A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Nederlands_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
{Info on A-Infos}

(pt) [São_Paulo/Brasil]_PREFEITA_PETISTA_ENTRA_ EM_CHOQUE_COM_CAMELÔS_NO_CENTRO

From "profosp" <profosp@bol.com.br>
Date Thu, 8 May 2003 19:28:21 +0200 (CEST)


______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Seguindo sua estratégia de perseguir os
trabalhadores precários a prefeitura de São Paulo lançou
mão de uma nova força-tarefa para expulsar os camelôs da
região conhecida como o "centro financeiro", área
delimitada entre a Praça da Sé-Largo São Bento-Largo São
Francisco/Viaduto do Chá, englobando as principais sedes
de Bancos, Secretárias de Estado e Município, Bolsa de
Valores além do Sindicato dos Bancários/CUT e próximo a
sede do sindicato dos metalúrgicos de SP/FORÇA SINDICAL.

A força-tarefa do governo petista, formada por
uma centena de fiscais - com seus uniformes amarelos - a
pé com apoio de viaturas da fiscalização, apoiada por 3
carros (2 camburões) e cerca de 50 soldados da Policia
Militar(PM) e uma quantidade semelhante da Guarda
Metropolitana(GM)realizou mais uma de suas blitz
recolhendo os produtos dos camelôs, na região, numa
operação que se iniciou a partir de 9:00 horas da manhã.

Os camelôs se reaglutinaram no Lgo. S. Francisco
onde se reuniram rapidamente e decidiram espontaneamente
realizar um protesto: por volta de 11:00 hs cerca de 200
ambulantes saíram em passeata percorrendo as ruas da
região, assoprando apitos e gritando "NÓS QUEREMOS
TRABALHAR!", levando os lojistas a abaixarem suas portas
temendo um arrastão, apesar da passeata estar sendo
acompanhada por uma tropa da PM. Por volta de 12:30 hs a
passeata cruzou com a força-tarefa petista em frente a
Bolsa de Valores. Ocorreram atritos entre camelôs e
fiscais e os policiais interviram com violência levando
ao recuo dos camelôs. A passeata se reaglutinou e se
dirigiu ao Viaduto do Chá, acuada pela PM.

Na R. Libero Badaró a PM cercou a passeata e
tentou dispersar o pessoal, levando a um novo confronto
e a detenção de alguns camelôs. Alguns simpatizantes do
núcleo PROFOSP/COB-AIT, que participavam da
manifestação, conseguiram negociar com o comando local
da PM a liberação dos detidos com o compromisso de
encerrar as "arruaças". Eram 14:00 hs e cerca de 50
camelôs se reaglutinaram próximo ao Lg. São Francisco
onde se reuniram e decidiram tentar retomar a passeata,
apesar do grande número de PMs. Justamente nesse ponto a
força-tarefa petista, reforçada, passou ostensivamente
pela concentração de camêlos que se viu obrigada a abrir
caminho pela PM, formando um corredor por onde passou a
coluna amarela de fiscais e os GMs de azul. Aos gritos
de "É ASSIM QUE O PARTIDO DOS TRABALHADORES VAI COMBATER
O DESEMPREGO?", "QUEREMOS TRABALHAR!", "EU TAMBÉM TENHO
FILHO PRÁ CRIAR!", etc. Logo após a passagem da coluna
de fiscais e GMs a PM tentou intimidar os camelôs que
ainda permaneciam agrupados, procurando cada um e
retirando os apitos e dando ordens de que as pessoas se
dispersassem. O pessoal ligado a PROFOSP interviu
procurando assegurar o direito a manifestação,
negociando com a PM o fim das intimidações, por um lado,
e puxando a passeata para sair do cerco policial. Por
volta de 15:00 hs cerca de 50 pessoas sairam em passeata
pela R. São Bento, Pça do Patriarca, R. Direita até a
Pça da Sé aos gritos de "NÃO SOMOS BANDIDOS, QUEREMOS
TRABALHAR!", acompanhados de perto pela PM.

Por volta de 16 hs, na Praça da Sé, os
manifestantes decidiram encerrar as manifestações,
devido ao esvaziamento, decidindo chamar nova reunião no
Lgo. São Francisco hoje, quarta 07/05. A questão é
avaliar a estratégia da prefeita Marta Suplicy que vem
atuando de forma setorizada, dividindo a cidade em
setores e realizando blitz para expulsar os vendedores
ambulantes e mantendo após uma ocupação ostensiva por
fiscais, impedindo a reinstalação de barracas.

Entendemos que isso está levando a uma mais
completa militarização da sociedade, tendo em vista que
os fiscais trabalham sempre associados com a GM e a PM.
A prefeitura aumentou em forma exponencial o número de
fiscais de rua contratando ex-camelôs que eram ligados a
associações de camelôs ligadas ao Partido dos
Trabalhadores (PT) até 2.000, quando o PT fazia oposição
ao governo Pitta-Maluf.

- PELO DIREITO UNIVERSAL AO TRABALHO!
- CONTRA O DESEMPREGO E A EXCLUSÃO SOCIAL!
- PELA REDUÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO PARA 30 HORAS
SEMANAIS, SEM REDUÇÃO SALARIAL!




*******
********
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas

******
ASSINATURAS: lists@ainfos.ca
RESPONDER: a-infos-d@ainfos.ca
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca/org
INFO: http://www.ainfos.ca/org

Para receber a-infos numa língua apenas envie para lists@ainfos.ca
a mensagem seguinte:
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
onde X= pt, en, ca, de, fr, etc. (i.e. o código de idioma)

A-Infos Information Center