A - I n f o s
a multi-lingual news service by, for, and about anarchists **

News in all languages
Last 30 posts (Homepage) Last two weeks' posts

The last 100 posts, according to language
Castellano_ Català_ Deutsch_ English_ Français_ Italiano_ Português_ Russkyi_ Suomi_ Svenska_ Türkçe_ All_other_languages
{Info on A-Infos}

(pt) Solidariedade com o povo Curdo

From <klubo@correionet.com.br>
Date Sat, 11 Mar 2000 07:45:25 -0500


 ________________________________________________
      A - I N F O S  N E W S  S E R V I C E
            http://www.ainfos.ca/
 ________________________________________________

via Anarkiisto <anarquista@yahoo.com>

Amigos libertários: nós falantes do esperanto, membros do Movimento
Mundial pelos Direitos Humanos Linguísticos manifestamos a nossa preocupação com a situação do povo curdo,
principalmente na Turquia. Os curdos estão sofrendo uma série de discriminações: a eles é negado o direito de falar no
seu idioma ( o idioma curdo) e o governo da Turquia tenta impor o idioma turco aos curdos.
As crianças curdas não têm o direito de frequentar escolas em curdo (que absurdo!). É proibido emissoras de radio
televisão, jornais e publicações em curdo. São 25 milhões de curdos sofrendo discriminação linguística. Por isso nós
lançamos a Mensagem de Solidariedade ao Povo Curdo em quatro idiomas: esperanto, português, inglês e italiano.
Solicitamos a ampla divulgação do manifesto abaixo. Se possível, escrevam para as embaixadas da Turquia para protestar.
Enviem cópias deste manifesto para outras organizações e listas de discussões.
atenciosamente,
junior ( klubo@correionet.com )

MENSAGEM DE SOLIDARIEDADE AO POVO CURDO
Nós, falantes do idioma internacional neutro Esperanto, membros do Movimento Mundial pelos Direitos Humanos
Linguísticos, conscientes das atuais violações aos direitos humanos que sofre o povo curdo, principalmente na Turquia;
considerando que os falantes da língua curda sofrem discriminação linguística porque aos curdos não i permitido usar sua
própria língua em algumas esferas definidas da vida (na educação, nos meios de comunicação, em publicações, em
instituições, etc...);notando o papel da língua como instrumento de único do povo curdo, que consiste na maior minoria
étnica no mundo sem um território próprio e com 25 milhões de pessoas que vivem nos territórios da Turquia, Irão,
Iraque, Síria e ex-URSS; lamentamos a atitude intolerante (principalmente) do governo turco que impõe uma política
linguística opressora ao povo curdo; pedimos respeito aos direitos do povo curdo ` sua identidade cultural e
autodeterminação; e solicitamos que o direito do povo curdo ` sua língua seja respeitado segundo a Declaração Universal
dos Direitos Humanos que assegura que nenhum homem pode sofrer discriminação com base na língua. Março 2000


As outras Línguas

MESSAGGIO DI SOLIDARIETA' COM IL POPOLO CURDO

Noi, parlanti della lingua internazionale neutrale esperanto, membri di un
movimento mondiale per i diritti linguistici dell'uomo, consci delle
attuali
mancanze di rispetto dei diritti dell'uomo, di cui soffre il popolo curdo,
specialmente in Turchia,

- considerando che i parlanti della lingua curda soffrono per una
discriminazione linguistica, poiche' non e' permesso loro di usare la
propria lingua in certi campi della vita (educazione, mezzi di
comunicazione
di massa, istituzioni
pubbliche, ecc.);

- notando il ruolo della lingua come strumento di unione del popolo curdo,
che e' la minoranza etnica piu' grande
nel mondo senza un territorio proprio, com 25 milioni di uomini che vivono
nei territori di Turchia, Iran, Irak, siria ed ex-Unione Sovietica;

- ci rammarichiamo per l'atteggiamento intollerante (principalmente) della
governo turco, che pratica una politica di oppressione linguistica verso
il
popolo
curdo;

- chiediamo il rispetto dei diritti del popolo curdo alla propria
identita'
culturale e all'autogoverno;

- e chiediamo che il diritto del popolo curdo alla sua lingua sai
rispettato
secondo la Dichiarazione dei Diritti dell'Uomo, che asserisce che nessun
uomo puo' essere discriminato in base alla lingua.

"Diritti Linguistici dell'Uomo"


MESSAGE OF SOLIDARITY TO THE KURDISH PEOPLE

We, speakers of Esperanto, members of a global movement for Linguistic
Human Rights, recognizing the current crimes against human rights
suffered
by the Kurdish people mainly in Turkey;

considering that speakers of the Kurdish language suffer language
discrimination because they are not allowed to use their own language in
certain spheres of life (in education, in the mass media, in
publications,
in public institutions, etc...);

taking note of the role of that language as a tool for the unification of
the Kurdish people, the largest ethnic minority in the world without its
own territory, now 25 million people living on the territories of Turkey,
Iran, Iraq, Syria and the former USSR;

regret the intolerant attitude of (mainly) the Turkish government which
enforces a policy of linguistic suppression on the Kurdish people;

ask that the rights of the Kurdish people to their own cultural identity
and self-rule be respected;

and demand that the right of the Kurdish people to their own language be
respected as demanded by the Declaration of Human Rights, which asserts
that no one may suffer discrimination on the basis of language

SOLIDARECA MESAGXO AL LA KURDA POPOLO (En esperanto)

Ni, parolantoj de la internacia neuxtrala lingvo Esperanto, anoj de
tutmonda
Movado por la Homaj Lingvaj Rajtoj, konsciaj pri la nunaj atencoj al homaj
rajtoj, kiujn suferas kurda popolo, cxefe en Turkio;

- konsiderante, ke la parolantoj de la kurda lingvo suferas lingvan
diskriminacion, cxar al ili ne estas permesate, uzi sian propran lingvon
en
difinitaj sferoj de la vivo (en edukado, en amas-komunikiloj, eldonajxoj,
en
publikaj institucioj, ktp...);

- notante la rolon de la lingvo kiel ilo de unuigxo de la kurda popolo,
kiu estas la plej granda etna malplimulto en la mondo sen propra
teritorio,
kun 25 milionoj da homoj kiuj vivas sur teritorioj de Turkio, Irano,
Irako,
Sirio kaj eks-Sovetio;

- bedauxras la maltolereman sintenon (cxefe) de la turka registaro, kiu
altrudas lingvan subpreman politikon al la kurda popolo;

- petas respekton al la rajtoj de la kurda popolo al g'ia kultura identeco
kaj memregado;

- kaj postulas, ke la rajto de kurda popolo pri sia lingvo estu
respektata laux la la Deklaracio de la Homoj Rajtoj kiu asertas, ke
neniu
homo povas suferi diskriminacion surbaze de lingvo.

"Homaj Lingvaj Rajtoj"
Internacia Prem-Grupo






=====
@narquista @gnostico...
Viva a sociedade livre, viva o Anarquismo!!!
http://libertarios.tux.nu
Se voce nao deseja mais receber estes emails,
envie uma carta com a assunto REMOVA-ME!




                       ********
               The A-Infos News Service
      News about and of interest to anarchists
                       ********
               COMMANDS: lists@tao.ca
               REPLIES: a-infos-d@lists.tao.ca
               HELP: a-infos-org@lists.tao.ca
               WWW: http://www.ainfos.ca
               INFO: http://www.ainfos.ca/org

 To receive a-infos in one language only mail lists@tao.ca the message
                unsubscribe a-infos
                subscribe a-infos-X
 where X = en, ca, de, fr, etc. (i.e. the language code)


A-Infos
News