A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) A PLEBE nº36/ Julho de 2.004

From "profosp" <profosp@bol.com.br>
Date Sat, 10 Jul 2004 13:48:16 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

A PLEBE nº36/ Julho de 2.004 (profosp@bol.com.br)
ACAT-A.I.T.
Órgão de divulgação do núcleo pró-Federação Operária de
São Paulo/Confederação Operária Brasileira (Fundada em
1915)
@ Ligada à associação internacional dos trabalhadores
(a.i.t.) @
19 DE JULHO DE 1936 –
INÍCIO DA REVOLUÇÃO SOCIAL LIBERTÁRIA NA ESPANHA
No mês de Julho o movimento pela reativação da COB/AIT
estará lembrando a revolução social espanhola de 1936-
39, iniciada em 19 de julho daquele ano quando
trabalhadores ligados a CNT/AIT tomaram os quartéis de
Barcelona frustrando os planos dos militares
monarquistas golpistas. Essa revolução, traída pelos
governos liberais e pelos comunistas estalinistas e
massacrada pela ação coordenada do nazi-fascismo no
limiar da 2ª guerra mundial demonstrou a grande
capacidade política da classe trabalhadora. Através de
palestras, debates e exposições de murais traremos suas
lições para os dias de hoje em todas as cidade que
tenham um núcleo pró-COB/AIT organizado. Em São Paulo
falaremos do assunto em salas de aula e locais de
trabalho.

A GREVE NAS UNIVERSIDADES

Todos acompanhamos a eclosão de diversas
greves com algumas características em comum: tem
características defensivas, para manter ou recuperar
direitos; reinvidicações econômicas que giram em torno
dos 15 a 20% e se mantém isoladas umas das outras.
Muitas dessas características estão ligadas a própria
estrutura sindical vertical e corporativa, que
dificulta a unificação das lutas. Mas também ligadas as
direções burocráticas/partidarizadas subordinadas ao
poder. Mesmo greves contra o mesmo patrão não se
unificam, como é o caso dos funcionários estaduais da
Saúde, Educação, Justiça, etc. O caso daS Universidades
estaduais Paulistas escancara esse fato e dá uma nova
dimensão, na medida que os sindicatos de servidores não
são reconhecidos pela CLT, diga-se: independentes do
Estado! A tentativa das reitorias de estabelecer uma
chantagem com a liberação dos fundos sindicais,
vinculados a confecção das folhas de pagamentos, busca
limitar a ação sindical.

Nós da FOSP/COB-ACAT/AIT repudiamos esse
atentado à liberdade de organização e conclamamos a
classse trabalhadora a não deixar isolada as greves do
funcionalismo. Nos campi universitários é necessário
criar estruturas auto-gestionárias que questionem a
atual estrutura de poder que não consegue resolver a
crise estrutural das universidades.

- PELA GREVE GERAL CONTRA O ARROCHO SALARIAL, O
DESEMPREGO E TODAS AS MISÉRIAS E FARSAS!

NESSE CIRCO ELEITORAL ADIVINHE QUEM É O PALHAÇO?
(Lançamento dos Comitês Contra a Farsa eleitoral
e pelo VOTO NULO)

Em 2004 mais uma vez o circo eleitoral está montado, de
um lado os donos do Capital e seus lacaios; as Igrejas,
os Políticos, e os “burrocratas” saem a campo na
disputa do VOTO dos que estão do outro lado e até os
que estão à margem da cena. Unidos ele vem na busca de
legitimarem seus projetos monstruosos que visam somente
o Capital, não importando a maneira para conquistá-lo,
fabricam Reformas como a Sindical, a Trabalhista, a
Previdenciária e outras armações para destruírem todos
os avanços sociais conquistados pelos trabalhadores e
suas organizações de classe.

Queremos o TRABALHO e os DIREITOS SOCIAIS de volta! Não
Queremos Esmolas, Queremos Dignidade com Futuro! Contra
o Desemprego Propomos:
Trabalhar Menos para Trabalharmos TODOS!

- Pela REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO PARA 30 HORAS
SEMANAIS , SEM REDUÇÃO SALARIAL!

DIREITOS SE CONQUISTAM NA LUTA E NELA SE CONSTRÓI A
ORGANIZAÇÃO!!!

PODEMOS DAR O TROCO não participando do CIRCO, NÃO
SOMOS PALHAÇOS! VAMOS ANULAR os nossos VOTOS!

VAMOS DESTRUIR JUNTOS O PODER DO CAPITAL QUE NOS
OPRIME!!!

PELA VIDA, CONTRA TODAS AS MISÉRIAS DIGITE TODAS ÀS
VEZES NOVE (9) E CONFIRME !
NÃO SUSTENTEMOS PARASITAS!

FOSP/COB-ACAT/AIT; APROFT/PE; Grupo VOTO NULO;
GAIA/SP; SINDIVÁRIOS/CANOAS; SINDIVÁRIOS/POA;
FORGS/COB-ACAT/AIT; M.L.B., FEDERAÇÃO ANARKISTA DO RGS.
Zines: UIVO, EKLÉTICOS MISTUREBAS, PARASITA, VISÃO
ACABADA, O COLETIVO LIBERTÁRIO. JORNAIS: A VOZ DO
TRABALHADOR E A PLEBE.

TRABALHADOR NÃO É BANDIDO!!!

Os recentes acontecimentos aceleraram o
retrocesso político levado a cabo pelo governo Lula/PT.
Se em política econômica externa e interna, repete
fielmente seu antecessor, também social-democrata
(FHC/PSDB), sua política social e de segurança recua em
relação ao período da ditadura.

Devido a dois fatores: de um lado o
aprofundamento da miséria, do arrocho salarial e do
desemprego; e com a maior influência do PT nas
organizações do movimento social (controlando os
sindicatos atrelados ao Estado, as associações
demoradores e os movimentos sociais que perderam sua
autonomia frente ao aparelho partidário), mantendo o
povo em compasso de espera.

Enquanto isso o número de assassinatos de sem-
terras e índios em confrontos vem aumentando. A Polícia
Federal e o Exército estão cada vez mais presentes nas
ruas das cidades de todo o país. A Reforma Sindical
proposta pelo Fórum Sindical - com a presença de
represntantes do governo e dos patrões - tenta garantir
a impossibilçidade dos trabalhadores retomarem a
liberdade sindical. A corrupção corre solta!

Mas o pior de tudo é a forma como se criminalizou
a questão social no país. O caso exemplar, que vem
sendo denunciado pelo movimento sindical revolucionário
PROCOB/AIT é o caso do julgamento do Massacre da
Fazenda Santa Elina, em Corumbiara/Rondônia, ocorrido
em 1995-96 – mais uma das farsas brasileiras. Desse
processo resultou a condenação de dois trabalhadores (o
Claudemir e o Cícero do MCC) como responsáveis,enquanto
nenhuma autoridade foi sequer citada, na corte local -
sob controle do latifúndio e dos interesses econômicos
de madeireiras e mineradoras.

Se até agora o uso de força para-militar foi uma
das aberrações no processo que condenou Claudemir e
Cícero, sua nova condenação - que é como deve ser visto
o resultado do apelo ao Ministro da Justiça do governo
petista - reafirma a submissão da justiça e do governo
dos ‘PTrabalhadores' aos interesses econômicos. Fechar
os olhos pro uso de força armada por parte do
latifúndio sinaliza: tudo é permitido aos proprietários
e ricos!

Poucos dias após a reafirmação federal da
condenação de Claudemir e Cícero um juíz de Taubaté,
interior do estado de São Paulo, Carlos Alberto Reis de
Oliveira, ordenou ao UNIBANCO que contrate seguranças
para recuperar um terreno de sua propriedade invadida
pelos sem-terras. Com isso estabeleceu um precedente
que dá o direito de manter força para-militar para
se ‘defender’ dos excluídos, com a condescendência do
Estado.

Mais uma vez vemos como a questão da solidariedade
ativa ao MCC/RO e a liberdade para Claudemir e Cícero
são questões exemplares. Primeiro por que foi um
genocídio oficial no Brasil, associado claramente a
luta de classes, e segundo por que imprimirá de ora em
diante a política de segurança para a questão social
(que ficará relegada a caso de polícia e de
assistencialismo). Foi o mais recente massacre, pois se
deu na década de 90, dentro do ciclo do 'R$eal', e foi
anterior ao massacre de Eldorado dos Carajás/Pará em
1998.

CONTRA A CRIMINALIZAÇÃO DA QUESTÃO SOCIAL!
SOLIDARIEDADE AO MCC!
LIBERDADE IMEDIATA PARA CLAUDEMIR E CÍCERO!

Envie cartas de apoio! Entre em contato conosco:
Movimento pela ReativAção da COB/ACAT-AIT:
forgscob@yahoo.com.br (Seção da AIT no Brasil) /
profosp@bol.com.br / profosp@ig.com.br
profosp-oeste@bol.com.br / www.campones.org

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
Reproduzimos abaixo mensagem sobre o resultado do apelo
feito ao governo do PT
@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@
Caros companheiros;

Mais uma vez a justiça mostra sua cara burguesa, o
episódio do massacre de Corumbiara (RO) é um desses
casos que mostra que a justiça do Estado defende os
interesses dos ricos, tornando a luta de classes
desigual.

No dia 28 de Abril deste ano o Superior Tribunal de
Justiça confirmou a decisão do Tribunal de Rondônia que
condenou os trabalhadores sem terra Claudemir e Cícero.
Vejamos que o que prevaleceu no voto do Ministro
(Relator do caso) José Arnaldo da Fonseca foi a defesa
da propriedade do fazendeiro/grileiro Antenor Duarte.
O relator não levou em conta a decisão da OEA
(Organização dos Estados Americanos) que condenou o
Brasil e obriga o governo a indenizar as famílias
vitimas do massacre.

Caros camaradas, a decisão do STJ (Superior Tribunal de
Justiça) coloca um ponto final na questão jurídica,
tornando a luta política, devemos com empenho nos
colocar contra está decisão que coloca trabalhadores
que queriam um pedaço de terra para dar sustento a sua
família, a decisão faz com que logo os trabalhadores
voltem para traz das grades injustas colocadas para
eles.

Esta é a hora de todos os trabalhadores se unirem e
exigir a liberdade para Claudemir e Cícero alem de
forçar o governo a pagar as indenizações das vitimas do
massacre.

Pedimos aos companheiros que se manifestem com cartas,
e-mail e fax para o Supremo Tribunal de Justiça.
Acreditamos que somente com a solidariedade dos
trabalhadores é que alcançaremos mais esta vitória.

Superior Tribunal de Justiça
Quadra 06 – Lote 01 – Trecho III
CEP 70095-900
FAX – (61) 319 8194 – 319 8195

E-mail;
*Ministro Edson Vidigal (Presidente)
presidência@stj.gov.br
gab.edson.vidigal@stj.gov.br
*Ministro José Arnaldo da Fonseca
gab.jose.arnaldo@stj.gov.br
OBS: este é o ministro relator do caso e
que votou pela condenação




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center