A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
{Info on A-Infos}

(pt) A BATALHA N. 198: AS RAZÕES CRIMINOSAS D'ELES ...

From jornalabatalha@hotmail.com
Date Tue, 20 May 2003 23:30:05 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Quando se pratica uma agressão, um assassinato,
um genocídio, uma guerra, há sempre razões.
Razões que são enunciadas por homens e sustentadas
por outros homens contra a sua espécie, numa
tentativa de marginalizar, desprezar, sufocar,
aniquilar, assassinar. Como no mundo animal. Com
uma diferença: o homem fá-lo em nome de uma razão
de estado, raça, cultura ou grupo. Fá-lo, fazendo
do seu acto bárbaro de genocídio, guerra, pobreza,
etc, um facto (histórico, cultural, estratégico,),
para se diferenciar dos animais, como criador de
cultura (de civilização, de religião,). Fá-lo por
se considerar a si próprio um animal racional.
Animal de razões! Razões sobejamente identificadas
e selvagens. Razões essas sustentadas em nome da
religião, da sociedade, do estado, da raça, da lei,
da cultura de guerra, ou outras.

*Em nome da religião ou do divino verificamos:
– a divinização do chefe (teocracia)
– o poder emanado de deus (absolutismo)
– privilégio de ordens sociais (clero, senhores da missa)
– obediência (um deus, um estado, um senhor)
– classificação do outro (infiel)
– santificação da guerra (jihad, cruzada)
– perdão e expiação de pecados (bulas, esmolas)
– expansionismo e colonização de pagãos, selvagens, etc (fé)
– excomungação (do outro)
– etc, ......................

*Em nome da sociedade produtora e do medo:
– esclavagismo (preso, comprado)
– homem objecto (servo, criado)
– tráfico de humanos (sociedade de poderes)
– fluxos migratórios (exploração de humanos)
– migrações clandestinas (exploração, subjugação)
– impostos (sustentar privilégios)
– pobreza (fonte de recursos para os poderosos)
– perseguição/caciquismo (subjugação)
– rendimentos (exploração)
– etc , ...........................

*Em nome do estado:
– expansionismo (civilização)
– união de territórios (conquista, domínio)
– condenações à morte (verdade una)
– tortura, censura, proibições (medo, violação da liberdade)
– polícias políticas (medo, repressão)
– guerra (poder)
– confiscação (roubo)
– etc, ...................

*Em nome da raça e da superioridade :
– acusações aos outros (conspirador, demónio, fanático)
– distinção entre humanos (bárbaros e civilizados)
– direito de ser cidadão (para o outro não ser)
– acusação de herético, infiel (ataque à diferença)
– civilizar o outro (aculturar)
– confiscação de bens (ao outro)
– prática de genocídio (raça)
– raça superior (raça inferior)
– etc, ...................

*Em nome da lei também se:
– fuzila (o opositor)
– apedreja (castigo, exemplo)
– acusa (o outro)
– obedece (ao mais forte)
– faz guerra, tortura,
– etc, .......................

*Em nome de qualquer coisa a guerra serve para:
– divisão de territórios (invasão)
– repartição da presa (gáudio, vitória)
– saque das cidades (humilhação, derrota)
– assassinato dos derrotados (vitória total)
– extinção de territórios (omnipotência, poder)
– colonização (ocupar)
– imposição de culturas (choque de povos)
– contractos para não respeitar (má-fé)
– confiscação (o outro não é humano)
– roubo de propriedade (do inimigo, do vencido)
– interdições aos autóctones (conquistador)
– genocídio (aniquilar povos)
– campos de concentração (roubar a vida)
– massacres (força militar)
– exterminação (a força, o poder)
– etc, ...........................

Eis aquilo a que eles chamam razões. As
razões de que não abdicam. As suas razões
para cometerem os maiores crimes em nome
destas e de outras ideias. Porque também
há os crimes silenciosos como a fome, a
dor, a doença, o abandono, a privação,
cometidos em nome da lei, do estado, do
bem-estar, da protecção, da sociedade, ...
Crimes cometidos ao abrigo de qualquer lei,
por qualquer estado, em nome do teu bem-estar,
da minha protecção, da nossa sociedade, e...
do nosso medo de viver!
J. Augusto





*******
********
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas

******
ASSINATURAS: lists@ainfos.ca
RESPONDER: a-infos-d@ainfos.ca
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca/org
INFO: http://www.ainfos.ca/org

Para receber a-infos numa língua apenas envie para lists@ainfos.ca
a mensagem seguinte:
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
onde X= pt, en, ca, de, fr, etc. (i.e. o código de idioma)

A-Infos Information Center