A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 40 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ Dutch_ English_ Français_ Italiano_ Polski_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ The.Supplement
{Info on A-Infos}

(pt) Repressão na Sérvia. O secretário da Iniciativa

From "Samuel Delor" <Bakou69@free.fr>
Date Mon, 17 Mar 2003 13:20:58 +0100 (CET)


Anarco-sindicalista foi preso! (fr)
« Após a nossa declaração (sobre a morte do primeiro ministro
Djindjic) fomos ameaçados pelo telefone. Daremos notícias logo
que possamos.
Em www.kontrapunky-online.org
<http://www.kontrapunky-online.org/> podem procurar notícias mas
tudo está em sérvio »
Saudações Anarco-sindicalistas
Rata
Sender: worker-a-infos-pt@ainfos.ca
Precedence: list
Reply-To: a-infos-pt

______________________________________________________
A - I N F O S S e r v i ç o de N o t í c i a s
http://www.ainfos.ca/
http://ainfos.ca/index24.html
________________________________________________

Como sabeis, o presidente do governo sérvio foi assassinado na
semana passada em Belgrado. A Iniciativa Anarco-sindicalista (o
único grupo anarquista organizado na Sérvia) produziu uma
declaração sobre o assassinato, pouco depois de ter acontecido.
Nesta declaração, diziam que « Zoran Djindjic, o criminoso, foi
morto por outros criminosos » e que este conflito não é o nosso
mas «um conflito entre os que detêm o poder e que governam, para
mais poder ». Nesta declaração da IAS considera-se também que
esta morte não modificará nada em relação aos explorados da
Sérvia :
«as pseudo reformas terão lugar, milhares de pessoas vão ser
despedidas e a sua vida será cada vez mais esmagada pelo peso
das privatizações ».

Na Sérvia, após o assassínio, foi imposto o estado de excepção
pelo Estado. O ministério de trabalho fez uma « terrível
declaração que destroí um dos direitos humanos mais elementares,
o direito de sindicalizar e da fazer greve. » Nestas
circunstâncias, o Estado e seus aparelhos repressivos têm toda a
latitude para usarem
«todos os meios necessários». «Permanecermos vigilantes num
momento destes é da maior importância. »

A IAS afirmou muito claramente por esta declaração que recusa as
ordens do Estado e do ministétio do trabalho e que irá continuar
o seu trablho e as suas acções. A IAS apelou também «todos os
explorados da Sérvia a organizarem-se em fortes organizações
revolucionárias para se verem livres dos problemas essenciais de
uma vez por todas : o sistema económico de exploração – o
capitalismo – e a organização hierárquica da sociedade – o
Estado »

Podemos também ver que nesta declaração a IAS teme uma vaga de
repressão, de vilência do Estado e de terror: «A fraca margem de
liberdade que foi ganha durante a rebelião de 5 de Outubro foi
suprimida. Estamos á espera, com receio, a iminentes confrontos
com as forças da repressão ». É evidente que o Estado irá
aproveitar da oportunidade que lhe oferecem estas «
circunstâncias excepcionais » para «reprimir todas as vozes
dissidentes e as tentativas de organizar a resistência.» Sob a
máscara do
« antiterrorismo », o Estado vai retirar ao povo essa « fraca
quantidade de liberdade» e todo acto contra o neoliberalismo e
que não seja « pró-democrático » vai ser acusado de um carácter
terrorista.

A IAS tinha razão. A repressão já começou.

O secretário da IAS , o nosso companheiro Rata, foi preso no seu
domicílio. Está na prisão e a polícia também apreendeu o seu
computador pessoal e outros materiais em sua casa. Está na
prisão desde há mais de 3 dias e é impossível de entrar em
comunicação com ele. Nestas circunstâncias, as pessoas presas
podem permanecer detidas na prisão durante 30 dias. Os
companheiros da Sérvia irão informar-nos àcerca da evolução da
situação e quando tiverem mais esclarecimentos e irão dizer-nos
o que podemos fazer para ajudar os nossos companheiros sérvios.

Preparemos a necessária solidariedade contra a repressão de
Estado !
Não deixemos que aclasse dominante sérvia (e de outros países),
utilize a violência e o terror contra os nossos companheiros que
lutam para uma sociedade sem classes e sem Estado e pela justiça
social, tudo isto para conseguirem proteger os seus interesses,
a sua posição e o seu Capital.

Continuemos com a solidariedade revolucionária, na nossa luta
contra o Estado e o capitalismo
Saudacões anarquistas
Tine (Federação dos anarquistas sociais) saf.info@email.si

Pode tentar entrar em contacto com os nossos companheiros por
telefone
+381-63-263-775

Traduzido para o português, para A-infos, a partir da tradução
de :
Relações internacionais da Federação Anarquista
145 rue Amelot
75011 Paris





*******
********
****** Serviço de Notícias A-Infos *****
Notícias sobre e de interesse para anarquistas

******
ASSINATURAS: lists@ainfos.ca
RESPONDER: a-infos-d@ainfos.ca
AJUDA: a-infos-org@ainfos.ca
WWW: http://www.ainfos.ca/org
INFO: http://www.ainfos.ca/org

Para receber a-infos numa língua apenas envie para lists@ainfos.ca
a mensagem seguinte:
unsubscribe a-infos
subscribe a-infos-X
onde X= pt, en, ca, de, fr, etc. (i.e. o código de idioma)

A-Infos Information Center