A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
{Info on A-Infos}

(pt) [Suiça] Fórum das Lutas sociais; 24-27 de Maio, Lausanne (en,fr,it)

From <RedLibertaria@yahoogroups.com>
Date Tue, 20 May 2003 19:13:43 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________


24-27 de Maio de 2003, Lausanne

Em Le Puits, Escalier du puits, próximo do «Café des Artisans»
(rue centrale 16, bairro de Rôtillon)

As polí­ticas inspiradas pelo G8 e zelosamente aplicadas por
organizações internacionais (tais como o FMI, o Banco Mundial,
a OMC e a Comissão Europeia)e os governos dos diferentes
paí­ses estão a conduzir ao empobrecimento dos povos de Norte
a Sul, para enriquecimento de algumas corporações transnacionais
e a provocar uma concentração de poder.

Contra tal pilhagem de recursos e as imposições do poder temos de
organizar a nossa resistência. As práticas libertárias de
auto-organização, auto-gestão e acção directa têm um importante
papel a desempenhar aqui. Diversos militantes da América do Sul, de
África e de Espanha virão para falar sobre as suas experiências na
luta para desenvolver uma alternativa ao capitalismo, a  barbárie
patriarcal e autoritária.

Da iniciativa das organizações suiças Organisation Socialiste
Libertaire (OSL) e Ya Basta!

Programa:

Sábado 24 de Maio, 3-7 da tarde:
A luta das mulheres indí­genas no México

Com duas mulheres indígenas de Chiapas, da sociedade
civil em resistência, de uma mulher indígena de Oaxaca,
da coordenação nacional de mulheres indígenas do CNI.

Em todo o México as mulheres se estão organizando para combater o
sexismo e o racismo na sociedade mexicana. desde há alguns anos, estas
lutas têm vindo a extender-se e as mulheres indí­genas conseguiram
construir um movimento nacional para se oporem às estruturas do
patriarcado nas suas comunidades assim como aos planos neo-coloniais que
estão a destruir a sua cultura indí­gena. Estas companheiras estão
participando nas lutas de base para fortalecer a auuto-organização das
mulheres nas suas comunidades, assim como dentro do movimento zapatista
e no movimento nacional indí­gena.


Domingo 25 de Maio, 3-7 da tarde:
Crianças mal-tratadas e exploradas.
A nossa luta contra isso tudo.

A luta contra os maus tratos às crianças e
ao trabalho infantil está totalmente relacionada
com a resistência ao capitalismo global.
Nicolas, que durante mais de um ano em Phnom Penh
(Cambodja)levou a cabo acções e trabalho solidário
com crianças da rua, vai nos apresentar a sua
experiência. Segue-se um debate em torno de como
podemos lutar para ajudar crianças mal-tratadas
fora dos esquemas usuais caritativos e relacionado
com a assistência que conhecemos bem demais.

Segunda-feira 26 de Maio, 8 da tarde: Acção directa e
auto-organização na Argentina e no Brasil

Com dois camaradas da Organisacion Socialista Libertaria da
Argentina e da Federação Anarquista Gaúcha do Brasil.

Os camaradas vêm apresentar estas lutas que estão
a modificar o impacto e a cultura dos movimentos
populares nos seus paí­ses respectivos. Na Argentina,
o movimento piquetero está organizado nas áreas mais
carenciadas, bloqueando estradas em todo o paí­s.
E o Brasil não é apenas Lula: há práticas de
resistência autónomas, em particular nos catadores.
Como noutros países latino-americanos, estes dois
países têm significativos movimentos auto-organizados e e
praticando a acção directa.


Terça 27 de Maio, 8 da tarde: Construcção do
anarcosindicalismo no estado espanhol dirigido
ao futuro. Sindicalismo radical na Europa.

Com Eladio Villanueva, secretário geral da
Confederacion General de Trabajo (CGT), irá
apresentar a história, a experiência e
os planos futuros da confederação vermelha e negra.

O anarco-sindicalismo no estado espenhol inspira
muitas lutas que têm lugar aí­, nos dias de hoje.
A CGT é a confederação libertária maior, com o maior
número de membros e maior distribuição. Segue-se um
debate sobre as possibilidades de sindicalismo de base
na Europa, partindo de diversas experiências, incluindo
a da Suiça.

Todos os debates e conferências em:
Le Puits, Escalier du puits, junto ao Café des Artisans
(rue centrale 16, bairro de Rôtillon).

Para mais informações:

Organisation Socialiste Libertaire
case postale 687, 1000 lausanne 9
osl@rebellion.ch
http://www.rebellion.ch

Ya Basta!
rue de l'industrie 11,
1005 Lausanne
ya.basta@graffiti.net








*******
********
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas

******
ASSINATURAS: lists@ainfos.ca
RESPONDER: a-infos-d@ainfos.ca
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca/org
INFO: http://www.ainfos.ca/org

Para receber a-infos numa língua apenas envie para lists@ainfos.ca
a mensagem seguinte:
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
onde X= pt, en, ca, de, fr, etc. (i.e. o código de idioma)

A-Infos Information Center