A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
First few lines of all posts of last 24 hours || of past 30 days | of 2002 | of 2003 | of 2004

Syndication Of A-Infos - including RDF | How to Syndicate A-Infos
Subscribe to the a-infos newsgroups
{Info on A-Infos}

(pt) A PLEBE nº37/Agosto de 2.004

From profosp@bol.com.br
Date Sat, 14 Aug 2004 07:55:29 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

ACAT-A.I.T.
Órgão de divulgação do núcleo pró-Federação Operária de
São Paulo/Confederação Operária Brasileira (Fundada em
1915)
@ Ligada à Associação Internacional dos Trabalhadores
(A.I.T.) @
CONTRA A REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA DO GOVERNO
PETISTA!
Entendemos que frente ao avanço do Estado no
sentido de dificultar a auto-organização dos
trabalhadores e a retomada do sindicalismo livre no
país, passo fundamental para continuar o processo de
destruição dos direitos e conquistas dos trabalhadores
ao longo de sua história - em especial na fase em que o
movimento sindical era predominantemente anarkista. Em
nome da autonomia de organização e ação do movimento
dos trabalhadores trazemos nossa proposta de luta
frente a mais esses golpes do governo petista de Lula &
CIA.

MEMÓRIA É LUTA!

Entendemos que a melhor maneira de se contrapor ao
golpe do governo petista, com o apoio das centrais
reformistas e seus sindicatos atrelados ao Estado, é a
AÇÃO DIRETA de retomar a prática do sindicalismo livre
e revolucionário – sem Estado, partidos políticos e
patrões – que vigorou na primeira metade do século XX e
garantiu pela luta a conquista dos direitos que
usufruímos e que nos querem retirar hoje os políticos.

Contra a via parlamentar e contra o Fórum Sindical
Nacional (que conta com a presença do governo e dos
empresários) os trabalhadores só tem uma resposta: auto-
organização, sem a tutela estatal, sem a interferência
patronal e sem política partidária.

“A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios
trabalhadores!”

A FUNDAÇÃO DO SYNDICATO
(Neno Vasco, in “Boletim da Comissão Executiva do 3º
Congresso Operário” - 1920) @@@@@@@@@@ MEMÓRIA DE LUTAS!

Muitas vezes os trabalhadores se acham
embaraçados tratando de fundar uma sociedade de
resistência. E, no entanto nada mais simples.

O grupo, que tomou a iniciativa de construção
do sindicato, reúne-se e encarrega um indivíduo – ou
uma comissão – de elaborar um projeto de estatutos, de
pacto associativo, que será depois discutido em
assembléia geral, após convite dirigido a todos os
operários que se procura agremiar.

Esse projeto social deve ser o mais resumido
possível, despido de vários formalismos e de entraves à
ação sindical. Em todos os seus atos o sindicato deve
abolir as formalidades inúteis simplificando tudo .
Quem quer agir depressa e muito constantemente veste
pouca roupa e foge das camisas-de-força. Quem empreende
uma viagem longa, para caminhar ligeiro, leva bagagem
leve. Em França, uma organização ativa de camponeses,
gente prática e pouco formalista, tem uns estatutos com
9 (nove) artigos.

Em geral, no pacto social, deve estatuir
apenas esses pontos:

1º - Os fins do sindicato - que a nosso ver devem
ser “a”) imediatos:o melhoramento das condições
presentes, a propaganda associativa e a educação; “b”)
a emancipação integral do trabalhador.

2º - A não participação do movimento na luta de um
partido político.

3º - A não participação de patrões e, pelo menos, a
exclusão da administração dos que tem compromissos com
os patrões, sendo seus empregados de confiança, como os
contra-mestres (supervisores, diretores, etc.).
Exclusão rigorosa, igualmente, de políticos
profissionais. Só poderão fazer parte do sindicato os
assalariados enquanto exercerem o seu ofício, salvo o
caso de desocupação forçada.

4º - Porta fechada aos funcionários pagos. Quando o
sócio perde horas de trabalho em serviço do sindicato
deve receber, como indenização, unicamente o que
ganharia em média exercendo o seu ofício, mas isso
apenas quando e enquanto o serviço do sindicato é
incompatível com o exercício da profissão. Esse ponto é
importante.

5º - Uma administração reduzida a sua mais simples
expressão: um secretário (ou mais, quando isso for
necessário ao serviço) e um tesoureiro, quando muito
alguns conselheiros e revisores das contas. Estas
funções são puramente administrativas e não diretivas,
tratando de um serviço, de um trabalho a executar
segundo um encargo dado e aceito e escrupulosamente
cumprido. Estes funcionários não mandam, mas trabalham,
não impõe idéias ou vontades próprias, mas executam
resoluções tomadas.

- Devem ser substituídos com freqüência, não
só porque estas funções são um encargo e não uma honra
ou um privilégio, mas também por que contribuem para a
educação dos operários.

A estes pontos podem juntar-se outros que
variam conforme as circunstâncias: instituição de
biblioteca, de escolas profissionais, de obras de
propaganda, etc.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


MCC/RO JÁ ESPERA HÁ 10 ANOS AS PROMESSAS DO INCRA!

No ultimo dia 12 de Julho, trabalhadores ligados ao
Movimento Camponês Corumbiara (MCC/Rondônia) ocuparam a
sede do INCRA em Rondônia em virtude do não cumprimento
de acordos firmados com o INCRA e o Ministério da
Justiça.

Centenas de trabalhadores mantiveram funcionários de
INCRA presos dentro do INCRA, na mesma tarde a Justiça
de Rondônia expediu mandado de prisão a um dos
coordenadores do MMC, o coordenador foi preso pela
Policia Federal por cárcere privado e ser líder de
quadrilha, assim o governo tem tratado os movimentos
sociais.

No ultimo dia 19 de Julho, após muita pressão de
organizações de direitos humanos a Justiça de Rondônia
soltou o companheiro preso que relatou senas horríveis
dentro do presídio Urso Branco.

Após este conflito o MCC pede a demissão imediata do
superintendente do INCRA em Rondônia, o que tem causado
a fúria dos Deputados Federais ligados ao PT.
Chega de tratar Movimentos de Trabalhadores como
bandidos.

Trabalhador não é bandido!

SOLIDARIEDADE AO MCC!
PELA REFORMA AGRÁRIA AUTOGESTIONÁRIA!
LIBERDADE PARA CLAUDEMIR E CÍCERO!

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

CAMPANHA PELO VOTO NULO:
CONTRA TODAS AS FARSAS E MISÉRIAS!!!

Dentro da intenção de ampliarmos e melhor vincularmos
nossa luta pelo VOTO NULO à QUESTÃO SOCIAL estamos
propondo a constituição, nos estados e cidades, de um
Comitê Libertário Contra a Carestia da Vida.

A ação fundamental desses comitês será a de organizar
eventos, manifestações e outros a partir das periferias
das cidades para seus centros indo desembocar em um
grande movimento nacional PELO VOTO NULO CONTRA A
CARESTIA DE VIDA.

Nestes termos é importante também escrevermos
coletivamente nossas preocupações em panfletos
ADEQUADOS A REALIDADE LOCAL a ser divulgado à população
e a elaboração de um “espelho” ou resumo das nossas
principais questões de luta para sua publicação em
cartaz mural do Jornal “A Voz do Trabalhador”.

A dimensão do nosso movimento depende da nossa
capacidade e disponibilidade de articularmos ações e
pessoas para DARMOS UMA AMPLA RESPOSTA DA POPULAÇÃO AOS
POLÍTICOS, AO ESTADO E AOS EMPRESÁRIOS.

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

15ª PASSEATA-TRIBUTO A RAUL SEIXAS
"Num planto capim-guiné prá boi abanar rabo..."

DIA 21 DE AGOSTO (SÁBADO)

-16 hs: Concentração nas Escadarias do TeAto Municipal
-18 hs: Saída da Passeata em direção a Praça da Sé
- Na Pça. da Sé ATO COM SOM ao vivo até as 22 hs*

VIVA!VIVA!
VIVA A SOCIEDADE ALTERNATIVA!




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center