo muito interessante, além da
organização ser ativa até os dias de hoje.

· Anarquismo e Sindicalismo no Brasil

O anarquismo foi a corrente que historicamente impulsionou os
primeiros movimentos operários e a formação de sindicatos no
Brasil, porém permanece bastante desconhecido do público em geral.
O tema ganha mais relevância diante das últimas reuniões de
organismos internacionais (G-8, FMI, OMC, Banco Mundial), sempre
marcadas por protestos com ampla participação de anarquistas. Sendo
assim, o tema é relevante tanto do ponto de vista histórico, quanto
do ponto de vista atual. A palestra visa oferecer uma visão histórica sobre os diversos
autores e correntes clássicas do anarquismo no Brasil e no exterior
e as formas de organização preconizadas pelas mesmas. A compreensão
histórica da formação do sindicalismo brasileiro nas primeiras
décadas do século XX, suas raízes e influência na sociedade
brasileira contemporânea. Também destacamos uma compreensão mais
aprofundada sobre este tema, desmistificando versões que tendem a
igualar todas as correntes presentes do anarquismo no Brasil.
Espercificamente buscamos apontar as diferenças entre o
anarco-sindicalismo e o sindicalismo revolucionário, que são
normalmente considerados como sinônimos. Finalmente a exposição
debate as hipóteses levantadas sobre as causas da decadência do
anarquismo no Brasil a partir da década de 1930.
As Palestras que o LUTA LIBERTÁRIA oferece precisam de espaço para
acontecerem, seja em locais de atividade social e política, seja em
espaços educativos como escolas e faculdades onde também vendemos
os livros editados e com isso sustentamos o Editorial Luta
Libertária. Para agendar alguma destas palestras entre em contato.




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center