A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
{Info on A-Infos}

(pt) A BATALHA #200: A ONU e o Iraque - Os custos da incoerência

From a-infos-pt@ainfos.ca
Date Thu, 25 Sep 2003 20:44:40 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
http://ainfos.ca/ http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

A ONU recusou o seu assentimento à intervenção militar anglo-americana no
Iraque porque o pretexto invocado – destruição do arsenal iraquiano de
armas de destruição maciça – não tinha fundamento sério. A intervenção
ocorreu a despeito do parecer em contrário dos inspectores da ONU e do
voto contra do Conselho de Segurança. Nem durante as operações militares
nem depois delas foi possível à coligação detectar qualquer evidência da
existência de tais armas.A ONU via assim confirmada a sua atitude inicial e os agressores
encontravam-se na pouco confortável situação de haverem realizado uma
acção militar ilegal e sem fundamento, criminosa portanto.O secretário-geral e o Conselho de Segurança estavam assim em condições
éticas e jurídicas para formular um protesto enérgico, exigir a retirada
imediata das forças anglo-americanas, o pagamento duma pesada indemnização
de guerra e a restituição da administração do país aos iraquianos. Em
princípio ao governo em exercício à data do início das operações. Como
sobre este pendiam graves acusações de violação dos direitos humanos e de
crimes contra a humanidade poder-se-ia considerar a eventual entrega da
administração a um executivo de conciliação nacional com o apoio duma
força de paz internacional (obviamente sem participação dos países
agressores) na fase de estabilização.Ora a ONU vitoriosa, em vez de assumir a razão que lhe assistia e proceder
em conformidade, não lavrou qualquer protesto, não exigiu a retirada dos
agressores e, pelo contrário, optou por colaborar com as forças de
ocupação nos termos e limites por estas definidos.Ao fazê-lo legitimou a ocupação militar anglo-americana e assumiu o papel
do «arrependido» que procura reabilitar-se, aceitando o estatuto de aliado
tardio e submisso.Não admira pois que os iraquianos a vejam como tal e, consequentemente,
como um alvo mais a abater pelo ma quis iraquiano.Se o atentado contra a ONU é compreensível como manifestação de repúdio
não se afigura acto muito inteligente por parte da resistência. As funções
da delegação da ONU são essencialmente humanitárias e os funcionários dela
não têm qualquer responsabilidade pelas atitudes políticas assumidas pelo
secretário-geral e pelo Conselho de Segurança. A opinião internacional não
entenderá o acto e mesmo a opinião pública iraquiana poderá achar absurdo
que, com tanto militar americano e inglês à mão, se escolha um alvo
pacífico, civil, uma missão de apoio à população.Sendo um acto que prejudica a credibilidade da resistência favorece
obviamente o ocupante. Isto pode levantar dúvidas quanto à verdadeira
autoria do atentado, tanto mais que se estranha a facilidade comque o caminhão armadilhado ingressou no perímetro de segurança da sede da
ONU bem como a tardia reivindicação do atentado por um grupo totalmente
desconhecido.De qualquer modo lamentam-se os mortos e feridos desta tragédia, vítimas
inocentes de interesses, ódios e deliberações a que foram alheios.Luís Garcia e Silva




*******
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas
******
INFO: http://ainfos.ca/org http://ainfos.ca/org/faq.html
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
ASSINATURA: envie correio para lists@ainfos.ca com a frase no corpo
da mensagem "subscribe (ou unsubscribe) nome da lista seu@enderço".

Indicação completa de listas em:http://www.ainfos.ca/options.html


A-Infos Information Center